Psiu mamãe! Conheça aqui a loja do Trocando Fraldas!

Saúde do Bebê e Recém-Nascido

Após o nascimento é comum os pais se sentirem inseguros referente à saúde do bebê recém-nascido e aos cuidados de prevenção que devem ser tomados. Esta insegurança é ainda maior para pais de primeira viagem. Tudo foi planejado: o quarto esta impecável, roupinhas muito bem lavadas, tudo incrivelmente limpo e organizado, mas será que a saúde do bebê está 100% protegida?

  • Como Manter a Saúde do Bebê

    Logo que nasce, o bebê já passa por um sequência de procedimentos para verificação de sua saúde. Testes e exames são realizados para a constatação de possíveis doenças. Alergias também podem ocorrer devido a reação alergia de algum tecido ou ate mesmo do sabão utilizado para lavar suas roupas. Como são muito delicados e possuem ainda imunidade muito baixa, estão vulneráveis a todo tipo de infecção, alergia e doenças.



Matérias mais comentadas


Como durante a gravidez, a primeira preocuação com o saúde do bebê se concentra nas doenças. Por isso são feitos alguns exames como o teste do pezinho, tipagem sanguínea, teste da orelhinha e do olhinho ainda na maternidade. Enquanto algumas doenças podem ser de nascença como certas síndromes, existem outras que podem ser contraídos pelo recém-nascido ou bebê. Algumas são mais preocupantes e raras como a meningite, por exemplo, e outras mais comuns como a bronquite, icterícia neonatal ou intolerância a lactose.

bebê recém nascido

Alergias também são comuns nessa fase, já que a pele do bebê é tão sensível e suscetível a se irritar com qualquer microrganismo. Manchas vermelhas, pele ressecada e escamosa podem ser sinais de que algum tecido das roupinhas, agente químico contido em produtos de higiene ou até mesmo o calor estejam provocando reações alérgicas. A melhor forma de prevenir as alergias é identificar o principal causador e evitar o uso.

Se toda limpeza e organização não for acompanhada de uma boa higiene principalmente das mãos e dos objetos utilizados nos cuidados da criança, nada adiantará. As visitas são inevitáveis, portanto solicite que antes que toque ou pegue no bebê, as mãos sejam devidamente lavadas. Você pode disponibilizar um álcool gel para que as pessoas façam essa higiene antes de pegar o pequeno.

Pessoas resfriadas, espirrando e tossindo não devem nem passar perto de bebês recém-nascidos. Dessa forma evitando o contato de germes com o recém-nascido que ainda é muito vulnerável a qualquer tipo de vírus e bactérias causadores das doenças. O bebê assim que nasce fica exposto a todas as bactérias e vírus existentes no ar e que podem ser adquiridas através do contato físico. As mais comuns são gripes e resfriados, mas podem adquirir também as consideradas mais raras como é o caso da meningite, catapora, caxumba e demais doenças que são transmitidas por contato.

Outro fator que pode ocorrer em bebês e recém-nascidos são infecções, pois devido a baixa imunidade uma pequena inflamação pode se tornar um quadro infeccioso. O seu principal sintoma é a febre, e podem se apresentar já nos primeiros dias de vida como é o caso do umbigo que não curado corretamente, gerará uma infecção. Infecções como dor de ouvido e garganta são também frequentes e vem seguida de febre e devem ser tratadas com antibióticos sob orientação médica. Normalmente a febre é sinal de que o próprio organismo esta reagindo a uma bactéria ou vírus intruso e deve ser observado para que a temperatura não se eleve muito.

Além dos cuidados essências com a higiene, para se preservar a saúde dos bebês é necessário seguir as indicações de vacinas que são direcionadas para essa primeira fase. Afastando as chances de contrair as indesejáveis doenças virais. As vacinas recomendadas já nos primeiros dias de vida são hepatite B e BCG (previne a tuberculose), devendo retornar para tomar a segunda dose da Hepatite B somente no 2º mês de vida acompanhado das demais como as combatentes da Difteria, tétano, poliomielite, meningite e coqueluche, além das rotavírus e pneumococo. O calendário de vacinas deve ser seguido e acompanhado pelo pediatra, seja pelo sistema único de saúde (SUS) como particular, seguindo as recomendações e tendo um acompanhamento mensal a saúde do bebê será preservada.

bebê recém nascido

Um dos principais sinais de que tem algo errado com a saúde do bebê são expressões de dores. Recém-nascidos e bebê expressam isso através de gritos e choro já que não conseguem se comunicar de outra forma. É a responsabilidade dos pais de averiguar às causas, se for preciso com ajuda médica. As vezes, as dores são resultado de contato físico outras vezes de problemas internos, como por exmplo no caso do intestino preso causados mudanças ou hábitos de alimentação.

Principalmente nos primeiros 6 meses de vida, quando a alimentação deve ser exclusivamente de leite materno, problemas na saúde dos bebês pode surgir a partir da saúde da mãe. É possível que infecções e doenças partem do próprio leite, sendo repassado para o bebê. Por isso é crucial que a mamãe sempre esteja de olha em seu próprio estado de saúde para prevenir eventuais riscos.

Foto: https://www.flickr.com/photos/misteral/6575563313/

Foto: Miriam

Continuar Lendo Mostrar Menos Texto

Últimas Matérias no TF


Últimas Matérias de Saúde do Bebê e Recém-Nascido






















ComoEscolheuSeusNomesDeBebe
Newsletter popup => 22 sec delay