Falar em piolhos já causa uma coceira danada na cabeça né? Mas piolho faz parte da vida de toda criança, mesmo as cercadas de cuidados dos pais. Mas e quando falamos de bebês, será que bebê pega piolho também? Será possível um bebê pegar piolho?

Na verdade, piolhos em bebês é bem incomum, mas devemos alertar que não é impossível ocorrer. Ainda mais para os bem cabeludos e que tem contato direto com outras crianças que podem facilmente ter.
Pode ocorrer com os que tem irmãos mais velhos que frequentam escolas ou até mesmo os que já frequentam a creche ou berçário e tem crianças maiores que podem passar de um para o outro.

Sinais de Piolho em Bebê

Como bebês não sabem falar e expressar o que estão sentindo, pode ser um pouco mais difícil identificar, por isso é bom ficar em alerta a sinais. Um sinal bem típico de bebê com piolho é uma pequena descamação na área da nuca e atrás da orelha e obviamente de uma irritabilidade sem motivo aparente do bebê, muitas vezes tentando coçar a cabeça esfregando no travesseiro.

Quando identificado esses sinais, vale dar uma boa conferida na cabecinha do bebê, como seus cabelinhos costumam ser fininhos facilmente será localizado, se tiver. Quando tem a presença de piolhos, a cabecinha do bebê pode ficar avermelhada, couro cabeludo irritado.

Formas de Prevenir o Bebê de Piolhos

O único jeito de prevenir o bebê e crianças dos piolhos, é observar a cabeça do seu pequeno frequentemente, e caso ocorra algum aviso na creche ou escola sobre manifestação de piolhos redobrar a atenção. Caso algum integrante da família pegue piolhos é indicado observar a cabeça de todos os outros membros da casa, incluindo pai e mãe para descartar a proliferação.

Não existe ao certo uma estação do ano em que os piolhos começam a se manifestar com maior intensidade, mesmo nos dando a impressão que no frio eles começam a se manifestar e aumentar,

Grávida após 3 anos!
"Após 3 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." Lidyane, grávida de 3 meses
Saiba mais!

A verdade é que em épocas mais frias, as crianças e bebês ficam mais unidos, mais juntinho independente do ambiente e acabam aumentando os riscos de passar piolho um para o outro. Isso inclui as doenças virais e respiratórias também que aumentam nessa época do ano.

Como Eliminar o Piolho de Bebês?

Para eliminar os piolhos dos bebês é necessário muito cuidado e paciência, afinal nem todos os produtos são indicados para eles. Com a ajuda de um pente especifico para piolhos, mais conhecido como pente fino, separe as mechinhas do cabelo.

Procure fazer essa limpeza em um local bem iluminado que seja possível a fácil visualização dos piolhos e das lêndeas presas nos fios de cabelo. Uma boa opção são os pentes finos que em uma lupa para ajudar a enxergar melhor na hora da limpeza.

Essa limpeza deve ser feita cuidadosamente e diariamente até que tenha certeza que todos os piolhos e lêndeas foram retirados. Como se trata de um bebê, eles podem ficar impacientes com o movimento de passar o pente, por isso faça cuidadosamente para não machuca-lo e se possível.

Se for um bebe muito agitado que não deixa fazer a limpeza quietinho, tente fazer durante uma soneca dele, o deitando em lugar bem iluminado para facilitar o procedimento.

Será necessário esterilizar e limpar o travesseiro, lençóis e berço do bebê para eliminar qualquer possível piolho que tenha caído nelas. É indicado lavar todas as roupinhas e locais que o bebê costuma ficar evitando a proliferação dos bichinhos.

A manifestação de piolhos não causa graves problemas nos bebês, mesmo sendo bem difícil de acontecer. Porém, nas crianças bem maiores, há risco de infecção por fungos, vírus ou bactérias por conta de eventuais feridas que o piolho acaba deixando e até mesmo, o jeito desesperador para cocar a cabeça. Se não tratar, elas podem se espalhar e até levar à problemas mais sérios.

Vale alertar para os desinformados que piolho não é sinônimo de falta de higiene viu! O inseto pode atingir qualquer pessoa, de qualquer classe social e até mesmo qualquer idade. Não tem nenhuma relação com os hábitos de higiene.

Os pais podem lavar a cabeça da criança e do bebê todos os dias e, ainda assim, ela pegar piolho, pois a infestação se dá por contato de pessoa infectadas, ou através do compartilhamento de objetos da pessoa com piolhos.

Remédios Para Piolhos em Bebês

Para tratamento contra piolhos em bebê é necessária muita cautela, já que a maioria dos medicamentos são totalmente restritos a bebês por conter substancias muito fortes e prejudiciais à saúde deles.

Jamais utilize nenhum medicamento, shampoo ou loção por mais inofensiva que pareça nas prateleiras de farmácias sem a recomendação e prescrição de um pediatra.

Os primeiros sintomas podem surgir de 6 a 10 dias após a exposição ao piolho ou contato com uma pessoa infectada. A partir dos 2 anos, o tratamento costuma ser tópico, ou até mesmo oral, o que vai depender do nível de infestação e do peso do pequeno.

Além dos remédios indicados pelo pediatra em alguns casos, o médico indica que se passe o pente fino todos os dias, de forma delicada e com muito cuidado nos cabelos do nosso bebê. O corte, muito comum no passado para solucionar a manifestação de piolhos atualmente é dispensada.

Veja Também: Como Acabar com Piolhos
Foto: FlavioGaudencio