Monique uma mamãe jovem que já sentiu na sua vida uma das maiores dores que uma mulher possa sentir…

Falar de maternidade para uma mãe, é muito fácil pois o amor que sentimos é tão imenso, que não faltam palavras. Tenho 3 filhos maravilhosos e super saudáveis e que me enchem de orgulho. Fui mãe muito cedo, aos 21 anos mas não me arrependo nenhum dia da minha vida pela maternidade precoce.

Amo meus filhos, e não poderia deixar de relatar sobre a perda de um filho que nunca vi e nunca beijei mas senti e falei, por pouco tempo ele esteve dentro de mim, 5 meses maravilhosos, mas foi o tempo suficiente pra me tornar uma pessoa melhor, uma mãe melhor, e a dar valor as pequenas coisas da vida, a dar valor ao marido e filhos maravilhosos que tenho perto de mim e que me deram um imenso apoio nesse momento difícil.

Foi uma experiência dolorosa, e não desejo a ninguém, pois nós mães desejamos nossos bebês desde a descoberta, e a cada semana de gestação é uma vitória, é uma comemoração, uma novidade e um novo sentimento. Curta os bons momentos e saiba lidar com as perdas, apesar das dificuldades. Deus sabe o que faz, pois depois da perda do meu filho, ele me deu a Letícia a minha filha caçula, que só me dá motivos pra continuar, assim como seus irmãos Igor e Cecília.

Monique Baptista

Dona do Blog Mãe ao Cubo, 33 anos, casada, mãe de Igor, Cecília e Letícia, adora fazer amizades e curtir a família.

Veja também: Uma Perda, Uma Conquista – Cerclagem e Repouso – Daniela

Foto: Acervo Pessoal