Existem diversas doenças que, de primeira impressão, parecem nos afetar apenas esteticamente, o que faz com que muitas pessoas acabem as ignorando. Não que a preocupação estética não seja algo valorizado em nossa sociedade, mas o caso é, com a correria do dia a dia, muitas pessoas acabam não dando tanta importância para coisas que parecem as afetar apenas externamente.

Doenças como vitiligo e alopecia são exemplos disso. Mas o que muitos não sabem é que essas manifestações externas do corpo muitas vezes são reflexos do nosso estado emocional e da nossa saúde. E por isso elas também merecem ser vistas com importância.

O que é Alopecia?

Falando especificamente da Alopecia, podemos dizer que ela pode causar muito susto ou até mesmo pânico em quem a percebe pela primeira vez. Ela é uma doença que tem como principal característica a perda de cabelos em algumas partes da cabeça, além de também afetar outras partes do corpo, apesar de isso ser considerado menos nocivo para as pessoas que a possuem.

Causas da Alopecia

Existem diversos tipos de Alopecia e suas causas são variadas, apesar de muitas vezes estarem ligadas ao estado emocional da pessoa ou até mesmo a fatores genéticos, hormonais ou ligados à falta de vitaminas. Existem muitos tipos de Alopecia, o que explica porque existem tantas causas e que também dá margem para que existam muitos tipos de tratamentos para a doença.

Alopecia Feminina

A Alopecia é uma doença que afeta tanto homens quanto mulheres, mas os seus efeitos têm consequências maiores quando se trata das mulheres. Uma das principais causas disso é o fator social, já que é muito mais comum vermos homens sem cabelos do que mulheres, o que acaba afetando muito o estado emocional das mulheres que possuem a doença.

Além disso, existem alguns tipos de alopecia que são muito mais comuns nas mulheres, que falaremos em seguida, nomeada também como alopecia feminina.

Tipos de Alopecia

A alopecia, como dito anteriormente, é uma doença que possui diversas causas e diversos tratamentos, justamente porque se manifesta de diversas maneiras diferentes no corpo das pessoas. Cada tipo apresenta sintomas diferentes e as gravidades de cada tipo de manifestação da doença pode variar. Alguns dos principais são:

  • Alopecia Traumática
  • Alopecia Areata
  • Alopecia Androgenética
  • Alopecia Congênita
  • Alopecia Difusa
  • Alopecia Seborreica

Falaremos um pouco mais profundamente sobre cada uma delas para que possamos ter uma noção maior das formas de manifestação dessa doença.

Alopecia Traumática

É o tipo de alopecia que pode acontecer por conta de uma lesão na cabeça, como uma consequência de um acidente de carro, por exemplo. Ela também surge a partir de hábitos que algumas pessoas possuem e não percebem, como arrancar fios do couro cabeludo constantemente.

Alopecia Areata

Muitas vezes, a causa desse tipo de alopecia é desconhecida. Ela se manifesta como círculos no couro cabeludo, de tamanhos variados, mas também pode se apresentar em apenas um círculo. A alopecia areata também atinge outras partes do corpo, ainda que esse seja um fenômeno mais raro de acontecer. Apesar da falta de informação sobre a causa desse tipo de alopecia, se sabe que muitas vezes ela está ligada ao estado emocional da pessoa.

Alopecia Androgenética

É a popular calvície, muito mais comum em homens do que em mulheres, embora também as afete em grande número. Ela se dá como um processo de enfraquecimento do cabelo na parte superior da cabeça, em sua maioria.

É o tipo mais comum de perda de cabelo que se conhece e suas causas são, principalmente, hereditárias. Uma vez que o cabelo começa a enfraquecer, a alopecia androgenética chega em um ponto onde não existe mais cura, por isso o mais recomendável é que se tente fazer algo ainda no início dos sintomas. O único método conhecido para reversão desse tipo de alopecia é o transplante capilar.

Alopecia Congênita

A alopecia congênita tem suas causas, em sua maioria, nos fatores hereditários. Ela pode aparecer desde o nascimento da pessoa, causando perda total ou parcial dos cabelos ao longo de sua vida. Também pode afetar tanto homens quanto mulheres.

Alopecia Difusa

Esse tipo de Alopecia é um pouco diferente dos outros tipos. Primeiramente pelo fato de que se apresenta como uma doença crônica e não temporária como a maioria dos outros tipos.

Além disso, ela está diretamente associada aos fatores emocionais, como estresse excessivo, por exemplo. Além disso, sabe-se que a alopecia difusa é mais comum em mulheres do que em homens e as causas dela também podem estar ligadas a fatores hormonais como a menopausa, aumento da progesterona ou o uso de medicamentos para tratamentos de outras doenças.

Alopecia Seborreica

É um tipo mais simples de alopecia, causada normalmente por dermatite e que possui tratamento feito através de xampus e medicamentos específicos. A perda de cabelos se dá em pontos específicos, principalmente nas bordas do couro cabeludo. Suas causas também estão diretamente ligadas ao estado emocional da pessoa.

Diagnóstico da Alopecia

Nem sempre a perda de cabelos é o que você acredita que seja. Por isso é necessário visitar uma dermatologista para que ela possa dar o diagnóstico certo da sua doença, se é ou não alopecia e qual é o tipo.

O diagnóstico é feito através de exames que podem detectar não apenas o tipo de alopecia, mas também a sua causa, o que é fundamental para que o tratamento seja feito da maneira correta.

Tratamentos para Alopecia

O tratamento da doença pode variar muito dependendo do tipo de alopecia e da gravidade que ela se apresenta. No geral, três tipos principais de tratamentos são realizados, são eles:

  • Cremes ou pomadas: São aplicadas diretamente onde há falta de cabelo e a quantidade varia de acordo com a prescrição médica.
  • Injeções: Geralmente aplicadas uma vez ao mês diretamente onde há queda de cabelo. As injeções funcionam à base de cortisona.
  • Loções: Usadas normalmente durante ou após o banho. A quantidade também pode variar de acordo com a prescrição médica.

Além desses três, existem outros tipos de tratamentos como o transplante capilar, por exemplo, que não é tão popular, já que a maioria dos que perdem o cabelo totalmente são os homens.

Outro tipo muito usado para ajudar na luta contra a alopecia é o tratamento psicológico, já que muitos tipos estão relacionados ao estado emocional da pessoa. A ajuda de uma profissional da área com certeza faz com que os sintomas diminuam e a alopecia seja curada mais rápido.

Importante: Nunca tente se tratar sozinha, procure sempre ajuda profissional antes de aplicar qualquer tipo de medicamento em sua pele.

A alopecia é uma doença que, por nome, pode não ser muito conhecida, mas provavelmente você conhece alguém que sofre ou já sofreu de problemas como esses. A perda de cabelo nas mulheres é muito mais comum do que se imagina, mas o mais importante é saber que há tratamento para quase todos os tipos de alopecia.

Veja Também: Como o Estresse Pode Afetar o seu Corpo?
Foto: Sony Ilce-7