Ser mãe é um dos maiores sonhos da maioria das mulheres, mas nesse sonho existem os momentos não tão agradáveis assim e nem sempre sabemos lidar com certas situações. Uma delas é a fase das birras, e se não soubermos como lidar com elas será com certeza momentos de muita vergonha e stress, principalmente em locais públicos e casas de familiares e amigos.

Normalmente as birras ocorrem de forma inesperada, em um momento estão brincando de forma divertida dando gargalhadas quando de repente a criança cisma que quer usar o brinquedo que você está na mão, e aos gritos, berros e muito chilique quer te dizer e mostrar isso.

Geralmente crianças na fase de 1 a 3 anos são verdadeiros craques na arte de fazer birras, mas não ache que esta criando uma criança mal educada e sem limites, pois normalmente esses shows estão ligados à dificuldade da criança em se expressar e de não saber lidar com a frustração ou com o NÃO. O que especialistas em comportamento infantil pedem aos pais é que estimulem a criança dizer o que esta sentindo, quando ocorrem ataques de birra tente explicar o porquê ele esta sentindo aquilo naquele determinado momento, isso fará que ele comece a reconhecer seus sentimentos, quando esta triste, nervoso, feliz e empolgado.

Como Agir no Momento das Birras?

O essencial para aprender a lidar com esse momento é mantenha a calma, alguns especialista aconselham os pais se manterem ao lado da criança até que ela se acalme, outros acreditam que a melhor forma é sair de perto e deixa-lo sozinho e mostrar que as birras não causaram o efeito esperado. Mas será que se você deixa-lo sozinho, não se sentirá abandonado em um momento desses de explosão de sentimento? Mas a forma ideal para lidar com as birras do seu filho, você saberá agindo, pois você conhece seu filho melhor do que ninguém, a única coisa que deve seguir rigorosamente é manter a calma sob qualquer circunstância.

O que os pais jamais devem fazer é acabar cedendo às exigências da criança e invés de ensinar que não devem fazer e não será dessa forma que conseguirão se expressar e conseguir as coisas conosco, só confirmarão que estão fazendo o correto e as tornarão cada vez mais autoritárias. Se mantenha firme, não grite e faça a criança se acalmar durante a crise de birras, nem que seja para pega-la no colo e não dizer nenhuma palavra pois no momento de explosão a criança não escutará nenhuma palavra se quer.

Após a explosão, quando a criança estiver mais calma explique que dessa forma não conseguirá o que quer e não mudará em nada a situação. Crianças devem aprender a lidar com situações contrárias, aprender a lidar com a palavra não e acostumar-se que não podem ter tudo que querem no momento que querem. Quando as situações chegarem ao extremo, procure colocar a criança de castigo fazendo-a pensar no que fez e em como se comportou. Deixando-a de pensamento, ela verá que cada agir dela terá uma consequência e começará pensar antes de fazer novamente.

A orientadora infantil Super Nanny aconselha que seja deixado 1 minuto para cada ano da criança. Se a criança tem 2 anos, deixe 2 minutos pensando no que fez, pode ser o suficiente para a criança que não consegue ficar tanto tempo sentada. Mas também nós pais temos que nos policiar se não estamos dizendo muitos não para nossos filhos e impondo muitas regras e forçando muitas situações, essas situações ao extremo podem causar stress na criança, e quando escutam algumas das imposições acabam “estourando” fazendo as birras, portanto devemos também ponderar nossas exigências.

Outro problema bem comum de ocorrer, são crianças que devido a problemas familiares, seja com os pais ou com qualquer parente próximo muito apegado possam começar a ter crises de birras por stress, achando que de alguma forma estarão chamando a atenção ou até mesmo “gritando” por atenção. Normalmente em crises de casamento, os pais ficam tão focados em resolver as questões a dois, discutir a relação que acabam “deixando” a criança de lado, e essa não só sente esse afastamento como presencia toda a situação.

Se acaso teu filho já tem mais de 3 anos e continua com as birras, talvez esteja na hora de você conversar com o pediatra e solicitar um encaminhamento para um especialista. Dessa forma você estará acompanhada com quem irá verificar se existe algum problema físico ou psicológico e como lidar com o comportamento do seu filho.

Veja também: Criança Com Medo – Como Enfrentar Essa Situação?

Foto: Bethany King, Christine Szeto