Dentre os milhares de problemas que assombram a saúde das mulheres e que infelizmente tem crescido de forma assustadora o numero de casos no Brasil, o câncer de colo de útero é uma das doenças que mais atingem as mulheres e um dos principais motivos de óbito. O câncer de colo de útero também denominado pela medicina como câncer cervical é uma doença que atinge principalmente mulheres a partir dos 25 anos de idade e que possui sintomas e evolução lenta e em muitos casos silenciosa. A doença pode levar anos para se desenvolver, porém pode ser descoberta facilmente em um exame preventivo com o ginecologista. Por isso a importância da realização do exame de forma periódica, para manter a boa saúde e caso descoberto algo, que tenha um diagnostico precoce com um tratamento adequado.

Estatísticas comprovam que o diagnostico e tratamento precoce onde a doença ainda não atingiu seu estagio de malignidade, o tratamento consegue obter a 100% da cura da doença. Com o avançar da doença é comum à mulher sofrer com sangramentos fortes, corrimento com mau cheiro e dores locais e abdominais. A principal causa do câncer de colo de útero são infecções causadas pelo vírus HPV ou Papiloma Vírus Humano que estão fortemente ligados à precocidade do inicio sexual, número grande de parceiros sexuais, ser fumante e não fazer a higiene íntima adequadamente, além obviamente da baixa imunidade do organismo.

Como Fazer a Prevenção do Câncer de Colo de Útero?

Como citamos anteriormente, a melhor forma de prevenção do câncer de colo de útero é realizar de forma periódica o exame preventivo ou também conhecido como exame Papanicolau. Neste exame é analisado e coletado secreções do colo do útero com o auxilio de uma espátula onde é colocado em uma lamina de vidro e encaminhado para analise em laboratório.

O exame de Papanicolau é recomendado para todas as mulheres que possuem vida sexual ativa, principalmente para as que possuem entre 25 e 59 anos, que é a faixa etária de risco da doença. Uma grande preocupação das mulheres é referente a sentir dor durante a realização do exame. Porém o exame é considerado simples e indolor, no máximo sentirá um incomodo.  Obviamente contando com a delicadeza e técnica do medico a realizar o procedimento. O relaxamento durante o processo também auxilia que o exame seja realizado mais rápido e de forma indolor.

O resultado deve ser retirado na data marcada pelo medico e seguir as instruções informadas. Caso o resultado de alguma alteração o medico poderá solicitar um novo exame para confirmação ou algum exame mais detalhado, para que possa iniciar o tratamento de forma adequada. Lembrando que quanto antes for descoberto o câncer no colo de útero e iniciado o tratamento, melhor, mais rápido e mais eficaz o tratamento. Caso o resultado seja negativo, o exame de Papanicolau só deve ser repetido no ano seguinte para nova constatação.

Atualmente foi liberada para vacinação gratuita em postos de saúde a vacina de HPV, que também é considerada uma forma de prevenção do câncer do colo uterino. Porem foi disponibilizado somente para a faixa etária indicada como de risco de 9 a 13 anos de idade, mas pode-se ser solicitada em clinicas particulares custando em media R$ 200,00. A vacina de HPV por ser uma vacina recentemente desenvolvida ainda é muito temida e discutida entre pais e profissionais da saúde, sendo alvo de muitas criticas e apontadas como responsáveis por diversos efeitos colaterais graves, ligado a pacientes que chegaram a ficar em estado vegetativo após tomar as doses. Mesmo sendo um assunto muito falado, o fato ainda não foi comprovado e nem descartado a ligação.

Toda mulher deve se cuidar, se amar e pensar no dia de amanha. E nisso esta incluso os cuidados com a saúde. O uso de preservativo durante a relação sexual previne contra infecções causadas pelo HPV e diversas outras doenças sexualmente transmissíveis. A visita regular ao ginecologista e os exames considerados rotineiros também são essenciais para manter a saúde em dia.

Veja também: Nódulo no Seio – Será Que Estou com Câncer?

Foto: Tatiana Reis