Cuidados com o bebê vão além da amamentação, da higiene, da rotina do sono e vacinação. A saúde é a resposta de todo o conjunto em funcionamento. Leves resfriados, gripes fortes podem acontecer pelo caminho e são tratadas facilmente e quando ocorre o bebê com pneumonia que deve ser cuidado rigorosamente, o que fazer?

O que é Pneumonia?

A pneumonia é uma infecção que ocorre na área dos pulmões e normalmente com ela vem seguida de uma tosse acompanhada de catarro. Porém, existem casos em que pode vir totalmente sem sintomas como a tosse. Além da tosse, a falta de ar e febre constante é outro sintoma bem recorrente da pneumonia.

Causas da Pneumonia em Bebês

A doença é provocada pela penetração de um agente infeccioso (vírus, bactérias, fungos) nos brônquios. Por isso é de extrema importância manter o ambiente sempre arejado, com circulação de ar e limpo, impedindo que o ar fique muito tempo parado contaminando mais pessoas.

Uma das maiores portas para ocorrer o bebê com pneumonia são os quadros de gripe e resfriados. A falta de aleitamento materno, bebês prematuros também colaboram para que ocorram com maior facilidade.

A ausência de vacinação e o contato muito próximo com adultos doentes podem aumentar os riscos ainda mais. Bebês que já sofrem com quadros de pneumonias tem maiores chances de terem novamente, por isso todo cuidado é pouco.

Principais Sintomas da Pneumonia em Bebês

Um dos sintomas da pneumonia em bebês é o visual, já que ainda não sabem falar. Normalmente ficam mais “caidinhos” e menos dispostos que o normal. Sinais como quadro febril inicialmente, pequenos ruídos no pulmão e falta de apetite podem ser observados.

Grávida após 3 anos!
"Após 3 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." Lidyane, grávida de 3 meses
Saiba mais!

Quando o bebê apresenta quadros intensos de tosse, podem ocorrer vômitos devido a mucosidade. A dificuldade respiratória principalmente durante o sono pode ser observada também.

Diagnóstico da Pneumonia em Bebês

A pneumonia deve ser levada a sério, porque caso não cuide da forma adequada pode oferecer riscos sérios a saúde até a morte. Durante a visita ao pediatra, caso desconfie da pneumonia, será solicitado um raio x do tórax e um hemograma para análise do sangue.

Será através dos exames que será possível determinar a gravidade da pneumonia do bebê e qual o tratamento recomendado no caso. Quanto antes for realizado e iniciado o tratamento, mais cedo será a melhora e menos chances de agravamento terá.

Cuidados com o Bebê

Os cuidados com o bebê são essenciais para manter a saúde dele em dia. Mante-lo sempre bem hidratado, se acaso for amamentado, o aleitamento materno em livre demanda faz esse papel.

Manter o bebê sempre longe de fumaça de cigarro e demais poluentes. Evitar o uso de produtos de limpeza com odores fortes na limpeza do local que o bebê fica e manter o local sempre limpo e arejado, garantindo a circulação do ar.

Além disso, como sabemos a pneumonia é uma doença contagiosa, que pode ser transmitida por via respiratória ou quando o bebê tosse ou espirra. Por esse motivo, bebês que frequentam creches e berçários podem ser facilmente contagiados pelo amiguinho.

Tratamento de Pneumonia em Bebês

O tratamento da pneumonia não é nada complicado, só requer os cuidados certos e os antibióticos corretos que o pediatra irá passar e claro algumas dicas que não podem passar batido.

Caso a pneumonia seja de um caso mais sério, o médico não irá passar remédios e sim a internação hospitalar, quando o bebê tem febre alta ou apresenta alterações clínicas decorrentes da própria pneumonia as chances de internar existem, ainda mais por facilitar a medicação diretamente na veia obtendo resultados ainda mais rápidos.

O indicado é uma boa hidratação do pequeno, o uso de nebulizadores, uso de antibióticos prescritos pelo pediatra e que devem ajustar tanto na dose como na idade.

E existem também outras dicas para ajudar com o tratamento e melhorar da forma mais rápida e saudável possível:

  • Vestir adequadamente os bebês e crianças pequenas em cada estação;
  • Como costumam tirar o cobertor dormindo, invista em pijamas bem quentinhos;
  • Na hora do banho feche portas e janelas evitando o risco de golpes de ar;
  • Não deixe os pequenos dormirem de cabelo molhado;
  • Cuidado com o ar condicionado de casa e no carro, expor bebês a mudanças bruscas de temperatura é perigoso;
  • Os cuidados devem ser redobrados em tempos de frio, quando as infecções respiratórias são mais frequentes que o normal.
  • Evite levar bebês em lugares cheios e fechados, facilitando a transmissão do vírus causador da pneumonia;
  • Imunize o bebê com a vacina contra a gripe;
  • Claro que mesmo com todos os cuidados descritos e toda cautela dos pais, existem chances de ocorrer quadros de pneumonias em bebês. Porém, se podemos reduzir as chances seguindo alguns cuidados, devemos

Claro que mesmo com todos os cuidados descritos e toda cautela dos pais, existem chances de ocorrer quadros de pneumonias em bebês. Porém, se podemos reduzir as chances seguindo alguns cuidados, devemos segui-los.

Veja Também: Conheça os Sintomas da H1N1 e Previna-se!
Foto: Pixnio