Logo nos primeiros anos de vida ou até mesmo no decorrer dos anos, é possível apresentarmos reações alérgicas a itens que aparentemente são tão comuns na vida dos seres humanos. Esse é o caso da alergia por alimentos e que podemos nos surpreender com os itens principais da lista.

O que é a alergia por alimentos?

A alergia por alimentos é uma reação do sistema imunológico que ocorre logo após consumir um determinado alimento. Mesmo uma pequena quantidade de alimentos causadores de alergia pode desencadear sintomas graves ou mesmo uma reação potencialmente fatal, conhecida como anafilaxia.

A alergia por alimentos afeta aproximadamente 6 a 8% das crianças menores de 3 anos e até 3% dos adultos. Embora não haja cura, algumas crianças superam a alergia por alimentos à medida que envelhecem.

É fácil confundir uma alergia por alimentos com uma reação muito mais comum, conhecida como intolerância alimentar. Embora seja incômodo, a intolerância alimentar é uma condição menos grave que não envolve o sistema imunológico.

Sintomas da Alergia por Alimentos

Para algumas pessoas, uma reação alérgica a um determinado alimento pode ser desconfortável, mas não grave. Para outras, uma reação alimentar alérgica pode ser assustadora e até mesmo fatal.

Os sintomas da alergia por alimentos geralmente se desenvolvem dentro de alguns minutos até duas horas depois de consumir o alimento alergênico.

Os sintomas da alergia por alimentos incluem:

  • Formigamento ou coceira na boca
  • Urticária, comichão ou eczema
  • Inchaço dos lábios, rosto, língua, garganta ou outras partes do corpo
  • Chiado, congestão nasal ou dificuldade em respirar
  • Dor abdominal, diarreia, náuseas ou vômitos
  • Tonturas ou desmaios

Anafilaxia

Em algumas pessoas, uma alergia por alimentos pode desencadear uma reação alérgica grave chamada anafilaxia. Isso pode causar sintomas com risco de morte, incluindo:

  • Constrição das vias aéreas
  • Garganta inchada ou sensação de nódulo na garganta que dificulta a respiração
  • Choque com queda severa na pressão sanguínea
  • Pulso rápido
  • Tontura ou perda de consciência

O tratamento de emergência é fundamental para a anafilaxia. Não tratada, ela pode causar coma ou mesmo a morte.

Quando consultar um médico?

Consulte um médico ou alergista se tiver sintomas de alergia por alimentos pouco depois de consumi-los. Se possível, consulte o médico quando a reação alérgica estiver ocorrendo, isso o ajudará a fazer um diagnóstico.

Procure a emergência se desenvolver qualquer sintoma de anafilaxia.

Quais as Causas da Alergia por Alimento?

Quando há uma alergia por alimento, o sistema imunológico identifica erroneamente um alimento específico ou uma substância em alimentos como algo prejudicial.

Em resposta, o sistema imunológico desencadeia células para liberar um anticorpo conhecido como imunoglobulina E (IgE) para neutralizar o alimento ou a substância alimentar causadora de alergia (alergênico).

Quando a pessoa consumir novamente a menor quantidade desse alimento, os anticorpos IgE o detectam e sinalizam o sistema imunológico para liberar um componente químico chamado histamina, bem como outros componentes químicos, na corrente sanguínea. São eles que causam os sintomas da alergia.

Principais Alimentos Causadores de Alergias

Nos adultos, a maioria das alergias por alimentos são desencadeadas por certas proteínas contidas em:

  • Mariscos, camarão, lagosta e caranguejo
  • Amendoins
  • Nozes
  • Peixe

Nas crianças, as alergias por alimentos são comumente desencadeadas por proteínas contidas em:

  • Amendoins
  • Nozes
  • Ovos
  • Leite de vaca
  • Trigo
  • Soja

O que é a Síndrome Pólen-Alimento?

Também conhecida como síndrome da Alergia Oral, a síndrome pólen-alimento afeta muitas pessoas que têm rinite alérgica. Nesta condição, certas frutas, vegetais frescos, nozes e especiarias podem desencadear uma reação alérgica que faz com que a boca se torne inchada ou com comichão. Em casos graves, a reação resulta em inchaço da garganta ou mesmo na anafilaxia.

As proteínas contidas nesses alimentos causam a reação porque são semelhantes às proteínas que causam as alergias a certos pólens. Quando o alimento que desencadeia a síndrome da alergia alimentar do pólen é cozido, seus sintomas podem ser menos graves.

