Quando ouvimos o nome câncer, é muito comum pensarmos em uma doença terrível e difícil de ser combatida. Porém, como existem diversas formas de manifestação e muitos tipos de câncer, é praticamente impossível falar sobre ele de uma maneira genérica. É por isso que hoje vamos falar especificamente tudo sobre o câncer de boca. Se você quer saber quais são os sintomas, como é feito o diagnóstico, quais são os tipos de tratamento, além de diversas outras informações sobre a doença, leita o texto até o fim e confira!

O que é o Câncer de Boca?

O câncer de boca é caracterizado pelo crescimento anormal de células em determinado região da boca. Por isso, ele pode surgir em diversos locais como na língua, na gengiva, nos lábios, no céu da boca ou em outras regiões. É uma doença muito mais comum em homens do que em mulheres, principalmente naqueles acima dos 40 anos. Apesar disso, a doença pode se manifestar em qualquer pessoa, embora seja bastante rara em jovens e crianças.

pus na lingua

Sintomas do Câncer de Boca

A primeira coisa que se deve prestar atenção quando falamos em qualquer tipo de câncer é nos sintomas que ela apresenta, já que esses são os sinais que podem nos fazer perceber que há algo de errado e procurar um especialista para dar um diagnóstico. Alguns dos principais sintomas do câncer de boca são:

  • Ferida na boca que não cicatriza
  • Dor constante na boca
  • Mau hálito constante
  • Perda de peso
  • Dificuldades para falar
  • Dormência na língua
  • Inchaço na mandíbula
  • Dificuldades para mastigar ou para engolir
  • Presença de caroços na região do pescoço ou boca

Mesmo que você não faça parte do grupo de risco, é importante procurar um médico se sentir um ou mais desses sintomas, já que pode indicar o início da doença ou até mesmo de algum outro problema.

Fatores de Risco

Como já falamos anteriormente, o câncer de boca é muito mais comum no sexo masculino e quando se tem mais de 40 anos. Ainda assim, existem outros fatores que contribuem para que a doença se desenvolva. São eles:

  • Tabagismo
  • Maus hábitos alimentares
  • higiene bucal
  • Exposição excessiva dos lábios ao sol
  • Histórico da doença na família

Caso uma pessoa que esteja dentro desse grupo apresente algum sintoma, é muito importante que um otorrinolaringologista seja procurado o mais rápido possível para que a doença possa ser diagnosticada e, se preciso, começar a ser tratada e curada, evitando assim piores consequências.

Não existe um consenso sobre como prevenir a doença, uma vez que ela pode surgir a partir de fatores genéticos e ser praticamente inevitável em alguns casos. Porém, evitar certos hábitos como o uso excessivo de álcool, tabagismo e alimentação incorreta pode ajudar bastante nesse sentido.

Como é feito o Diagnóstico?

Quando uma pessoa procura um médico, a primeira coisa que ele fará será verificar todos os sintomas e relacionar com os fatores de risco que elencamos acima. Caso ele desconfie que realmente pode se tratar de um câncer de boca, um paciente pode ser submetido a diversos exames como de raio X, tomografia, entre outras coisas.

É recomendável que se faça um autoexame antes de visitar um médico, verificando se não há nenhuma ferida incomum na boca que tende a não cicatrizar ou mesmo lesões ou caroços que podem sinalizar algum tipo de problema. Vale ressaltar que, assim como qualquer outro tipo de câncer, quanto mais cedo o diagnóstico for dado, maiores são as chances de cura da doença e menores serão as possíveis sequelas que o tratamento pode deixar.

Tratamento do Câncer de Boca

Antes de mais nada, vale frisar que cerca de 80% dos casos de câncer de boca são curados, o que é um número considerado alto. O tratamento do câncer de boca pode variar bastante de acordo com o estágio em que a doença se encontra. Ele normalmente é feito através de uma cirurgia que visa retirar a área que contém as células cancerígenas ou através da radioterapia. Dependendo do caso, os dois tipos de tratamento podem ser combinados para que um melhor resultado seja alcançado.

Consequências do Câncer de Boca

Assim como qualquer outro tipo de câncer, o de boca pode deixar sequelas e consequências, principalmente por conta do tratamento que é bastante invasivo. É possível, por exemplo, que uma pessoa perca os dentes por conta da fragilidade da gengiva ou mesmo que perca pedaços da boca por conta da cirurgia. Apesar de serem consequências esteticamente não favoráveis, já existem diversos procedimentos que ajudam a recuperar essas partes perdidas. Quando a doença não é tratada ou quanto o tratamento não é feito da maneira correta, a pessoa pode até mesmo morrer.

Apesar de se tratar de um assunto que nós não queremos que faça parte de nossas vidas, o câncer muitas vezes se desenvolve. E é extremamente importante saber todas as informações sobre a doença na hora para entender se você faz parte ou não do grupo de risco e também para saber quais são os principais sintomas. Além disso, saber todas essas informações é também importante na hora de se consultar com um médico. Dessa forma, o tratamento é feito de maneira mais tranquila, com você entendendo quais são os riscos e benefícios de cada um, além de estar com a mente mais tranquila.