Anticoncepcionais e seus Problemas – Perguntas e Respostas

Sabemos que todo remédio tem seus efeitos colaterais e contraindicações. Não é diferente com o anticoncepcional hormonal feminino, que também contém substâncias químicas e atua como um remédio. Os hormônios sintéticos do anticoncepcional atuam no corpo baixando os níveis dos hormônios estradiol, progesterona e testosterona naturais da mulher, e podem interferir ainda nos níveis de cortisol e de insulina.

O objetivo principal do anticoncepcional é inibir a ovulação, que é a que faz com que a mulher possa engravidar; mas o anticoncepcional pode também influenciar nas condições de algumas doenças hormonais: ou melhorando ou piorando os sintomas.

Anticoncepcional para Quem Tem Ovário Policístico

Quem tem a Síndrome de Ovários Policísticos (SOP) costuma ter seu ciclo menstrual irregular, já que vários óvulos não amadurecem, ficam como pequenos cistos sem serem reabsorvidos, e isso interfere no tempo da ovulação. Por isso, alguns médicos receitam pílulas anticoncepcionais para as pacientes com SOP. Assim terão níveis hormonais estáveis e um ciclo regular de 28 dias, mas sem ovular, e sem tratar a causa real do problema, que é na produção natural dos hormônios.

Quem Tem Ovário Policístico Pode Engravidar Tomando Anticoncepcional?

Sempre há algum risco de engravidar para qualquer método anticoncepcional em mulheres férteis e sexualmente ativas. Os ovários policísticos não significam infertilidade. Portanto, principalmente se houver falhas na administração da pílula anticoncepcional, é possível engravidar. A eficácia da pílula é medida como 99,7% pelas pesquisas, sendo bastante alta, mas tem essa margem de erro.

Anticoncepcional Indicado para Quem Tem Enxaqueca

Para as mulheres que sofrem de enxaqueca sem aura, isto é, sem ser precedida por sintomas visuais ou sensitivos, é indicada a minipílula, que contém somente progesterona. Já os anticoncepcionais combinados de estrogênio e progesterona, adesivos, anéis e injeções, podem piorar o problema por causa de sua ação estrogênica. A progesterona natural da mulher, quando equilibrada, a protege da hiperestimulação do cérebro e enxaquecas.

Qual o Melhor Anticoncepcional para Quem Tem Enxaqueca

Os anticoncepcionais melhores para quem tem enxaqueca são os não hormonais. Apenas as minipílulas de progesterona podem ser usadas pelas enxaquecas sem aura. Às vezes, as causas da enxaqueca estão em desequilíbrios hormonais, e a progesterona pode ajudar a aliviar os sintomas. Porém, como o hormônio da pílula é sintético, não trata a raiz do problema.

Anticoncepcional para Quem Tem Enxaqueca com Aura

A enxaqueca com aura, que é precedida por sintomas visuais ou sensitivos, é uma doença neurológica e apresenta riscos de AVC para aquelas que tomam anticoncepcional hormonal. O risco de eventos vasculares comprovado pelo uso da pílula faz com que ela seja contraindicada nessas situações.

Quem Tem Hipotireoidismo Pode Tomar Anticoncepcional

O anticoncepcional pode ser receitado mesmo para quem tem problemas de tireoide, porém, seus efeitos podem afetar essa glândula, que é extremamente sensível aos níveis de hormônios no corpo. Por isso, para quem toma pílula com hipotireoidismo é essencial que esteja fazendo tratamento de reposição dos hormônios da tireoide.

Anticoncepcional Indicado Para Quem Tem Hipotireoidismo

Não existe um anticoncepcional mais indicado que o outro nos casos de hipotireoidismo. Quando existe a doença, a paciente deve informar ao médico para que encontre o melhor tratamento e possa decidir pelo uso ou não do anticoncepcional.

Anticoncepcional para Quem Tem Varizes

Quem toma anticoncepcionais pode desenvolver varizes em casos raros. A progesterona consumida pode gerar vasodilatação, tendo as varizes como consequência, mas geralmente isso ocorre em mulheres que já possuíam uma forte predisposição genética. Nesses casos deve-se tomar cuidado principalmente, com quem tem predisposição ao risco de trombose, também agravado pela pílula.

Anticoncepcional Indicado Para Quem Tem Varizes

É indicado para as mulheres que sofrem com varizes um anticoncepcional que seja à base de um tipo de progesterona sintética que minimiza a interferência no sistema vascular, como é o caso do levonorgestrel.

Quem Tem Mioma Pode Tomar Anticoncepcional?

Até hoje, não há estudos que indiquem um risco do anticoncepcional para quem tem mioma no útero. O anticoncepcional pode diminuir o fluxo menstrual, contribuindo para o controle dos sintomas, mas a mulher continua tendo o mioma.

Qual o Melhor Anticoncepcional para Quem Tem Mioma?

Os anticoncepcionais combinados, que contém estrogênio e progesterona, podem aliviar sintomas de excesso de sangramento vaginal e de TPM, sendo às vezes mais recomendáveis para quem tem ciclos irregulares e sintomas decorrentes de mioma. Mas qualquer anticoncepcional poderia ser receitado nesses casos.

Quem Tem Lúpus Pode Tomar Anticoncepcional?

Mas mulheres que têm a doença Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) devem avaliar cuidadosamente junto a seu médico se podem tomar anticoncepcional. Quando a doença está inativa, o uso de anticoncepcionais contendo estrogênio pode reativar o Lúpus, por isso recomenda-se mais o uso de minipílulas só de progesterona. Mesmo assim, com a doença ativa os sintomas podem se agravar.

Quem Tem Gastrite Pode Tomar Anticoncepcional?

Não há contraindicações de anticoncepcional para quem tem gastrite ou está fazendo tratamento para gastrite. Apenas se deve atentar aos possíveis efeitos colaterais da pílula, principalmente no início do uso, que incluem náuseas e vômitos.

Quem Tem HPV Pode Tomar Anticoncepcional?

Quem tem ou já teve HPV pode tomar anticoncepcional hormonal sem problemas, pois não afeta a doença. Mas para não contaminar os parceiros, apenas os métodos de barreira protegem a disseminação dessa doença sexualmente transmissível (DST).

Veja Também: Anticoncepcional Injetável – Mais Benefícios ou Desvantagens?

Foto: Ceridwen