Biotina ou Vitamina B7

A biotina, que também pode ser chamada de vitamina B7, é uma importante vitamina que integra o Complexo B. Por ser solúvel em água, o corpo não consegue armazená-la e necessita de sua constante produção e ingestão.

Benefícios da Biotina

Seus benefícios são vários, já que ela ajuda o corpo a converter nutrientes em energia, e um dos mais conhecidos é manter a saúde dos cabelos, unhas e pele. Antigamente, já recebeu o nome de “Coenzima R” e “Vitamina H”, que vem do alemão “Haar” (Cabelos) e “Haut” (Pele).

Biotina: Para que Serve

A biotina serve para melhorar o metabolismo de macronutrientes na digestão, pois faz parte do funcionamento de diversas enzimas no corpo, conhecidas como as carboxilases. Tais enzimas ativam a produção, por exemplo, de ácidos graxos e de glicose (a gluconeogênese), a partir da quebra de aminoácidos importantes, como a leucina.

Assim, a biotina está envolvida fundamentalmente na produção de energia, participando do metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas que comemos, que são quebrados em nutrientes de menores unidades e finalmente podem ser absorvidos pelo organismo.

Além disso, os benefícios da vitamina B7 beneficiam o coração e o sistema circulatório, porque ajuda a reduzir os triglicerídeos, que são elementos nocivos na circulação, e, consequentemente, reduz o colesterol “ruim” e aumenta o “bom” (HDL): o que significa a diminuição dos riscos de hipertensão e da arteriosclerose.

A biotina é considerada importante na produção da mielina, que é uma cobertura protetora das fibras nervosas nos olhos, cérebro e medula espinhal. Quem possui Esclerose Múltipla (EM), uma doença autoimune, tem uma destruição progressiva na mielina, e por isso a biotina pode ajudar a regenerar esse tecido.

Já há pesquisas que comprovam que altas doses de biotina produzem melhora clínica em pacientes com Esclerose Múltipla. A medula óssea e outras células nervosas podem crescer ou ser reparadas com o consumo de biotina.

O ganho de massa muscular é, da mesma forma, propiciado pela biotina, principalmente quando há danos aos músculos e estes necessitam de reparação – após longos treinos de hipertrofia muscular, por exemplo. As enzimas contendo biotina realizam a síntese proteica, o que é preciso para o crescimento muscular.

Regular a Glicose

Outro benefício da biotina é na regulação dos níveis de açúcar – a glicose – no corpo. Com sua estabilidade, quando há um bom funcionamento das enzimas, a biotina evita que a glicose sofra escassez ou excesso, equilibrando os níveis de insulina e sensibilidade insulínica. É assim que se previne a Diabetes tipo 2. Mas para isso, também é necessária uma dieta minimamente balanceada, sem exageros no açúcar.

Para evidenciar tal benefício, alguns estudos controlados em diabéticos indicaram que os suplementos de biotina em conjunto com o cromo mineral podem ajudar no tratamento de algumas pessoas com Diabetes tipo 2, pois, em comparação com indivíduos saudáveis, os pacientes com Diabetes tipo 2 podem ter falta de biotina no corpo.

Biotina na Gestação e Amamentação

Durante a gestação e a amamentação, a biotina também é um componente muito importante, pois há um aumento da necessidade da vitamina B7. É estimado que até metade das mulheres grávidas pode ter uma leve deficiência de biotina, mas nem sempre isso gera sintomas perceptíveis.

A hipótese é que essa deficiência ocorre por conta da metabolização mais rápida da biotina no organismo durante a gestação. E isso pode ainda interferir no desenvolvimento do feto, por isso muitas grávidas recebem suplementação do Complexo B pelo médico. E, finalmente, um dos primeiros benefícios conhecidos da biotina ainda é o fortalecimento das unhas e cabelos.

Biotina para Cabelo e Unhas

As unhas quebradiças são aquelas que facilmente racham, descamam ou são lascadas. A estimativa é de que essa condição afeta cerca de 20% da população mundial, não necessariamente por falta de biotina, mas frequentemente a vitamina ajuda a reverter a situação.

Alguns estudos já foram feitos em que pelo menos 25% dos participantes com unhas frágeis que receberam suplementação de biotina tiveram melhora após pelo menos 5 semanas de tratamento. No caso dos cabelos, o mecanismo é o mesmo: a deficiência da vitamina B7 pode levar à queda de cabelos, embora haja poucos estudos sobre isso.

Deficiência da Biotina

A deficiência de biotina ainda pode acometer a saúde da pele, causando dermatite seborreica e sintomas como vermelhidão e erupções cutâneas escamosas, o que pode ser revertido com uma boa alimentação com biotina. A hipótese é que esse benefício para a pele, unhas e cabelos está relacionado com a quebra de gorduras proporcionada pela biotina, mas ainda não há evidências científicas.

Fontes e Suplemento de Biotina

A biotina se encontra em muitos alimentos, por isso é difícil ter necessidade de suplementação de vitamina B7, a biotina manipulada. Mas ela pode ser indicada para melhorar a saúde de certos grupos de risco, como as grávidas, os atletas e idosos.

Há também casos mais raros de doença hereditária de biotina, nos quais o suplemento de biotina é extremamente necessário. O melhor suplemento de biotina é de uso oral, pois pomadas e gel para pele e cabelos não costumam surtir efeito.

Principais Alimentos

As bactérias probióticas do intestino são capazes de produzir a biotina, e também podemos encontrá-la em diversos alimentos. As principais fontes de biotina são:

  • Peixes
  • Fígado de Boi
  • Gema do Ovo
  • Leite
  • Arroz Integral
  • Batatas

Ainda encontramos em outros alimentos como: soja, aveia, nozes, espinafre, brócolis, couve flor e bananas.

Importante: A clara do ovo deve sempre ser cozida ou frita para desativar a proteína avidina, que impede a absorção de biotina.

Ingestão diária recomendada

A ingestão de biotina geralmente recomendada por dia é de 5 mcg para crianças e 30 mcg para adultos. No caso das mulheres grávidas ou que amamentam, essa quantidade pode aumentar para 35 mcg por dia.

A deficiência de biotina não é muito comum, pois normalmente as bactérias e a alimentação já possuem a quantidade suficiente que o corpo precisa. E quanto ao peso, a biotina não engorda, nem como suplemento. Como ela é uma vitamina, não possui calorias. A biotina pode até auxiliar no emagrecimento se acompanhada de uma dieta balanceada.

Veja Também: Quais os Benefícios do Tribulus Terrestris?

Foto: sconosciuto