A formação de células indesejadas em nosso corpo é bem conhecida por nós. O câncer é considerado uma das doenças mais malignas que já tivemos conhecimento, muito por conta de sua difícil cura e tratamento. Mas por mais assustadores que possam parecer, existem muitos tipos de câncer que são tratados e curados com certa facilidade, principalmente quando a doença é diagnosticada em sua fase inicial como é o caso do câncer de pele.

O câncer de pele é um dos tipos mais comum da doença, não só em brasileiros, mas em todo o mundo, atingindo cerca de 25% de todos os casos de câncer diagnosticados no planeta. Isso ocorre por vários fatores, sendo o principal deles a falta de cuidado que algumas pessoas têm com a exposição ao sol, que a longo prazo, pode acabar afetando a saúde negativamente.

É claro que existem diversos outros fatores além do sol que causam o câncer de pele, mas é importante ter esse tipo de informação para gerar reflexão sobre os nossos hábitos e costumes.

O Que é o Câncer de Pele?

O câncer de pele pode ser descrito como qualquer alteração nas células da pele de uma pessoa, que podem se espalhar para outras partes do corpo. Como a pele é o maior órgão do corpo dos seres humanos e qualquer célula desse órgão pode originar um tumor, existem diferentes tipos de câncer de pele.

Características do Câncer de Pele

Esse tipo de tumor normalmente é caracterizado por erupções na pele, que podem ser benignas ou malignas, dependendo de sua forma. Dependendo do tipo de câncer de pele, ele pode ter aparência mais avermelhada, ser maior ou menor e até mesmo se assemelhar com uma ferida que parece não cicatrizar. Os tumores são visíveis, pois estão do lado de fora do corpo, e muitas vezes podem coçar e sangrar, dependendo do caso.

Causas do Câncer de Pele

Não é à toa que o câncer de pele é o tipo mais comum de aparecer nos seres humanos e isso fica muito mais claro para nós quando percebemos quais são as principais causas dessa doença.

Principais Causas

Sem dúvida, a principal causa é a exposição ao sol sem a proteção devida, seja por exposição acumulado ao longo da vida ou por episódios isolados onde houve um nível de exposição ao sol muito alto. Mas além desse fator, também existem outros que podem influenciar diretamente o desenvolvimento de um tumor desse tipo, são eles:

  • Fumar tabaco
  • Papiloma Vírus Humano, o HPV
  • Predisposição genética
  • Exposição excessiva a raios ultravioleta
  • Feridas que não cicatrizam

Todos esses fatores podem causar o temido câncer de pele e, dependendo de como ele se forma, pode aparecer em diferentes tipos.

Tipos de Câncer de Pele

Os casos de câncer de pele normalmente são agrupados em dois grandes grupos, os de melanoma e os não-melanoma, que são distinguidos de acordo com suas estruturas.

Melanoma

O melanoma é um tipo de tumor maligno que também pode atingir diversas outras partes do nosso corpo, desde os olhos até os genitais e regiões mucosas. Ele pode atingir tantas partes, justamente por ser um tumor que tem a metástase como sua principal característica, ou seja, ele tem a capacidade de se espalhar e causar câncer em outras regiões do corpo. Por essa razão, esse é um dos tipos de câncer mais perigosos que se tem conhecimento e com um dos maiores número de letalidade.

Não-melanoma

Dentro desse tipo de câncer, podemos encontrar dois subgrupos, o do carcinoma basocelular e o do carcinoma espinocelular. O carcinoma basocelular é o câncer de pele mais comum encontrado nas pessoas.

Esse tipo de tumor se desenvolve lentamente e dificilmente causa metástase, porém, se não tratado de forma correta, pode se profundar e atingir outros tecidos, como os ossos, por exemplo. Já o carcinoma espinocelular se desenvolve na epiderme e é mais facilmente tratado, porém, se o tratamento não for feito da maneira correta ele também pode causar metástase.

Como são Feitos os Tratamentos de Câncer de Pele?

O tratamento do câncer de pele não é feito de uma só maneira e pode depender de diversos fatores como:

  • O tipo de câncer de pele
  • Se há risco de metástase ou se já há metástase
  • O estado de saúde da pessoa
  • O estado da pele da pessoa

Todos esses fatores irão contribuir para que a dermatologista defina qual é o melhor procedimento. Normalmente, o médico consegue resolver o problema com uma cirurgia para retirada do tumor e um acompanhamento para a certificação de que a doença não voltará a se manifestar.

Existem alguns casos onde a pessoa não pode fazer cirurgia, como ocorre com muitos idosos, por exemplo, além de casos onde apenas a cirurgia não é o suficiente para a retirada completa do tumor. Quando isso ocorre, cada caso deve ser analisado de forma independente pelo médico, que irá determinar qual o é o melhor procedimento a ser realizado.

Fatores de Risco

Existem diversos fatores com os quais devemos ficar atentos quando falamos sobre câncer de pele, principalmente aqueles que envolvem o sol. Podemos apontar como principais fatores de risco para essa doença:

  • Exposição solar excessiva
  • Idade e sexo, pois esse tipo de câncer é muito mais comum na fase adulta e em homens.
  • Histórico familiar
  • Características da pele, pois pessoas com a pele muito clara tendem a ser mais sensíveis ao sol e, consequentemente, correm mais riscos

É importante se atentar aos fatores que podem desencadear algum tipo de câncer de pele, apesar de não serem determinantes, as causas dessa doença muitas vezes estão relacionadas a eles.

Como Prevenir o Câncer de Pele?

A principal dica para prevenir o câncer de pele é, sem dúvida, a proteção contra os raios de sol, tanto em longo quanto em curto prazo. Uma vez que sabemos que essa é a principal causa da doença, precisamos ter consciência do uso do protetor solar, principalmente não verão e em lugares onde o corpo fica mais exposto como em praias e piscinas.

Mas não somente nesses lugares se deve prevenir contra o sol. Sempre que o tempo estiver muito aberto e a pele puder ser exposta, é importante estar protegido de alguma forma, especialmente aqueles que tem a pele mais clara, já que tem mais riscos de desenvolver esse tipo de tumor.

O câncer é uma doença assustadora e mesmo que saibamos que muitos dos tipos de câncer de pele possuem um tratamento fácil e com poucos riscos, costumamos nos preocupar. A parte positiva é que com as prevenções corretas, as chances do desenvolvimento do câncer de pele diminuem muito. Mesmo assim é muito importante procurar um médico ao perceber qualquer alteração na pele, pois a doença trata no início possui muito mais chances de cura.

Veja Também: Doenças de Pele mais Comuns em Mulheres
Foto: Unknown- National Cancer Institute