Psiu mamãe! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!

Alimentação do Bebê

As caretinhas com cada diversificação da alimentação do bebê são inevitáveis e muito engraçadas. A alimentação do bebê deixa de ser apenas líquida, pelo leite materno, tão logo ele faça seis meses de vida. Todo o processo deve ser acompanhado pelo pediatra que cuida do bebê.



Matérias mais comentadas


Desde o nascimento, o bebê é recomendado o receber apenas o leite materno ou, caso não seja possível, fórmulas artificiais. Este quadro começa a mudar por volta do quarto mês para bebês alimentados por leite artificial e a partir do sétimo mês para os que receberam leite materno. Ele precisa se habituar aos novos gostos e cheiros que estão prestes a consumir. Toda este processo pode trazer algumas dúvidas para os papais.

bebê comendo

A mudança é tranquila para a maioria das crianças, pois, inicialmente, são oferecidos alimentos leves e doces. Logo no momento da introdução de outros elementos na alimentação do bebê, o suco de laranja lima, de cenoura, beterraba, maçã e outros alimentos com sabores agradáveis podem ser dados juntos ao bebê. Em seguida, as papinhas de frutas també são introduzidas e pouco a pouco ele vai acostumando com os novos sabores.

A forma mais tradicional de oferecer novos alimentos sólidos ao bebê é a papinha de frutas. Então se aconselha pera, maçã, banana prata, ouro ou maçã, mamão papaia e várias outras frutas leves da estação que não sejam pesadas demais ou cítricas. É preferencial que a mamãe raspe ou bata as frutas para que elas fiquem lisas a ponto de ser agradável. Após certo período, pode misturar alguns pedacinhos sólidos que até ajudam ao bebê o reflexo da mastigação.

Cerca um mês após o início dos sucos e das frutas, o pediatra liberará as papinhas salgadas, inicialmente para o almoço por volta das 11 da manhã. As papinhas desta vez devem ser feitas com legumes como batata, batata doce, cenoura, inhame, mandioquinha, abóbora e outros legumes da época ou de costume da família. A alimentação do bebê que começa a ingerir alimentos salgados deve ser feito aos poucos, oferecendo um alimento por vez. A papinha pode conter em princípio apenas um dos legumes citados. Ao longo do processo pode-se notar qual alimento agrada mais ao bebê e aos poucos mesclar legumes e cereais como arroz, feijão e também macarrão cabelo de anjo.

Muitos pediatras, ao ensinarem a receita das papinhas do bebê, aconselham o uso de uma carne para dar sabor ao prato que será oferecido. Deve-se fritar a carne em pouca gordura com o azeite extra virgem e um tempero como alho ou cebola para dar um toque especial. O sal deve ser extremamente controlado. É necessário colocar apenas uma pitada para realçar o sabor, mas não salgar realmente.

A forma de oferecer a alimentação do bebê é opção da mãe em conjunto com o pediatra. Algumas optam por bater no liquidificador, outras passam apenas pela peneira já na primeira vez. O bebê com cerca de 10 meses já está comendo normalmente. Se sua alimentação foi introduzida com sucesso e ele pode inclusive comer alimentos apenas amassados com um garfo no prato e também já pode jantar por volta das 17:30.

A alimentação do bebê também pode ter outra opção - o BLW que ensina a oferecer alimentos picados em tamanhos razoáveis os quais o bebê consegue pegar e levar à boca por instinto e quando tiver vontade. No início, são alimentos mais moles como as frutas e com a evolução da mastigação lhe são ofertados também outros tipos de legumes cozidos. Esse tipo de introdução alimentar pode causar estranheza, porém tem sido muito utilizado por diversas mamães ao redor do mundo.

bebê no caderão

O açúcar é um assunto polêmico quando falamos em alimentação do bebê. Algumas mamães optam por não oferecer absolutamente nenhum alimento adoçado com açúcar refinado por pelo menos dois anos de vida. Já outras mamães optam por introduzir alimentos como iogurtes logo que o bebê comece a comer alimentos sólidos. A opção deve ser sempre discutida com o pediatra para avaliar os prós e contras de cada tipo de alimento.

A alimentação do bebê com um ano de idade começa a se adequar com a da família. Com os dentinhos, ele consume o mesmo que os pais e irmãos, com exceção de pratos extremamente condimentados e gordurosos. Apenas restrinja folhas cruas e muita fibrosas, pois não consegue triturar e pode acometer vômitos no bebê. A carne desfiada ou moída também pode entrar a partir desta fase. Bebês são habituados pelos pais. Então quanto mais alimentos saudáveis forem oferecidos à eles, mais e melhor eles comerão e crescerão fortes com hábitos saudáveis.

Fotos: Owen and Aki, Scott Sherrill-Mix

Continuar Lendo Mostrar Menos Texto

Últimas Matérias no TF


Últimas Matérias de Alimentação do Bebê

mamilos

Amamentar é uma prática cheia de amor e saúde, para a mamãe, mas principalmente para o bebê. Porém, chega um momento em que a amamentação se torna inviável por alguns motivos particulares, ou casos em ... Continuar Lendo










relactacao

Para muitas mulheres o assunto amamentação é uma dor profunda, por motivos mais fortes não poder amamentar seu bebê. Porém através da relactação é possível amamentar o bebê no seio ... Continuar Lendo













ComoEscolheuSeusNomesDeBebe
Newsletter popup => 22 sec delay