Dentre todas as doenças existentes, o câncer talvez seja a mais temida por muitos de nós. Isso ocorre por diversos motivos. Primeiramente, o fato de ser uma doença bastante letal ainda nos dias de hoje faz com que todos nós tenhamos medo de desenvolver qualquer tipo. Inclusive, o fato de existirem diversos cânceres diferentes é outro fator que faz com que a doença seja tão temida. Por fim, é importante lembrar que as causas do câncer podem ser as mais variadas. Vamos falar hoje sobre um tipo específico, o câncer de garanta, explicar profundamente quais são suas causas, consequências e tratamentos. Quer saber mais sobre o assunto? Confira agora!

O que é o Câncer de Garganta?

Antes de mais nada, é importante definirmos o que é um câncer para que você possa compreender melhor o que é o câncer de garganta e por que ele se desenvolve. Basicamente, um câncer é uma doença caracterizada pelo crescimento anormal de células de um determinado tecido do corpo humano. Tal crescimento acaba fazendo com que essas células ataquem outros tecidos e os destruam, gerando diversas consequências graves, inclusive a morte. É uma doença muito mais comum em homens, embora possa atingir ambos os sexos.

O câncer de garganta, portanto, é caracterizado pelo crescimento anormal das células da garganta de uma pessoa. A doença pode afetar tanto a faringe quanto a laringe e costuma ser um tipo agressivo de câncer, já que a garganta é uma parte fundamental do corpo tanto para a respiração quanto para a alimentação.

tumor na garganta

Sintomas do Câncer de Garganta

Os sintomas do câncer de garganta podem ser bastante diversos exatamente pelo fato de existirem vias alimentícias e respiratórias em nossas gargantas. Porém, é possível fazermos uma lista com os sintomas mais comuns e que ocorrem em ambos os casos. Eles são:

  • Alterações na voz (rouquidão)
  • Dores constantes na garganta
  • Dificuldades para respirar
  • Perda de peso
  • Mau hálito persistente
  • Dificuldades para engolir
  • Inchaço na mandíbula
  • Tosse persistente
  • Caroços no pescoço
  • Dor de ouvido
  • Ferida na garganta que não cicatriza

Fatores de Risco

O câncer de garganta pode surgir a partir de diversas causas e, por essa razão, é importante estar ciente de quis são os principais fatores de risco. Eles são:

  • Histórico da doença na família
  • Fatores genéticos
  • Má higiene bucal
  • Tabagismo
  • Consumo de álcool em excesso
  • Vírus HPV
  • Ter mais de 65 anos
  • Longas exposições ao pó da madeira e a produtos químicos
  • Má nutrição

Caso você se encaixe em um ou mais desses fatores, é importante fazer exames constantemente e buscar melhorar seus hábitos de vida para prevenir o câncer de garganta e evitar grandes complicações.

Como é feito o Diagnóstico?

O diagnóstico do câncer de garganta é feito através de uma observação de todos os sintomas por um otorrinolaringologista. Uma vez que houver a desconfiança que pode se tratar desse
problema, o médico pode te submeter a uma laringoscopia e a exames de raio X ou tomografias para identificar se há ou não um tumor maligno.

Assim como ocorre com todos os tipos de câncer, quanto mais cedo ele é diagnosticado, maiores são as chances de cura. Por isso, se você faz parte do grupo de risco e sentir algum sintoma, é importante procurar um médico o mais rápido possível para que possa se tratar.

Tratamento do Câncer de Garganta

O tratamento do câncer de garganta pode ocorre de diversas formas, dependendo do estágio em que a doença se encontra. O método mais utilizado por médicos é a cirurgia que visa retirar apenas uma pequena parte do órgão onde se encontra o tumor. Dependendo do tamanho dele, podem haver consequências, como alterações e até mesmo a perda da voz em casos mais graves, já que as pregas vocais podem ser seriamente afetadas por esse tipo de câncer.

Há também casos em que o paciente deve se submeter a sessões de quimioterapia ou de radioterapia após a cirurgia para eliminar células que não puderam ser retiradas de outra maneira. É um processo doloroso, mas que tende a resultar bem quando feito precocemente e da maneira correta.

Consequências do Câncer de Garganta

O câncer de garganta tem cura, mas pode gerar diversas consequências no corpo e na vida de uma pessoa, principalmente se a doença não for tratada a tempo. A mais devastadora delas é a destruição completa dos tecidos da garganta, o que acaba resultando na morte.

Outras delas estão relacionadas à fala e a deglutição, muito por conta dos tratamentos bastante invasivos. Caso uma pessoa sofra com essas consequências, ela deverá passar por um processo de reabilitação. Hoje em dia já existem diversos tratamentos para que uma pessoa possa recuperar a fala e viver uma vida relativamente normal mesmo com essas sequelas.

O câncer de garganta é, sem dúvidas, uma doença que gera muito medo e receio quando ouvimos falar sobre. Porém, a boa notícia é que a doença não apenas tem cura, como também pode ser facilmente tratada, sobretudo quando descoberta ainda em seu início. Por isso, se você faz parte de qualquer tipo de grupo de risco, é importante visitar um médico com regularidade e tomar todas as precauções necessárias para evitar o câncer de garganta. É claro que todos nos assustamos com esse nome, mas a luta contra a doença deve ser ainda mais intensa.