Morder, beliscar e puxar o cabelo são parte do desenvolvimento normal da criança. Embora possa ser uma surpresa para os pais ter um bebê mordendo é importante saber como lidar.

Ao reagir de forma calma e construtiva, é possível ensinar ao seu filho maneiras mais apropriadas de agir.

Por que Bebês e Crianças Pequenas Fazem Isso?

Para bebês, morder pode ser consequência do início da dentição. Nesta fase, a coceira na gengiva leva a mordidas para aliviar. Outras vezes o bebê mordendo não se dá conta do que está fazendo. Geralmente acontece em torno de 4 a 12 meses.

Já as crianças maiores mordem para experimentar e explorar o meio ambiente. Dessa forma, a mordida ajuda a resolver curiosidades do desenvolvimento. Por exemplo, a criança morde e depois observa para ver o que a mãe fará.

Se a mãe rir ou entrar em um jogo, ela pode tentar novamente para ver se obtém a mesma reação. Se a mãe se irritar, a criança pode ficar fascinada com a reação extrema, o que também pode fazer com que ela tente novamente.

Também, o bebê mordendo pode estar irritado, chateado ou com dor. Às vezes, é mais fácil para ele fazer isso do que usar palavras para dizer o que está incomodando.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

Alguns bebês podem morder porque estão imitando algo que viram em outras crianças, ou porque outras crianças fizeram com eles.

Como Lidar com o Bebê Mordendo?

É normal sentir-se irritada quando o bebê te machuca, mas a sua reação ao comportamento do bebê mordendo pode influenciar as atitudes do seu filho no futuro.

Quando a mãe fica calma e desenvolve uma maneira construtiva de lidar com a situação, isso ajuda o bebê a aprender sobre o comportamento apropriado. Uma reação calma da mãe é o primeiro passo para promover o comportamento positivo no futuro.

Como Controlar as Mordidas do Bebê?

Como a mãe lida com o bebê mordendo dependerá da idade da criança.

Para bebês de 1 a 12 meses

Mordida ao final de uma mamada: a mordida ocorre frequentemente ao final de uma mamada quando o bebê está ficando entediado e já não está com fome. Se a mãe começar a ter problema com o bebê mordendo, é importante observar os sinais de tédio, para poder tirar o bebê do peito antes que comecem as mordidas. Além disso, observar a tensão no maxilar do bebê antes dele começar a morder.

No início da dentição: Problemas com o bebê mordendo também podem ser provocados pela dentição. Se o bebê parece querer morder ao invés de se alimentar, o ideal e oferecer-lhe um brinquedo ou algo frio para morder. Ofereça um brinquedo de dentição após uma mordida ou deixe perto.

Mordida no início da mamada: se o bebê está mordendo no início de uma mamada, certifique-se de que a pega está correta. Se o bebê já possui uma dentição e está mordendo no início de uma mamada, tente dar-lhe um brinquedo de dentição ou algo frio para morder antes de amamentar. Elogie-o quando pegar corretamente o bico sem morder.

Bebê distraído: quando o bebê está distraído, não force uma mamada. Se ele está se torcendo, ou se empurrando contra você, ele pode não estar com fome ou interessado em mamar. Tente se deitar com ele em uma sala silenciosa, caminhar ou balança-lo.

Mordida de atenção: Concentre a atenção no bebê durante a mamada, caso esteja com problema de mordidas. Alguns bebês mais velhos vão morder para chamar atenção. Ficar de olho no bebê mordendo também irá ajudá-la a estar ciente de quando ele estiver prestes a dar outra mordida.

O Que Fazer Quando o Bebê Morder?

Se o bebê morde, não é uma boa ideia gritar ou gritar de propósito como um método para parar de morder, há melhores maneiras de ensinar o bebê a não morder.

Às vezes, é claro, é impossível não gritar de dor se o bebê a pegar de surpresa ou se o bebê mordendo causa uma dor muito grande. Às vezes, gritar impede que o bebê morda novamente; no entanto, alguns pensam que é tão engraçado que eles continuam a morder para ver a reação.

Já outros se assustarão tanto ao ponto de não querer mais mamar. A chance de que este método interrompa a mordida do bebê simplesmente não vale a pena os problemas que pode causar.

Para bebês acima de 12 meses

O bebê está desenvolvendo ação e reação, o bebê mordendo provavelmente está apenas experimentando o que o ambiente lhe permite naquele momento.

Se a mãe dá a criança uma resposta verbal, está claramente dizendo a ela que não gosta do que está fazendo. Essa resposta por exemplo, pode ser: ‘Não’.

O próximo passo é tirar a boca dele e afastar-se. Quando a mãe faz isso, tira a atenção do comportamento. O bebê repetirá o comportamento que lhe chama atenção.

Então, assim que a criança mostra um comportamento positivo, por exemplo, abraçando ou fazendo carinho, é importante recompensá-la com muita atenção e entusiasmo.

Gerenciando Mordidas em Crianças Pequenas

Se a criança morder outras pessoas, descobrir o motivo do comportamento dela é o primeiro passo. Isso significa pensar nas possíveis causas do bebê mordendo. Analisar essa atitude e ver a maneira com que os pais reagem a essa situação pode estar agravando esta prática.

Por exemplo, se a criança está mordendo porque não consegue encontrar palavras para explicar seus sentimentos, gritar com ela não ajudará. Em vez disso, é preciso manter a calma do lado de fora, mesmo se não se sentir calmo por dentro. Isso ensinará o bebê mordendo como lidar com a frustração.

Muitas vezes, esse tipo de comportamento de criança é para chamar a atenção. Portanto, desviar a atenção da criança envia uma mensagem muito poderosa sobre como estão se sentindo. Por exemplo, os pais podem se afastar dela.

Se a criança continuar mordendo, mostre que ainda está no controle. Mantenhase calmo, dizendo-lhe brevemente como o comportamento dela o faz se sentir. É possível explicar que morder pode trazer consequências como forma de correção.

Palavras que expressam sentimentos também podem ser usadas com a criança como por exemplo: “Você parece estar com raiva!”, isso pode ajudá-la a aprender a usá-las no futuro. É preciso persistir por várias vezes para que a criança aprenda.

Se a criança morde o filho de outra pessoa, fique calmo e entre rapidamente com uma desculpa à criança e ao outro pai. Fale com a criança, poderá dizer: ‘Não! Morder dói ‘. Em seguida, remova-a da situação por um breve tempo.
Dependendo de quão chateada fique a outra criança, uma nota curta ou um texto para o pai para pedir desculpa também pode ajudar.

Algumas crianças continuam mordendo, não importa o esforço que faça para gerenciar seu comportamento. Caso os pais se sintam frustrados, exaustos ou com raiva com o bebê mordendo, ou se o comportamento da criança os preocupa tanto que deixam de fazer coisas que costumavam fazer, como por exemplo, ver amigos ou ir às lojas, é uma boa ideia obter alguma ajuda.

O pediatra pode ajudar, ou se mesmo assim não for suficiente poderá encaminhá-la para um psicólogo infantil. Esse especialista pode ajudá-los a descobrir se há um motivo para o comportamento da criança que precise de uma avaliação adicional ou um plano de tratamento específico.

Veja Também: Primeiros Dentinhos – Quando Aparecem e Os Sintomas
Fotos: pxhere