Se existe um processo doloroso para mães e filhos é a fase de adaptação escolar. Talvez doa mais para a mãe ter seu pequeno por algumas horas longe de seus olhos do que a criança que conhecerá um novo mundo. Os primeiros dias sempre são difíceis e regados a lágrimas, que nem sempre são das crianças não querendo entrar na escola. Algumas crianças relutam para entrar com medo que os pais não o busquem mais, outros pelo simples fato de nunca ter ficado longe de seus pais. Afinal, estará nas mãos de gente totalmente desconhecida, em um ambiente totalmente novo e o choro é o modo da criança mostrar o quanto esta insegura e com medo.

Em outros casos são as mães que deixam seus filhos debaixo de lágrimas, totalmente inseguras e com medo de como irão se comportar e se ficarão com medo. Normalmente nesses casos, os filhos entram bem e se despedem animados para conhecer sua nova rotina a não ser que vejam e sintam seus pais inseguros.

Para isso foi criada a adaptação escolar, que serve não so para as crianças, mas também para os pais ansiosos e que temem pelo comportamento dos filhos. Cada escola tem sua forma de adaptação e o período que acha adequado, mas grande maioria concorda que esse processo é necessário para tranquilizar pais e filhos e se adequar a nova rotina, inclusive os professores de conhecer as crianças. No inicio ficar 1 a 2 horas, no dia seguinte o período se estende por mais alguns minutos e no outro dia mais uma hora e ate completar a semana a criança já esta ficando no período que deverá ficar todos os dias ate o final do ano.

O ponto fundamental para que a adaptação escolar ocorra de forma tranquila e sem stress é que os pais tenham total confiança na escola em que estão deixando seu filho. Conhecer anteriormente, buscar informações com outros pais e visitar o ambiente escolar antes mesmo das aulas começarem também é fundamental. Visitar a escola em companhia da criança pode ser melhorar ainda, podendo aproveitar para conhecer o espaço inclusive de checar sobre a segurança de cada ambiente, e mostrar locais importantes como banheiro, diretoria e áreas de lazer que serão bem divertidas quando foram utilizadas.

A adaptação deve acontecer em parceria, tanto dos pais que devem estimular as crianças mostrando a importância de ir à escola e o quanto pode ser divertido quanto dos professores que devem estar preparados para receber os alunos. O interesse pela aproximação da criança, o carinho e ate mesmo a paciência para lidar com os choros e birras do inicio são essenciais para trazer conforto tanto para os pais como para os filhos.

Reclamações como “não quero mais ir à escola” ou “não gosto da professora ou do tal amigo” são normais e não devem ser levadas em consideração, principalmente nos primeiros dias, afinal todas as tentativas acontecerão para que desista de leva-lo. Conversar com os professores pode ajudar a entender a resistência da criança e saber como ela fica e como se comporta depois da saída da mãe. O negocio é respirar fundo e enfrentar, em poucos dias esse momento passará e a adaptação escolar será mais um passo vencido entre vocês, de muitos ainda que virão.

Criança na Escola

A escola tem um papel fundamental na vida de uma criança que vai além da alfabetização e do ensino de historia, matemática, geografia e etc. É na escola que a criança aprende a se socializar, dividir, se comportar perante os demais e lidar e conviver em grupo. Crianças aprendem brincando, se movendo, subindo, descendo e rabiscando. E com essas atividades que sua coordenação motora será aperfeiçoada cada dia mais ate estar pronta para o próximo passo, que é a alfabetização.

É na escola que os primeiros relacionamentos são criados, fazem os primeiros amigos e aprendem as brincadeiras mais divertidas. As primeiras diferenças e tristezas também ocorrem nessa fase, mas tudo faz parte do aprendizado de vida e que são peças fundamentais para construção da índole e do caráter humano. Aprender a lidar com situações boas e algumas desagradáveis fazem parte do ensinamento humano, e a forma de agir e encarar é uma das lições.

O papel da escola não é dar boa educação para as crianças, afinal esse é o papel dos pais e responsáveis. A escola tem o papel de desenvolver crianças, dar ensinamentos, estimular e oferecer conhecimento. Para que esse espaço seja proveitoso, depende dos pais reforçar, participar e apoiar tudo aquilo que é ensinado e oferecido na escola. A participação dos pais na vida escolar e principalmente trabalhando em conjunto com a escola, é de extrema importância para se construir e oferecer um ensino de qualidade para todas as crianças, seja ela uma escola particular, estadual ou municipal.

Veja também: Criança Agressiva – Como Lidar com Essa Situação?

Foto: Wandering Eyre, Aaron Fulkerson