É possível afirmar com toda segurança que ninguém passa por tantas mudanças quanto uma mulher. Essas transformações, que começam na infância e atravessam toda a vida adulta, são naturais e comuns à todas, mas isso não significa que uma mulher não sinta todos os efeitos que elas proporcionam.

Desde o início da ovulação com a menstruação, passando pela gravidez e a menopausa, são diversas as verdadeiras tempestades de hormônios que o corpo recebe. Mas durante todas essas idas e vindas, alguns problemas podem ocorrer, como a baixa de progesterona na mulher, por exemplo.

Explicar porque isso ocorre não é uma tarefa simples e exatamente por isso vamos falar detalhadamente sobre cada aspecto que envolve esse fenômeno e indicar quais são os melhores tratamentos para ele. Mas antes de mais nada, você sabe o que é progesterona?

O que é Progesterona?

A progesterona é um hormônio produzido pelos ovários e que está presente durante todo o ciclo menstrual, sendo liberado na segunda fase do ciclo, ou seja, entre 14 e 15 dias depois da menstruação.

Esse hormônio é muito importante no processo de gravidez da mulher, sendo o responsável por preparar o endométrio para uma possível gravidez. Quando não ocorre a fecundação o nível de progesterona cai e o corpo inicia o processo de menstruação, começando um novo ciclo. Caso contrário o nível de progesterona aumenta para proteger o útero durante a gestação.

Quais são os Níveis Normais de Progesterona?

Antes de tudo é preciso entender que durante todo o ciclo menstrual o nível de progesterona varia, sendo mais baixo na primeira fase do ciclo e mais alta na segunda fase, por isso na hora de analisar os níveis é necessário levar em conta o momento do ciclo menstrual. Sabendo disso os níveis normais de progesterona são:

Grávida após 3 anos!
"Após 3 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." Lidyane, grávida de 3 meses
Saiba mais!
  • Até 1 ng/ml no início do período
  • Menos de 10 ng/ml antes da ovulação
  • Mais de 10 ng/ml após a ovulação

Progesterona na Gravidez

Como falamos anteriormente, durante a gestação os níveis de progesterona no corpo da mulher são mais altos, podendo chegar a até 90 ng/ml no primeiro e segundo trimestre da gravidez.

Sua principal função durante todo esse período é justamente proteger o útero, e ajudar no desenvolvimento do embrião, prevenindo abortos espontâneos, ou seja, quando há baixa de progesterona na mulher no início da gestação há maiores riscos de um aborto. As alterações de humor nas gestantes e os primeiros enjoos também são causadas pela progesterona.

Teste de Progesterona

O teste para medir o nível de progesterona nas mulheres é medido através de exames de sangue. É feito normalmente durante o pré-natal para medir o aumento do nível desse hormônio, porém pode ser necessário realizar esse exame em outros momentos da vida da mulher.

Como em casos em que há dificuldades para engravidar, verificando assim se o corpo está produzindo os níveis ideias de progesterona e se a mulher apresenta algum problema de infertilidade e também em casos de menstruação irregular, para descobrir a causa do problema.

Como os níveis de progesterona variam bastante, pode ser necessário realizar o exame mais de uma vez no mesmo dia ou durante alguns dias. Para realizar o teste é sempre importante informar ao médico caso tome alguma pílula anticoncepcional. Muitas delas contêm progesterona, o que pode alterar o resultado do exame.

Problemas da Baixa de Progesterona na Mulher

Após realizar o exame de sangue, o resultado pode acusar que os níveis do hormônio estão normais ou então que está com progesterona alta ou progesterona baixa. Vamos explicar mais detalhadamente o que esses resultados podem indicar e os seus possíveis problemas.

Progesterona alta

Quando o resultado do exame aponta para progesterona alta pode ser um bom indicio para as mulheres que querem engravidar, porém quando o resultado ultrapassa os níveis normais é preciso ficar atenta, principalmente se não há uma gravidez.

Progesterona alta pode indicar cistos nos ovários, produção anormal de hormônio pelas glândulas adrenais, câncer de ovário e também menopausa. Alguns dos sintomas que algumas mulheres podem sentir devido ao aumento desse hormônio são:

  • Cansaço excessivo e fraqueza;
  • Retenção de líquido e inchaço;
  • Aumento do apetita.

Progesterona Baixa

Em alguns casos os exames também podem apontar baixa uma baixa de progesterona na mulher, o que pode ser extremamente negativo durante a idade fértil, já que esse é um dos principais hormônios para que a gravidez ocorra e se mantenha.

Quando esses níveis são baixos durante a gestação as chances de um aborto são maiores. Esse resultado pode estar ligado não somente a infertilidade, mas também ao ciclo menstrual irregular, estresse e ainda alimentação inadequada. Os sintomas que algumas mulheres podem sentir são:

  • Perda de libido;
  • Menstruação irregular;
  • Alteração de humor e aumento do peso.

Ou seja, baixos níveis de progesterona podem indicar infertilidade, mas é preciso repetir os exames durante alguns dias para verificar se realmente os níveis se mantem baixos. Além disso, em alguns casos é possível reverter esse resultado.

Para quem está buscando engravidar essa notícia não é nada boa, mas é preciso manter a calma e procurar um médico para iniciar o tratamento. Como vimos o estresse é uma das possíveis causas para o baixo nível do hormônio, por isso é muito importante controlar a ansiedade nesse momento.

Tratamento para Baixa de Progesterona

Para tratar a baixa de progesterona na mulher que busca engravidar ou regular o ciclo menstrual é preciso procurar um médico endocrinologista que analisará cada caso individualmente.

O meio mais indicados para a reposição da progesterona é a terapia hormonal, que pode ser feita através do uso de medicamentos orais, géis ou cremes vaginais ou tópicos e até mesmo com o uso de anéis vaginais.

Além disso é preciso conciliar esse tratamento com o controle das emoções. O estresse também pode ser um grande inimigo para que o nível de progesterona aumente. É preciso amenizar o estresse e a ansiedade. Busque fazer atividades físicas, ou relaxantes como yoga.

Alimentos que Ajudam a Aumentar a Progesterona

Além disso é preciso ainda cuidar da alimentação, muitas vezes o problema de baixa progesterona está ligado a uma carência de nutrientes e uma dieta alimentar ruim. Nesse caso é preciso dar lugar as verduras, legumes e frutas. Busque por alimentos orgânicos e deixe de lado os alimentos industrializados como os enlatados e embutidos.

Como você pôde perceber, a progesterona é um tipo de hormônio com o qual a mulher vai precisar lidar em praticamente todas as fases da vida, seja por conta de sua vida sexual, seja por conta de ganho ou perda de peso ou simplesmente pela sua saúde.

É algo que faz parte da vida de todas e exatamente por isso é tão importante sempre manter os exames em dias para verificar se há algum problema com alta ou baixa de progesterona na mulher.
Lembre-se que sempre há formas de tratar e de solucionar problemas causados por isso, então não se desespere se estiver acontecendo com você. Siga sempre as orientações médicas e faça o tratamento da forma correta. Com o tempo, tudo vai se resolver e você estará totalmente saudável.

Veja Também: Menstruação Borra de Café – O que é?
Foto: GabiSanda