Amamentação com Bico Invertido

Dar de mamar é mesmo um desafio e tanto, ainda mais quando a mamãe tem que encarar alguns percalços como aquelas que tem os bicos dos seios invertidos. Mas existem muitas dicas valiosas para driblar estes obstáculos e fazer com que a amamentação com bico invertido seja também prazerosa para mãe e filho.

A mamãe que tem este tipo de mamilo pode também recorrer a alguns acessórios disponíveis no mercado. Converse com seu médico sobre a melhor solução e tenha paciência e persistência que vocês vão conseguir acertar a pega e curtir este momento mágico.

bebe mamando

Tipos de Mamilos

Os mamilos correspondem a parte mais importante da aréola dos seios femininos, sua funcionalidade é extremamente importante não só para amamentação como também para a sexualidade e autoestima.

Existem diferentes tipos de seios, de aréolas e também 3 tipos de mamilos:

– Bico Normal (ou protruso): É o bico levemente projeto, que enrijece quando estimulados levemente ou sob baixas temperaturas.

– Bico plano: É aquele que fica plano com a aréola, não fica nem para dentro e nem para fora, porém quando estimulados se projetam.

– Bico Invertido: É quando o mamilo fica projetado para dentro da aréola. Em alguns casos,nem com qualquer tipo de estímulo se projetam.

O que significa bico invertido

Os chamados bicos invertidos são os seios que tem o bico projetados ou se contraem para dentro ao serem estimulados. Possuem aparência plana, com os bicos pouco ou totalmente invertidos no centro.

Geralmente sua causa é má formação congênita que se dá por uma fraqueza nos ligamentos que sustem a papila. Apenar ser congênito não é hereditário, ou seja, não passa de mãe para filha. Mais raras, porém possível, os bicos invertidos podem ser causados por processos inflamatórios, principalmente por tabagistas e diabéticos, e pelo câncer de mama.

Apesar de ouvirmos bastante sobre este assunto, apenas 3% da população mundial sofre com o bico invertido, geralmente a má formação se apresenta nas duas mamas e na grande maioria atinge as mulheres.

Uma das maiores preocupações é sobre a amamentação com o bico invertido, mas existem recursos e técnicas que vão te auxiliar e o mais importante, converse com seu médico a respeito que ele vai te orientar sobre como deve proceder.

Grau de bico invertido

O bico invertido se apresenta em 3 graus. O primeiro é quando o mamilo apesar de retraído, sobressai com algum estímulo, ficando exposto por algum tempo. Neste caso, não existe grandes dificuldades na hora da amamentação, já que o bebê vai estimular muito com a sucção.

O segundo grau é quando o bico só sobressai com estímulos maiores e fica menos tempo fora, se projetando para dentro da aréola novamente em pouco tempo. Para as gestantes que possui o bico invertido neste grau, ainda é possível que com o estímulo do bebê tudo ocorra normalmente na amamentação.

O terceiro grau é quando o bico não se projeta, nem com estímulos leves ou mais fortes. São casos mais delicados, porém bem mais raros. De todos os casos diagnosticados, 95% são identificados como grau I ou II.

Portanto se você está gestante e tem o bico do seio invertido, não se desespere que é possível amamentar seu bebê com tranquilidade. Não deixe de expor ao seu obstetra suas dúvidas e temores. Existem técnicas e acessórios que podem te auxiliar e acima de tudo, lembre-se que o mais importante é que você esteja segura e confiante para enfrentar este desafio mágico junto com o seu bebê.

Como Amamentar com o Bico Invertido

De fato, é na hora da amamentação que as mulheres que têm o bico invertido temem em não conseguir amamentar o seu bebê. Primeiro é importante reforçar que nem sempre esta condição vai interferir na pega.

Para uma amamentação adequada o bebê deve abocanhar a aréola inteira e não somente o bico, sendo assim o fato do bico estar retraído não impedirá a sucção. Tem mais, o estímulo do bebê na sucção pode fazer com que os mamilos se projetem para fora, revertendo o quadro.

Existem alguns recursos e técnicas que podem te ajudar durante a gravidez a estimular o bico invertido. Alguns médicos recomendam exercícios de Hoffman, que consiste em uma massagem feita com o polegar e o dedo indicador em lados oposto, com movimentos na base do mamilo, empurrando para dentro e puxando suavemente para fora.

Importante: Atenção, estímulos excessivos nas mamas durante a gestação podem levar a contração do útero, portanto converse com seu médico sobre esta técnica e siga sua orientação.

Concha de silicone para amamentação

Algumas gestantes optam em usar as conchas de silicone para amamentação ainda durante a gravidez. Elas ajudam a corrigir os bicos invertidos e planos. São usadas por debaixo do sutiã, são transparentes, possuem um buraco ao centro para encaixar na auréola e estimular a projeção do bico.

Ainda podem ser usadas para auxiliar durante aamamentação. A recomendação é para colocar a concha 30 minutos antes da mamada para esvaziar o excesso de leite, deixando a região mais macia para facilitar a pega.Sempre peça a opinião do seu médico sobre estes recursos para decidir o ideal para você.

Bico de silicone

Os bicos de silicone têm como única finalidade de auxiliar na amamentação. Funciona como um bico de mamadeira, para o bebê conseguir sugar com mais facilidade, principalmente nos casos em que a mãe tem o bico invertido ou plano, ou algum outro motivo como rachaduras ou ressecamentos.

Existem muitas questões divergentes e questionáveis sobre o uso dos bicos de silicone quanto aos prejuízos que podem causar para o processo de amamentação. Só você e seu médico poderão avaliar os prós e contras e decidir se deve ser um recurso utilizado.

Agora para fecharmos este assunto com chave de outro, um conforto para as mamães que tem o bico do seio invertido: Bicos muito grandes tendem a atrapalhar o bebê a abocanhar toda a aréola, dificultando a pega.

Sendo assim, procure não pensar no bico, veja como um detalhe. E mais, seu bebê será esperto o bastante para arranjar um bom jeitinho de se alimentar e não vai querer mais desgrudar de você, nem por um minutinho!

Veja também: Bico do Peito Rachado – O Que Fazer?

Fotos:Anton Nossik, danielpeinado.photo, seeseehundhund