Alergia Por Alimentos Induzida Pelo Exercício

Comer certos alimentos pode levar algumas pessoas a sentir coceira e enjoos logo após começar a fazer exercícios. Casos graves podem envolver urticária ou anafilaxia. Não comer durante algumas horas antes de se exercitar e evitar certos alimentos podem ajudar a evitar esse problema.

Fatores de Risco Para Alergia por Alimentos

Os fatores de risco da alergia por alimento incluem:

Histórico Familiar – Existe um risco maior de alergia por alimentos se a pessoa tiver asma, eczema, alergias, como a rinite em sua família.

Outras alergias – Se a pessoa já é alérgica a um alimento, pode ter o risco aumentado de se tornar alérgica a outras coisas. Da mesma forma, que se tiver outros tipos de reações alérgicas, como rinite ou eczema, o risco de ter uma alergia por alimentos é maior.

Idade – Alergias por alimentos são mais comuns em crianças, especialmente crianças pequenas e bebês. À medida que envelhece, seu sistema digestivo amadurece e seu corpo é menos propenso a absorver alimentos ou componentes de alimentos que desencadeiam alergias. Felizmente, as crianças geralmente superam alergias ao leite, soja, trigo e ovos. Alergias graves como a nozes e mariscos são mais propensas a permanecerem ao longo da vida.

Asma – Asma e alergia por alimentos comumente ocorrem juntas, portanto são mais propensas a serem graves.

Fatores que podem aumentar o risco de desenvolver uma reação anafilática incluem:

  • Histórico de asma
  • Ser criança ou adolescente
  • Não receber a medicação a tempo para tratar os sintomas da alergia por alimentos
  • Não apresentar sintomas como urticária na pele

Como se Prevenir?

A melhor maneira de prevenir uma reação alérgica é conhecer e evitar alimentos que causam os sintomas. Para algumas pessoas, isso é um mero inconveniente, mas outras acham uma dificuldade maior.

Além disso, alguns alimentos, quando usados como ingredientes em certos pratos, podem estar bem ocultos, isto ocorre muito em restaurantes.

Se você sabe que tem alergia por alimento, siga estas etapas:

  • Saiba o que está comendo e bebendo – Certifique-se de ler cuidadosamente os rótulos dos alimentos.
  • Se já teve uma reação severa – use uma pulseira de alerta médico ou colar que permita aos outros saberem que tem uma alergia por alimento, caso tenha uma reação em que não consiga se comunicar.
  • Fale com o médico sobre a prescrição de epinefrina de emergência – Talvez seja preciso transportar um auto injetor de adrenalina caso tenha risco de uma reação alérgica grave.
  • Cuidado nos restaurantes – Certifique-se de que o cozinheiro esteja ciente de não colocar ingredientes que causem alergia. Além disso, certifique-se de que os alimentos não foram preparados em superfícies ou panelas que continham qualquer alimento que você é alérgico.
  • Não hesite em explicar sua condição. Os membros da equipe do restaurante geralmente serão mais prestativos se entenderem claramente o pedido.
  • Planeje refeições e lanches antes de sair de casa – Se necessário, leve uma caixa térmica com alimentos sem alergênicos quando viajar ou for a um evento. Se você ou seu filho não podem comer o bolo ou a sobremesa em uma festa, traga um alimento que possam consumir para que ninguém se sinta fora da celebração.

Se o seu filho tiver uma alergia alimentar, tome estas precauções para garantir sua segurança:

  • Comunique pessoas importantes sobre a alergia por alimento de seu filho – Fale com a babá, funcionários da escola, pais dos amigos e outros adultos que interagem regularmente com seu filho. Enfatize que uma reação alérgica pode ser fatal e requer ação imediata. Certifiquese de que seu filho também saiba pedir ajuda imediatamente se tiver uma reação alérgica.
  • Explique os sintomas da alergia por alimentos – Ensine os adultos que passam o tempo com seu filho a reconhecer sinais e sintomas de uma reação alérgica.
  • Escreva um plano de ação – O plano deve descrever como cuidar do seu filho quando ele tiver uma reação alérgica por alimentos. Forneça uma cópia do plano à escola.
  • Peça à criança que use uma pulseira ou colar de alerta médico – Este alerta lista os sintomas da alergia do seu filho e explica como os outros podem fornecer primeiros socorros em caso de emergência.

Veja Também: Alergia a Fralda – Porque Ocorre?
Fotos: eommina