Psiu tentante! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!
Psiu mamãe! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!
Psiu gestante! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!

Bebê e Recém-Nascido

Com a chegada do recém-nascido inicia-se uma nova época para seus pais. A atenção quase exclusiva é do bebê que precisa ser cuidado 24 horas por dia. Evitar problemas com a saúde, alimentar bem e proporcionar o melhor desenvolvimento passam a ser as maiores preocupações.



Matérias mais comentadas


Como se preparar para a chegada do bebê recém-nascido em casa, como serão os primeiros dias e quais cuidados são necessários? Parte desta perguntas, os pais já tentaram responder com a preparção do quarto com todos os mimos possíveis conforto e do enxoval. Mas grande parte do “trabalho” ainda precisa ser feito e ele começa com amor e dedicação dos pais para o recém-nascido.

bebê com urso

Imediatamente após o nascimento, um fator que pega os papais de surpresa: os cuidados com o recém-nascido. Todos sabem que ele precisa de tratamentos específicos como a cura do umbigo, a forma correta de dar o banho e uma higiene geral com muita delicadeza. Dar o banho é uma manobra que pode ficar a cargo de uma pessoa mais experiente no assunto como a vovó. Mas os cuidados com os recém-nascidos vão além do banho e higiene. Cada choro do bebê é único e através dele temos que aprender a saber o que ele realmente precisa e quer.

A questão de saúde é muito ampla, principalmente porque algumas doenças comuns podem ocorrer em bebês recém-nascidos com facilidade como gripes, resfriados, conjuntivite, tosse, alergias ou refluxo. Elas são geralmente de fácil resolução. Algumas outras doenças são mais agressivas e necessitam de maiores cuidados como meningite, candidíase, alergia à proteína de vaca ou icterícia neonatal. Nestes primeiros dias e meses de vida do bebê, as vacinas são uma questão importante porque elas ajudam a proteger o recém-nascido de diversas doenças e devem seguir um calendário específico.

Infecções são tratadas em sua grande maioria com antibióticos e acompanhadas de perto pelo médico pediatra. Se for de leve relevância, ele apenas receitará via oral e liberará o bebê para casa. Já outros casos contagiosos como a meningite necessitarão de internação para monitoração da evolução do quadro de saúde.

Alergias nos bebês são normais, já que eles passam de um ambiente totalmente limpo, estéril e protegido como o útero para um mundo cercado de bactérias, vírus, poeira e pelos. Para evitar crises alérgicas é preciso que a mãe deixe tudo que há de muito cheiroso de lado. Pode lavar as roupinhas do bebê apenas com sabão neutro ou de coco e deve evitar ao máximo amaciantes. Cortinas e tapetes podem ser um gatilho para bebês com propensão a alergias. Normalmente, a alergia é hereditária e passa de pai para filho. Resta à família procurar um médico para tratar assim que detectadas.

A amamentação pode ser um dos principais pontos polêmicos ao receber o novo bebê. No início, ela seria complicada, mesmo que a mãe já tenha amamentado antes porque cada filho é um único individuo e a experiência pode ser totalmente diferente. A pega, o leite e a dor que se sente ao iniciar a amamentação são coisas que podem vir a interferir e atrapalhar a boa alimentação. Por isso, aconselha-se a estudar muito o assunto durante a gravidez e preparar os seios para essa fase. Se necessário, pode-se obter ajuda profissional para melhorar este momento e torná-lo menos preocupante. A amamentação deve ser exclusiva até o sexto mês de vida. Segundo a OMS, o recém-nascido não necessita nem de água, nem chá e muito menos de sucos durante esta fase. Amamentar é um prazer puro quando feito com amor e carinho proque seu bebê sente esta proximidade e felicidade.

Após o sexto mês, poderá oferecer outros tipos de alimentos como sucos de frutas e papinhas doces de frutas como maçã, banana prata, mamão, pera ou melão. Logo em seguira, a papinha salgada feita de legumes deve ser introduzida e o bebê passa a almoçar. A papinha, inicialmente, deve ser feita de apenas um legume para verificar a reação do organismo do pequeno. Com a aceitação, pode-se misturar vários legumes, caldo de carnes e alguns cereais como arroz e carboidratos como macarrão. Do ovo, deve-se oferecer um quarto de gema a partir do sétimo mês de vida e aumentar a quantidade até completar uma gema completa com um ano de vida. Após este período, vários alimentos são liberados como frutas cítricas e carnes em geral, porque já consegue mastigar com seus dentinhos.

bebê de olhos azuis

Observar o desenvolvimento correto do bebê é uma tarefa importante para os pais. Ao nascer, ele dormirá muito o que diminui com o tempo. Aos poucos começa interagir mais com o mundo ao redor. Por volta do terceiro mês de vida, o bebê poderá sorrir com as brincadeiras dos que o rodeiam e balbuciar silabas aos quatro meses de vida. Já com cinco meses ele será capaz de rolar pela cama sustentar pescoço e cabeça quando de bruços. Pode até mesmo gostar de ficar de pé no colo. No sexto mês, o bebê começa a sentar e brincar com seus brinquedos favoritos. Ao final do sétimo mês consegue ficar de pé segurando nos móveis e reconhece seus pais mesmo que somente pela voz. Ao fim do oitavo mês, ele conseguedizer mais alguns sons como mamá, papá e bubu, por exemplo. A coordenação motora é um avanço a olhos vistos agora. Deve-se incluir atividades que auxiliem essa evolução. Com onze a doze meses, o bebê começa a andar de fato e a rotina da casa deve mudar por completo. Precisa ter muito cuidado com peças pequenas que possam ficar ao alcance das pequenas mãos e bocas.

O bebê prematuro pode ter um desenvolvimento mais tardio do que um nascido à termo. Essa diferença resulta de nascer antes do tempo e de precisar de meses até alcançar todas essas etapas de desenvolvimento do bebê. Embora mereça e peça cuidados diferenciados, o recém-nascido prematuro deve levar uma vida normal, receber vacinas e ser alimentado com leite materno.

A mãe após o parto deve se resguardar por pelo menos 40 dias. As pessoas ao seu redor devem prestar atenção em seu comportamento e, caso percebam alguma alteração grave de humor, levar ao médico para tratar uma possível depressão pós-parto. Caso a mulher tenha rachaduras nos seios com a amamentação, deve procurar um obstetra para tratar e continuar a amamentação.

Fotos: Selbe, James Jordan

Continuar Lendo Mostrar Menos Texto

Últimas Matérias no TF


Últimas Matérias de Bebê e Recém-Nascido






















Newsletter popup => 21 sec delay