A calvície feminina, também chamada de alopecia feminina, é a perda de cabelo que afeta as mulheres. É semelhante à calvície masculina, exceto que as mulheres podem perder o cabelo em um padrão diferente dos homens.

A perda de cabelo nas mulheres é normal ao longo da vida, especialmente quando envelhece. Até dois terços das mulheres experimentam queda de cabelo após a menopausa. Menos da metade das mulheres terão mais de 65 anos com a cabeça com todos os cabelos.

A calvície feminina é hereditária, e é mais comum após a menopausa, então os hormônios são provavelmente os responsáveis.

Como Acontece a Calvície Feminina?

Na calvície feminina, a fase crescente do cabelo diminui, também leva mais tempo para que os novos cabelos comecem a crescer. Os folículos pilosos (cavidade na qual o cabelo nasce) encolhem, levando ao crescimento anormal dos fios, eles tendem a ser mais finos. Isso pode resultar em cabelos que se quebram facilmente.

É normal que as mulheres percam de 50 a 100 cabelos por dia, mas aquelas com calvície feminina podem perder muito mais. Nos homens, a perda de cabelo começa na frente da cabeça e cai para trás até ficarem carecas.

As mulheres perdem fios de todos os lados da cabeça, começando na linha que reparte o cabelo até das têmporas que podem diminuir. Também são menos propensas a ficarem completamente carecas, mas podem obter várias falhas em seu couro cabeludo.

Tipos de Calvície Feminina

Os médicos dividem a calvície feminina em três tipos:

  • Tipo I – é uma pequena quantidade de falhas que começa em torno da linha que reparte o cabelo.
  • O tipo II – envolve o alargamento da linha e o aumento das falhas em torno dela.
  • O Tipo III – quando uma área completamente sem cabelos começa a aparecer na parte superior do couro cabeludo.

A Genética Pode Causar Calvície Feminina?

A perda de cabelo é transmitida de pais para filhos, e muitos genes diferentes
estão envolvidos. É possível herdar esses genes de ambos os pais, e é mais
provável
que uma mulher tenha calvície feminina se sua mãe, pai ou outros
parentes próximos tiveram perda de cabelo.

Causas da Calvície Feminina

A perda de cabelo pode ocorrer em mulheres através de diferentes tipos de calvície feminina, incluindo os seguintes motivos:

  • Quebra do cabelo (devido a utilização de químicas em tratamentos e atividades/penteados de torcer ou puxar cabelo)
  • Certas doenças da pele que levam à formação de cicatrizes nos folículos pilosos Doenças auto imunes
  • Problemas hormonais, tais como muita testosterona ou hormônio da tireoide pouca vitamina B (biotina) ou outra deficiência de vitamina
  • Medicamentos como quimioterapia e beta bloqueadores
  • Sífilis, uma doença sexualmente transmissível
  • Perda temporária de cabelo após uma grande doença, cirurgia ou gravidez

Diagnóstico da Calvície Feminina

Caso note uma queda de cabelo, é importante consultar um dermatologista. Ele examinará o couro cabeludo para ver o porquê da condição. Os testes em geral não são necessários para diagnosticar a calvície feminina.

Se o especialista suspeitar de outro tipo de perda de cabelo, ele poderá realizar um exame de sangue para verificar os níveis de hormônio da tireoide, andrógenos, ferro ou outras substâncias que podem afetar o crescimento dos fios.

Tratamento Para a Calvície Feminina

Se você tem calvície feminina, é possível esconder a perda de cabelo no início, adotando um novo penteado. Eventualmente, você pode ter muitas falhas no topo do couro cabeludo para conseguir esconder.

O diagnóstico precoce é necessário, pois pode permitir um plano de tratamento e potencialmente minimizar a perda de cabelo futura. O plano de tratamento provavelmente consistirá em um ou mais medicamentos para tratar a calvície. Os mais comuns são o Minoxidil ou a Espironolactona, porém ambos possuem efeitos colaterais fortes.

Outras Opções Para Tratar a Calvície Feminina

Se o nível de ferro estiver baixo, pode contribuir para a perda de cabelo, portanto, o médico pode prescrever um suplemento de ferro. Neste momento, não há nenhuma evidência de que tomar ferro aumentará a quantidade de fios. Outros suplementos, como biotina e ácido fólico, também são promovidos para engrossá-los.

Um estudo mostrou que as mulheres desenvolveram fios mais espessos depois de tomar ácidos graxos ômega-3, ácidos graxos ômega-6 e antioxidantes. No entanto, é melhor verificar com o médico antes de tomar qualquer suplemento para crescer o cabelo.

Os pentes e capacetes de laser também são opções para tratar a calvície feminina. Eles usam a energia da luz para estimular o crescimento do cabelo. Mas também não é possível determinar se esse tratamento é realmente efetivo.

Um transplante capilar é uma solução mais permanente. Durante este procedimento, o médico remove uma fina faixa de cabelo de uma parte do couro cabeludo e a implanta numa área onde exista a calvície. O enxerto fica com aspecto natural.

A terapia com plasma rico em plaquetas (PRP) também pode ser benéfica, ela envolve a técnica de “centrifugação”. Trabalha-se com um pequeno volume de sangue extraído do próprio paciente com o objetivo de isolar e concentrar esses fatores de crescimento e, em seguida, injetando suas próprias plaquetas de volta ao couro cabeludo para estimular o crescimento do cabelo. Embora promissor, é necessário mais estudo.

Em último caso, é possível pode ocultar a calvície feminina usando uma peruca ou usando um produto para cabelo spray.

Calvície Feminina Tem Cura?

A calvície feminina não tem cura até o momento. Um tratamento adequado pode parar a perda de cabelo e potencialmente ajudar a regenerar alguns dos fios que foram perdidos.

Os resultados podem levar até 12 meses para começarem a aparecer. É preciso realizar o tratamento a longo prazo para que os cabelos não caiam novamente.

É Possível Evitar a Calvície Feminina?

Se for uma condição hereditária não é possível evitar a calvície feminina, mas é possível proteger o cabelo contra ruptura e perda.

Veja Também: Queda de Cabelo na Gravidez – Causas e Tratamento

Fotos: Nikon D90