A grande preocupação das mulheres quando descobrem a gravidez é em relação ao parto. Algumas passam por 9 meses de total ansiedade, medo e total insegurança do desconhecido e ficam tentando imaginar como será este momento. Já outras já seguras e decididas do que querem, nem pensam muito no momento, deixando pra vivenciar somente quando a hora chegar. Porém se a mulher possui conhecimento sobre o assunto e em relação alguns cuidados durante a cesárea, por exemplo, podem ser evitados muitos desconfortos, como a cefaleia pós raqui.Cefaleia Pos Raqui - Porque Ocorre 1

A cefaleia pós raqui ou cefaleia pós raquianestesia como é também chamada pelos médicos ocorre em alguns casos após a realização da cesárea devido à baixa da pressão interna do crânio, ganhando o nome de hipotensão liquórica. Como a raqui é uma anestesia utilizada para a realização do parto cesárea, assim como em outras cirurgias como curetagens, vasculares, urológicas e outras cirurgias ginecológica posteriormente deve ser observado à apresentação de alguns sintomas, que são considerados normais após algumas horas da realização do procedimento.

Muitas pessoas acreditam ter adquirido o problema de dores de cabeça e enxaqueca forte após a realização de alguma cirurgia onde foi utilizada a anestesia raqui, porém estudos já comprovaram que a dor da cefaleia pós raqui é totalmente diferente das comuns dores de cabeça que o ser humano sofre ao longo de toda sua vida. E a grande diferença pode ser comprovada ate mesmo na postura, pois a cefaleia pós raqui desaparece completamente assim que a mulher se deita e volta instantaneamente assim que se senta ou levanta, diferente das dores de cabeça convencionais que mesmo deitada continuam latentes. A dor costuma apontar na parte da frente da cabeça e na parte de traz como uma forte pressão.

Porque Ocorre e Qual o Tratamento para a Cefaleia Pós Raqui?

Durante a aplicação da anestesia raqui, uma agulha é introduzida na meninge onde um analgésico é inserido no espaço subaracnoídeo, sendo injetado diretamente no liquor. Causando instantaneamente o bloqueio do sistema nervoso e a perda de movimentos e sensibilidade da parte inferior do corpo, fazendo que do umbigo para baixo não sinta absolutamente nada. Estudos indicam que a grande causa das cefaleias pós raqui estão ligadas a espessura ou calibre da agulha usada na realização da anestesia e na idade da mulher que esta passando pelo procedimento. Maior são os índices em mulheres mais jovens e também na experiência do anestesista a aplicar.cefaleia pos parto

Se você já esta com o procedimento cirúrgico ou parto cesárea agendado, não deixe de marcar um horário com o anestesista e esclarecer todas suas dúvidas em relação a antes e depois, ao preparo até os sintomas pós-procedimento. Isso te proporcionará tranquilidade e conhecimento sobre os cuidados, riscos e como podem ser evitados. Vale lembrar que os riscos de intoxicação pelo uso da raqui é quase zero, mas pode vir a apresentar uma leve dificuldade respiratória após a aplicação que facilmente é sanada pela equipe medica.

Após a finalização da cirurgia alguns cuidados são recomendados justamente para diminuir os riscos da cefaleia pós raqui ou ate mesmo para que não surjam outros desconfortos e complicações. O próprio medico solicitará que não tente se levantar ou movimentar e levantar a cabeça por algumas horas, onde a paciente ficará em uma sala de recuperação sendo observada até que a anestesia comece a passar o seu efeito e sua sensibilidade comece a voltar. Algumas mulheres durante a recuperação sentem forte vontade de urinar e como não podem se levantar, tem o problema sanado através de uma pequena sonda que esvaziará a sua bexiga de forma indolor e acredite traz grande alivio.

O tratamento para cefaleia pós raqui é simples e depende somente da paciente. Além do uso de medicamentos comuns para alivio de dor como o paracetamol, o repouso é indispensável. A paciente deve fazer repouso absoluto e evitar se levantar, se esticar e se movimentar muito e a ingestão de muito liquido auxiliará na recomposição e melhora do quadro. Em 98% dos casos, esse tratamento tem total eficácia. Caso o quadro continue, o medico deverá ser consultado para analise e indicação de um tratamento alternativo. Algum dos casos pode ser solicitado o preenchimento do sangue peridural, onde  é retirado o sangue do braço e colocado no local onde foi aplicada a raqui, preenchendo o espaço deixado pela anestesia. O procedimento dura em torno de 20 a 30 minutos e resolve o problema prontamente.

Veja também: Anestesia Raquidiana – Esclarecendo os Mitos

Fotos: rduarte, sean dreilinger