As alergias são manifestações de sensibilidades do nosso sistema imunológico. Elas podem aparecer de diversas formas diferentes, mas o mais comum é que elas se manifestem através de problemas de pele ou respiratórios. A boa notícia é que, quando se conhece o agente causador da alergia, o tratamento acaba sendo mais fácil. Então o que fazer quando se tem alergia à mofo? Como tratar desse tipo de alergia especificamente? Quais são as maneiras de evitar que ela se manifeste? Para saber a resposta de todas essas e mais perguntas sobre o assunto, leia o texto de hoje até o fim e descubra!

O que é Mofo?

Para sabermos se a alergia que possuímos é exatamente à mofo, precisamos primeiro compreender o que é o mofo e por que ele pode afetar a nossa saúde. De maneira resumida, podemos afirmar que mofo é a acumulação de vários fungos microscópicos que surgem principalmente em ambientes húmidos. Essa, aliás, é a condição ideal para que eles possam se reproduzir e se multiplicar, gerando aquelas famosas manchas pretas ou de cor verde escura muito comuns em ambientes húmidos.

O grande problema de permitir que o mofo se alastre em ambientes em que você tem muito contato, é que esses organismos podem ser nocivos à nossa saúde de diversas maneiras, principalmente quando falamos sobre alergias. Exatamente por isso, é importante também entender por que se tem alergia à mofo.

mofo na parede

Por que se tem Alergia à Mofo?

Como já mostramos, alergias são nada mais nada menos do que sensibilidades do nosso organismo a um determinado agente. No caso dos fungos, ao se reproduzirem, eles liberam esporos no ar, que faz com que os inalemos involuntariamente. Ainda que algumas pessoas não tenham nenhuma reação, aquelas quais os corpos possuem alguma sensibilidade, podem apresentar diversas complicações respiratórias devido a esse fenômeno.

Além disso, quando os fungos entram em contato com a nossa pele, pessoas também podem ter reações alérgicas. Apesar de ser mais raro, isso também pode levar a diversas consequências e atrapalhar alguém de viver normalmente.

Sintomas da Alergia À Mofo

O mofo em si é apenas um agente causador, ou seja, diversos tipos de alergia podem se manifestar quando existe uma sensibilidade a esse tipo de fungo. Quando falamos sobre alergias respiratórias, por exemplo, é muito comum que o mofo ative a rinite ou mesmo a asma de ser certas pessoas. Nesses casos, os sintomas são:

  • Crises de espirro
  • Crises de tosse
  • Dificuldades para respirar
  • Chiado no peito
  • Nariz entupido
  • Sensação de aperto no peito

Como já dissemos, existem também casos em que o mofo pode causar alergias de pele, como urticária e dermatite de contato. Nesses casos, os sintomas que costumam surgir são:

  • Erupções na pele
  • Manchas vermelhas em diversas regiões da pele
  • Coceira incessante
  • Pequenas borbulhas vermelhas ou brancas
  • Escamação da pele

Independentemente do tipo de reação que seu corpo tem, é importante visitar um médico para que um diagnóstico preciso possa ser dado. Dessa forma, é muito mais fácil combater qualquer tipo de alergia.

Como é feito o Diagnóstico?

O grande problema de identificar o agente causador é porque as reações alérgicas causadas pelo mofo podem se assemelhar muito a outros tipos de alergia, como as à pelo de animais ou mesmo a doenças causadas por vírus. Por isso, muitas vezes é necessário fazer exames específicos para descobrir o que realmente causa a sua alergia. Depois de feitos, um alergista pode te recomendar com mais precisão tratamentos que vão te ajudar a diminuir as complicações causadas pelo mofo.

Tratamento da Alergia à Mofo

Assim como a maioria dos tipos de alergia existentes, a principal arma contra a alergia à mofo é a prevenção. Isso significa evitar ao máximo o contato com esse tipo de fungo. Principalmente no verão, onde o clima é mais húmido, é muito comum que esse tipo de alergia se manifeste mais. Por isso, algumas recomendações para evitar que eles se proliferem são:

  • Esfregar as paredes ou superfícies em que eles estão começando a se multiplicar
  • Manter janelas abertas e o ar circulando pelo maior tempo que puder
  • Deixar as portas do guarda-roupas aberta, assim como gavetas de armários

Quando falamos no tratamento específico das reações alérgicas causadas pelo mofo, existem algumas atitudes que podem ser tomadas. Ao consultar um médico, ele pode receitar medicamentos corticoides ou anti-histamínicos para aliviar os sintomas ou mesmo através de uma injeção, em casos mais graves. Ainda assim, ele provavelmente irá recomendar que você não entre em contato com o agente causador, no caso, o mofo.

Todo tipo de alergia pode afetar nossa vida de alguma maneira, seja através de problemas respiratórios, na pele ou mesmo com reações fortes e que impedem que possamos viver nossa vida normalmente. Independentemente de qual seja ela, se você tiver alergia à mofo, é importante entender por que isso ocorre e quais são as principais maneiras de prevenir que essa alergia te afete de maneira mais grave. Quando você tem um conhecimento maior sobre um problema de saúde, sempre é mais fácil lidar com ele, ainda que não seja algo assim tão grave. E cuidar de um pequeno problema pode evitar que você tenha complicações ainda maiores. Por isso, cuide de sua saúde em todos aspectos, por menor que sejam as complicações. Você vai perceber como pequenas atitudes sempre valem a pena.