O boldo é uma planta popular medicinal da América do Sul, também chamado de boldo do-chile, boldo afragans ou boldo-verdadeiro. A planta é muito utilizada como remédio fitoterápico para o fígado. Seu nome científico é Peumus boldus Molina. Suas folhas para chá podem ser compradas em lojas de produtos naturais e em algumas farmácias ou até mesmo nos quintais de algumas casas.

Qual Parte do Boldo é Utilizado?

A parte utilizada no boldo são suas folhas secas para preparar chás, principalmente com o objetivo de aproveitar suas propriedades diuréticas e antissépticas. Porém, o que a maioria das pessoas não sabe é que o chá não deve ser consumido com muita frequência e que existe uma maneira correta de como tomar boldo.

Propriedades do Boldo

O boldo possui vários componentes com propriedades antioxidantes, atuando na prevenção de algumas doenças e ajudando a eliminar os radicais livres do nosso corpo. Além disso, o boldo possui propriedades diurética, antibiótica, laxante e anti-inflamatória.

Indicações

O boldo pode tratar problemas do fígado e da vesícula biliar por estimular a produção de bílis, e de quebra tratar sintomas relacionados a isso, como icterícia, hepatite (sem ser aguda) ou litíase e cálculo biliar. Ele também pode ser usado para tratar má digestão, com sua propriedade laxante que diminui a constipação, a flatulência e melhora a saúde gastrointestinal como um todo.

Também é dito que o boldo serve para tratar gota, cistite, dor de cabeça, de ouvido, insônia e suores frios. Seus efeitos podem ser antiespasmódicos, anestésicos e sedativos, tônicos e vermífugos, podendo até ajudar a eliminar bactérias de doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis e gonorreia. Acredita-se ainda que o boldo pode ajudar a diluir o sangue, prevenindo a formação de trombose.

Como Usar o Boldo

O chá de bolso é preparado a partir de suas folhas secas, e se deve ferver uma xícara de água para cada colher de sopa de folhas de boldo picadas. Depois, se deixa repousar a infusão abafada por 10 a 15 minutos.

Para os problemas no fígado e vesícula biliar, as pessoas doentes devem tomar uma xícara de chá de boldo antes das refeições e ao se deitar, por até 3 semanas. No caso do controle de diarreia, a metade de um copo de chá de boldo várias vezes por dia, em curtos intervalos, pode ajudar ao agente infeccioso ser eliminado mais rapidamente.

No caso da constipação ou prisão de ventre, o ideal é tomar dois copos de chá de boldo entre as refeições, duas a três vezes por dia. E para problemas de infecção na urina ou elevação no ácido úrico, duas xícaras de chá de boldo por dia são suficientes. Para má digestão, a ingestão da infusão deve ser antes das refeições, com o chá morno.

Importante: O boldo não deve ser consumido por um longo prazo, pois depois de algumas semanas ele já causa efeitos colaterais como convulsões e até insuficiência renal, lesões intestinais, correndo o risco de morte.

O tratamento ideal e aconselhado é que o chá seja utilizado durante uma semana e fique por mais uma semana e meia sem beber, ou que seja um tratamento pontual, não excedendo 3 semanas.

Contraindicações do Boldo

As contraindicações do boldo são para gestantes, pois o chá possui risco de aborto, e nos pacientes com as vias biliares inflamadas e obstruídas, doentes de hepatite aguda ou pancreatite, o boldo também é contraindicado, podendo piorar as lesões.

O boldo pode ter interação medicamentosa com anticoagulantes, pois potencializa seus efeitos gerando o risco de hemorragias. Portanto, pacientes que fazem uso dessas medicações não devem tomar boldo. Os sintomas de efeitos colaterais do chá de boldo podem ser vômitos, diarreia e problemas no sistema nervoso.

Veja Também: Chá de Inhame Para Engravidar – Como Tomar?

Foto: mauroguanandi