As preocupações e dúvidas que temos ao ter um bebê não são poucas. Tudo o que envolve sua saúde e seu crescimento é algo novo, algo que normalmente queremos investigar. Problemas como alergia em recém-nascido, por exemplo, são muito mais comuns do que muita gente imagina, mas é algo que pode pegar muitas mães de surpresa e fazer com que algumas delas tenham medo do inesperado.

A alergia em recém-nascido é um problema que pode acontecer com qualquer um, de diversas formas diferentes e exatamente por isso, é necessário entender os tipos de alergia que bebês normalmente possuem para entender como lidar com cada uma delas.

Principais Causas de Alergia em Recém-Nascido

Quando uma alergia surge quando o bebê ainda é recém-nascido, é necessário considerar que a causa pode ser hereditária. Ainda assim, ela não aparece necessariamente exatamente da mesma forma que no pai ou na mãe, mesmo podendo se identificar que a alergia é hereditária.

Também não podemos descartar a fragilidade do bebê, sobretudo quando falamos em alergias de pele. Essas, aliás, são as mais comuns nos bebês, justamente por conta da fragilidade da pele e da exposição que esse órgão recebe o tempo todo a produtos, produtos, tecidos, e ambientes diferentes.

Tipos Mais Comuns de Alergia em Recém-Nascido

Podemos dizer que existem três tipos principais de alergias em recém-nascidos. São eles:

  • Alergia Alimentar
  • Alergia na Pele
  • Alergia a Produtos
  • Alergia Respiratória

Esses não são os únicos tipos de alergia existentes nos recém-nascidos, mas são os mais comuns e os que geram mais dúvidas, por isso falaremos sobre cada um deles especificamente.

Alergia Alimentar

Esse tipo de alergia em recém-nascido ocorre normalmente por conta do sistema imunológico do bebê que ainda é muito frágil, o que faz com que um bebê possa desenvolver hipersensibilidade a diversos tipos de alimentos.

Quando alguns alimentos são introduzidos ao bebê antes dos 6 meses de idade, é mais comum que essas alergias se desenvolvam, até porque durante esse período os bebês só devem tomar leite materno. Alguns dos sintomas da alergia alimentar em bebês são vômitos e diarreia, manchas vermelhas na pele, dificuldades para respirar, coceiras na pele e nariz escorrendo.

Alergia na Pele

Como já dissemos anteriormente, as alergias na pele, por diversos fatores, são as mais comuns entre os recém
nascidos. É muito comum vermos pequenas manchas vermelhas e irritações na pele do bebê por diversos motivos.

A alergia a fraldas, por exemplo, é muito comum em diversos bebês e causa irritação na região do bumbum. Além de todos esses fatores como roupas e comidas que causam alterações na pele dos bebês, também temos que levar em conta que picadas de insetos são mais poderosas em bebês e também podem causar alergias.

Os diversos tipos de dermatite existentes podem acompanhar o bebê para o resto da vida ou serem deixados ainda na infância, dependendo de diversos fatores.

Alergia Respiratória

As alergias respiratórias mais comuns como rinite ou asma são normalmente genéticas, mas também podem ser adquiridas devido ao ambiente em que o bebê vive, por conta de fatores como poluição, animais com pelos, entre outras coisas. Quando mais cedo os tratamentos para essas alergias forem feitos, mais eficácia eles poderão ter.

Alergia a Produtos

Muitas vezes produtos que fazem parte do nosso dia a dia acabam se tornando vilões quando entram em contato com os recém-nascidos. É o caso de alguns produtos de limpeza, que podem parecer inofensivos para nós, mas que podem causar diferentes reações nos bebês, principalmente no que diz respeito à respiração, mas também na pele,dependendo do tipo de contato que o bebê tiver com o produto.

Isso também vale para diversos inseticidas e até mesmo sabonetes e shampoos. Por isso devese tomar muito cuidado e prestar atenção para que o bebê não tenha maiores problemas no futuro.

Como Agir Quando o Bebê Tiver uma Alergia

A primeira coisa a se fazer quando uma alergia em recém-nascido é percebida, é procurar um médico para que ele indique o devido tratamento. Normalmente, o tratamento é feito à base de corticosteroides que agem diretamente no agente causador da alergia.

Em muitos casos, o bebê se cura e nunca mais apresenta sinais desse tipo de alergia, mas em outros ele é apenas diminuído e o bebê continua tendo problemas mesmo depois de adulto. Tudo depende do tipo de alergia e do tipo de tratamento pelo qual ele foi submetido.

Apesar de todas as preocupações com os recém-nascidos que praticamente todas as mães possuem, é importante saber que, principalmente hoje em dia com o avanço das tecnologias e da medicina, problemas como a alergia em recém-nascido podem ser resolvidos com certa facilidade.

Isso não significa, é claro, de maneira alguma, que uma mãe não deva se preocupar, pelo contrário. É exatamente por existirem diversos tratamentos adequados que a mãe deve pesquisar, visitar um médico e entender pelo que o seu bebê está passando para saber exatamente como agir em momentos assim.

Essa é a melhor forma de fazer com que problemas como a alergia não se tornem grandes e nem se tornem empecilhos para o desenvolvimento e nem para a vida do seu bebê.

Veja Também: Alergia a Medicamentos em Crianças
Foto: CCO Public Domain