Se existe uma fase que mexe com o psicológico de qualquer mulher causando frios na barriga, dúvidas e ate mesmo muitos questionamentos, o final da licença maternidade é um momento muito difícil e requer muita força e determinação para voltar a sua rotina anterior. E a escolha do berçário ideal para seu bebê é um dos passos que trará maior segurança na decisão, para que consiga voltar ao trabalho com mais confiança.

Afinal, como ficar tranquila imaginando que seu pequeno bebê totalmente dependente de você e que nunca foi cuidado por ninguém a não ser a pessoa que mais o ama no mundo, estar na mão de terceiros.

As dúvidas pipocam na cabeça de forma descontrolada, pensando em tudo que pode acontecer e claro que sempre vêm os maus pensamentos junto de tudo que vemos atualmente na televisão referente a maus tratos e inclusive desaparecimento de bebês dentro da escola, sendo entregue errado na porta de saída. Como não pensar e temer com tudo isso?

Por isso mamãe, se você já tomou sua decisão de voltar a sua vida profissional quando a licença maternidade chegar ao fim inicie sua procura pelo berçário adequado antecipadamente. Assim terá tempo o suficiente para visitar diversos locais, analisar condições, espaço, coletar informações inclusive indicações de outras mães. Outros pontos devem ser levados também em consideração como localização e distancia de casa ou do seu trabalho, pensando no transito e na demora em caso de uma emergência.

A visita deve ocorrer e todo detalhe do espaço analisado, desde o ambiente onde os bebês ficam até a quantidade de berços para atender todos, ventilação do espaço, espaço para higiene e banho até a cozinha onde são preparadas as mamadeiras e alimentação dos pequenos. Saber quantas berçaristas e professoras cuida dos bebês é primordial também, afinal uma única pessoa para cuidar de diversos bebês ao mesmo tempo acaba sendo surreal além de não poder prestar cuidados adequados.

O indicado para bebês de ate 1 ano de vida, é que tenha uma berçarista para cada 3 bebês. Não se intimide em perguntar, questionar e verificar cada centímetro do local, inclusive da limpeza, pois é neste local que seu bebê passará por grande parte do seu dia e sua saúde e bem estar dependerá de tudo isso.

Alguns berçários costumam agendar horário de visita, mas se você puder visitar sem que a escola esteja aguardando é melhor ainda, afinal verá a rotina normal sem nenhuma preparação e como realmente é. Verifique como é dividida a faixa etária do berçário e se os bebês têm acesso e contato com as crianças maiores.

Alguns berçários oferecem serviço de acompanhamento com câmeras 24 horas, onde os pais podem assistir pela internet. Esse tipo de serviço proporciona uma segurança muito maior por saber que poderá ver seu bebê quantas vezes quiserem e em todos os momentos rotineiros, porém toda modernidade e cada serviço a mais oferecido pelo berçário terá um custo a mais.

Analisar os valores e questionar sobre todos os custos dos serviços oferecidos e estudar seu orçamento também são importantes para que não venham ocorrer desgastes e dividas futura.

Como Escolher a Creche?

Assim como a escolha do berçário, a escolha da creche ideal também é um passo muito importante para a vida dos pequenos, e não é só um local para ser cuidado bem e sim aonde se desenvolverá e terá acesso com outras crianças.

Aos 2 anos de idade os bebês estão na fase de ir para creche, e alguns fatores devem ser analisados e estudados antes de tomar a decisão. Cada escolinha tem seu espaço diferenciado, sua proposta de ensino e sua maneira de aproveitar o tempo das crianças. Por isso é importante visitar diversos locais, e estudar varias opções e cada uma das suas propostas antes de tomar a decisão.

A escola será como uma extensão de sua casa, portanto deve passar total confiança para que possa deixa-lo com tranquilidade. Acredite a sua confiança fará que a adaptação seja mais tranquila e que o bebê ou a criança se adapte de forma mais natural.

Assim como cada detalhe deve ser verificado como na escolha do berçário, a escola da creche também deve ser averiguada. Limpeza, espaço, quantidade de alunos em sala e quantas professoras responsáveis são primordiais.

Veja o espaço para brincar, os banheiros, a cozinha e aonde são preparadas as refeições e formas que utilizam na higienização da criança. Conversar com outras mães é uma forma de captar informações valiosas sobre a escola e garantir que seu bem mais precioso esteja em um local preparado e apto a receber e cuidar com todo amor, carinho e respeito de seu filho.

Veja também: Adaptação Escolar – Lidando com uma Nova Rotina

Fotos: Xanovsky, Agência Brasília