Quando uma mulher engravida, diversos são as histórias que ela vai ouvir, de todo mundo o tempo todo. É bem normal ouvirmos histórias sobre se você sentir uma determinada dor o bebê é de um sexo ou de outro, ou até mesmo histórias de que azia é sinal de bebê cabeludo, por exemplo. Mas será que tudo isso é verdade mesmo?

Sendo ou não, uma verdade é que a azia na gravidez existe e pode ser combatida. Dentro dos diversos sintomas e mudanças que acontecem na vida de uma grávida, a azia é um daqueles que parece indefeso, mas que pode incomodar muito e atrapalhar a sua vida de alguma forma. Então por que não pesquisar sobre essa questão mais a fundo?

É Verdade ou Mito?

A história de que azia é sinal de bebê cabeludo é um mito. Sim, apesar de muitos acreditarem nessa história, ela não passa de uma crença popular disseminada por gerações e gerações. É muito comum que você encontre pessoas que acreditam fielmente nessa e também em outras histórias que relacionam dores que a mulher sente com alguma característica física do bebê ou até mesmo com seu sexo.

Mas em vez de ignorar completamente essas crendices populares, é interessante pensarmos no porquê de elas existirem. Tomando o tema do texto como exemplo, podemos chegar a conclusão que é comum grávidas sentirem azia. Mas por que isso acontece?

O Que Causa Azia na Gravidez?

Todos nós já sabemos que a gravidez causa muitas transformações no corpo da mulher e que há uma verdadeira tempestade de hormônios se formando dentro desse corpo. Isso atinge a mulher em diversos níveis, como no emocional, no peso, na bexiga, nos seios e também no estômago.
Mas

Mas Como Isso Ocorre?

Os diferentes tipos de hormônios que são produzidos no corpo de uma grávida provocam alterações principalmente na digestão, o que pode causar a azia. O beta HGC é produzido principalmente nos primeiros 3 meses de gestação e quando a mulher está grávida de gêmeos, os sintomas de azia podem ficar ainda mais fortes.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

A partir do quarto mês de gestação, o aumento de progesterona é significativo, o que faz com que o estômago da mulher leve mais tempo para digerir alimentos e, consequentemente, faz com que o refluxo seja algo mais comum.

Mas além disso, há também outra explicação para que esses sintomas ocorram dentro desses 9 meses. O que acontece é que, devido ao crescimento do útero, outros órgãos são empurrados dentro do corpo e o estômago é um deles.

Como está pressionado, o órgão acaba causando mais refluxo do ácido estomacal, o que também causa azia em grávidas. Apesar disso, o fator principal para que isso ocorra é o aumento de hormônios.

Como Aliviar Azia na Gravidez

Apesar da azia ser uma realidade em praticamente todas as gestações, há algumas coisas que podem ser feitas para que esses sintomas sejam aliviados e para que, assim, a mulher não sofra tanto com as dores. As principais formas de aliviar azia na gravidez são:

  • Dormir bem;
  • Comer bem;
  • Manter bons Hábitos

Vamos falar sobre cada um deles e mostrar como esses fatores podem contribuir para que a azia na gravidez não seja algo tão ruim.

Dormir Bem

Ter boas noites de sono evita o estresse, o que ajuda o estômago a não produzir sucos gástricos desnecessários e que podem causar dores. Na hora de dormir, uma boa tática é elevar a cabeceira da cama e dormir virada para a esquerda, evitando assim os refluxos.

Comer Bem

Talvez este seja o principal fator de como aliviar a azia na gravidez, por isso é importante saber o que comer e o que não comer durante a gestação. Apesar dos fatores determinantes já citados por nós, o tipo de alimento que a mulher ingere pode contribuir para que a azia seja mais forte ou mais fraca.

As refeições devem ser leves, com pequenas quantidades e várias vezes ao dia, sempre mastigando muito bem. Isso faz com que o corpo não sinta necessidade de mais comida e também não dá uma sobrecarga para o seu sistema digestório.

É muito importante também evitar alimentos como refrigerantes, alimentos processados, muito gordurosos, muito ácidos ou apimentados. Além disso, beber pelo menos 1,5 litro de água por dia é indispensável. Todas essas dicas ajudam não só a evitar a azia na gravidez, mas também a se manter mais saudável durante a gestação e evitar diversos outros problemas.

Manter bons Hábitos

Outra coisa importante e que ajuda não só a aliviar a azia na gravidez, como também a ter uma gestação mais saudável é manter bons hábitos. Praticar exercícios próprios para grávidas, evitar situações que causam estresse desnecessário, não fumar e seguir os passos dos tópicos já citados são coisas que ajudam muito a mulher a evitar dores e a ter uma gravidez mais tranquila.

Como Saber se o Bebê vai nascer cabeludo?

Uma vez que sabemos que a história que azia é sinal de bebê cabeludo é um mito, como será que podemos saber se um bebê vai nascer careca ou com cabelo? O primeiro fator a ser levado em conta é o genético, herança dos pais ou dos avós, na maioria dos casos.

Então, saber como os pais e os avós do bebê nasceram pode dar uma boa ideia da quantidade de cabelo que ele terá ao nascer. Nos ultrassons feitos em fases mais avançadas da gravidez, também é possível ver se o bebê já tem bastante cabelo.

Mas independentemente da quantidade de cabelo que o seu filho nascer, ele vai acabar desenvolvendo mais cedo ou mais tarde. Tudo faz parte da tendência genética e isso não vai ser um fator determinante para a saúde ou crescimento do bebê.

A gravidez é um período em que muitas mudanças irão ocorrer em seu corpo. Tantas mudanças que é natural que haja reações como uma azia, por exemplo. A partir disso muitas pessoas podem ainda manter essas crendices populares e mitos que se espalham boca a boca e, para muitos, é uma verdade incontestável.

Saber que não é verdade que a azia é sinal de bebê cabeludo tem muita utilidade não só para saber que se trata de um mito, mas para você investigar o que acontece no seu corpo de verdade e, assim, poder saber como se tratar.

Existem algumas dores na gravidez que não podem ser curadas ou totalmente aliviadas, mas outras, como a azia, possuem formas de se combater e é necessário que se faça isso para que não haja problemas maiores durante esse período tão importante da sua vida.

Veja Também: Mitos e Verdades Sobre Gravidez – Superstições e Crenças
Foto: StockSnap