Psiu tentante! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!
Psiu mamãe! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!
Psiu gestante! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!

Parto Humanizado

O parto humanizado não é apenas um tipo de parto que uma gestante escolhe. Ele é uma outra forma não mecânica e individualizada que leva ao nascimento de um bebê que deve ser compreendido como um processo em que a gestante, sua vontade e seu filho estão no centro de toda atenção.

  • Parto Humanizado é um Direito!

    O parto humanizado tem tomado força cada dia mais e também têm ganhado mais adeptas a cada nova gestante que toma consciência do seu corpo. A humanização do parto deveria começar pelos profissionais da área, porém não é bem a realidade. Atualmente eles estão sendo forçados a mudar de opinião devido o crescimento do parto humanizado e também a procura por mais médicos que adotaram esse formato de trabalho para trazer uma criança com mais naturalidade ao mundo sem tantos procedimentos.



Matérias mais comentadas


Toda mulher que sonha em ser mãe espera por ter o parto dos sonhos com trabalho de parto confortável, acolhedor e receber carinho de todos os envolvidos nesse momento tão especial. Na realidade, muitas mulheres não conseguem alcançar este sonho e enfrentam induções de parto, anestesias e cesarianas não desejadas. Por isso, cada vez mais mulheres batalham pelo seu direito de parir com respeito, com dignidade e deixando-as sentir, controlar e viver cada sinal e dor do seu parto. São essas as esperanças que as mulheres têm para o parto humanizado, tornando um momento encantador que a medicina insistia em mecanizar.

Mãe segurando seu bebê

Não existe uma definição do que é parto humanizado porque mesmo questionando especialistas no assunto nunca teremos uma resposta concreta. A humanização do parto não se impõe regras nem padrões. O ato com todas suas preparações deve acontecer da forma que a futura mãe deseja e se sente confortável. Neste contexto é necessário todo um processo durante a gestação que define questões como o cuidador, tolerância de dores incluindo um possível corte do períneo, possíveis anestesias, ambiente do parto ou o corte do cardão umbilical.

A hora do parto é um momento único e necessita de total preparo do cuidador , seja ele o companheiro, marido, uma enfermeira ou uma doula para que possa lidar com as diversidades na situação que podem ocorrer. Cada mulher e seu corpo reagem de uma maneira impossível de ser prevista. Mas é possível se preparar para que as dores fiquem na sua tolerância individual. Isso envolve tanto a preparação física, como o alongamente do períneo, e psicológico quanto estratégias para amenizar a dor durante o parto e definir o momento em que uma anestesia é inevitável.

A mesma lógica se aplica a um possível corte do períneo que talvez não seja a vontade da parturiente. Pode ocorrer que o corte seja necessário para auxiliar a passagem do bebê devido ao seu tamanho, obviamente somente quando solicitado pela gestante.

A escolha do local também é muito pessoal. Algumas preferem a segurança de um hospital, outras optam pelo ambiente conhecido de seu lar. Atualmente já é possível se ter um quarto aconchegante com pouca luz e música ambiente sendo amparada por seu parceiro ou familiares em uma maternidade, ou se for de sua escolha fazer um parto domiciliar. Tudo que importa nessa hora é o conforto e a tranquilidade que a mulher precisa para trazer seu filho ao mundo.O parto humanizado também pode ocorrer dentro da água , dentro de uma banheira ou ate mesmo de uma piscina inflável recebendo carinhos e massagens relaxantes ou da forma que sentir-se mais confortável. A mulher passa por seu trabalho de parto de forma acolhedora até chegar a hora da expulsão, tem seu parto tranquilamente, e pode praticamente auxiliar ou ate mesmo “atuar” no seu grande momento. Logo após o nascimento colocar em seu seio oferecendo seu primeiro alimento já no primeiro instante.

Neste contexto, o parto natural é muitas vezes o ideal da humanização. Este implicaria nenhuma intervenção. Portanto, ter um parto humanizado não significa não sofrer nenhuma intervenção cirúrgica. É deixar a natureza do corpo agir e aceitar por autorização explícita qualquer procedimento que seja considerado necessário pela gestante.

Alguns casos não permitem que a mulher leve a frente à realização de um parto normal, por problemas de saúde que podem trazer grandes riscos a vida de ambos, como é o caso de mulheres hipertensas ou que sofrem com herpes genital no final da gestação. Em alguns casos , já é evidente durante os exames do pré-natal da saúde da mãe e do bebê, que inclui o controle de pressão arterial, que um parto normal não é possível.A realização do parto humanizado tem grandes benefícios para a mulher, na questão psicológica e claro, fisiológica mesmo que esse nascimento tenha que ser uma cesariana humanizada por algum motivo de força maior. Com a mãe tranquila, o bebê já nasce se sentindo seguro e acolhido, sendo amparado imediatamente por quem o gerou e será responsável pelos seus cuidados. Parto humanizado é uma escolha da mulher em conjunto com seu médico.

Foto: eyeliam

Continuar Lendo Mostrar Menos Texto

Últimas Matérias no TF


Últimas Matérias de Parto Humanizado







Newsletter popup => 21 sec delay