O corpo humano pode ser comparado a uma máquina, já que seu funcionamento depende completamente de várias “engrenagens” para ter seu funcionamento adequado. Também não é diferente com o sistema reprodutor feminino e tudo que envolve ao ciclo menstrual.

O início do ciclo menstrual é um marco importante na vida feminina, é nela que se inicia todo o ciclo da vida. E para que tudo ocorra de forma natural e saudável, cada função do sistema reprodutor em conjunto com os comandos cerebrais deve trabalhar em total harmonia.

O que é Ciclo Menstrual?

Ciclo menstrual é o nome dado para a fase fértil de uma mulher. Normalmente é iniciado em torno dos 12 anos de idade quando ocorre a menarca (primeira menstruação), podendo ocorrer em casos precoces em meninas com 8 ou 9 anos de idade.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes (Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Conhecer FamiGel!

A fase do ciclo menstrual tem como única finalidade a reprodução sexual e por isso, todo o processo do corpo feminino trabalha em prol de se preparar para ser gerar um embrião e quando não ocorre, de se iniciar todo o processo em um novo ciclo.

O ciclo menstrual se inicia no primeiro dia de sangue vivo menstrual, devendo ser desconsiderado como início a presença de borras ou leves sangramentos que antecedem. A partir desse dia é iniciada a contagem do novo ciclo, até a próxima menstruação.

Fases do Ciclo Menstrual

O ciclo menstrual é dividido em três fases e cada uma delas acompanha sintomas bem específicos e que podem ser identificados facilmente, facilitando bastante tanto para quem deseja engravidar, como para quem deseja evitar uma gravidez.

Cada fase do ciclo menstrual funciona através de estímulos hormonais que o corpo produz. Cada um com sua particularidade, é produzido com uma responsabilidade diferente para que todo o sistema reprodutor feminino funcione da forma esperada. As três fases do ciclo menstrual são: fase folicular, fase ovulatória e fase lútea.

Imagem copiada do site tua saúde, fazer uma replica

Fase Folicular

A fase folicular é a primeira fase do ciclo menstrual. Normalmente tem durabilidade de em média 15 dias, variando alguns dias a mais ou a menos. Ela se inicia no primeiro dia do sangramento menstrual até chegar a nova fase, a ovulatória.

Na fase folicular é iniciado o desenvolvimento do folículo ovariano, assim como a preparação do útero para receber um óvulo fecundado. Durante a primeira etapa da fase folicular, a hipófise que é responsável pela produção dos hormônios folículo-estimulantes (FSH) é estimulada e em torno de 3 a 30 folículos são desenvolvidos contendo um óvulo dentro de cada um deles.

Porém, apenas um deles continua a se desenvolver para ser fecundado, enquanto os demais começam a se degenerar. Esses folículos estimulam a produção do hormônio estrógeno que preparam e fortalecem o endométrio, tornando o mais resistente para conseguir suportar o óvulo fecundado (fase luteínica). Todo esse processo ocorre em média até o decimo dia.

A partir do decimo dia é iniciado a segunda parte da fase folicular. O único folículo a se desenvolver e a continuar forte está prestes a ser liberado. Como a produção de estrogênio continua a ser estimulada, o endométrio está cada vez mais forte para receber o óvulo liberado.

Nesta fase, o muco cervical se apresenta de maneira bem característica, com uma textura aquosa, em preparação para receber e facilitar a mobilidade dos espermatozoides até o útero. Além de estar preparando o ambiente para a chegada dos espermatozoides, deixando mais propicio para sobrevivência, o colo do útero fica mais úmido nessa fase do ciclo menstrual.

Importante: A fase folicular pode sofrer alterações e reduzir seu período devido a alguns problemas de saúde ou até mesmo com a aproximação da menopausa.

Fase Ovulatória

A fase ovulatória é marcada pela liberação do único folículo predominante (pode-se ocorrer a liberação de 1, 2 ou 3 óvulos). Com o aumento do hormônio LH, o folículo se rompe, liberando finalmente o óvulo para ser fecundado. Essa liberação normalmente ocorre entre 16 a 30 horas após a elevação hormonal.

Durante esse processo, algumas mulheres relatam sentir certo incomodo, dor ou desconforto em um dos lados do abdômen, que pode ter duração de apenas alguns minutos ou horas. É um sintoma raro e não é sentido em todos os ciclos, por isso, não crie expectativas aguardando esse sintoma como identificação da ovulação.

Fase Lútea

A fase lútea é a última fase do ciclo menstrual. O folículo ovariano que tinha o papel de “guardar “o óvulo, agora ganha uma nova função após libera-lo. Nesta fase, o folículo se enche de sangue e começa a estimular a produção do hormônio progesterona, que é o responsável em fortalecer o endométrio e suportar a implantação do embrião.

Nesta etapa, o folículo cheio de sangue ganha o nome de corpo lúteo, responsável pelo nome da fase lútea. Como é responsável pela estimulação da progesterona, todos os demais hormônios ficam em baixa nesta fase, garantindo o desenvolvimento do embrião.

O processo da fase lútea tem durabilidade de 10 a 16 dias, que podem variar dependendo do ciclo da mulher. O considerado saudável é que a fase lútea dure em média 14 dias. Mulheres que possuem uma fase lútea menor que 11 dias devem conversar com o ginecologista para acompanhamento e tratamento adequado, já que as chances de conseguir engravidar ou levar uma gravidez a frente reduz devido a qualidade e força do endométrio.

Ciclo Menstrual Irregular

O ciclo menstrual considerado normal ocorre de 28 a 30 dias, porém, muitas mulheres têm grande dificuldade em seguir com um ciclo tão certinho o que dificulta muito quando se deseja engravidar ou até mesmo seguir algum método para evitar.

Para uma mulher ter certeza se tem um ciclo menstrual irregular, é necessário acompanhar pelo menos 3 ciclos completos e ser analisado quantos dias demora para a próxima menstruação. É necessário anotar as datas corretas para fazer um acompanhamento adequado.

Vale alertar que variações de 2 até 7 dias em cada ciclo menstrual não são considerados como um sinal de ciclo menstrual irregular, mas sim variações naturais do corpo devido a alterações hormonais. Já em um prazo maior que isso, pode se tornar um problema para quem deseja engravidar ou até mesmo para usar métodos de controle para não engravidar, como o método sintotérmico.

Como Lidar com o Ciclo Menstrual Irregular

Ter um ciclo irregular não é nenhum bicho de sete cabeças, mas é necessário conhecer muito bem seu corpo para reconhecer cada sinal em cada fase que ele está passando. A observação do muco cervical é um dos principais, tanto para mulheres que desejam engravidar como para as que estão querendo evitar.

Mesmo com o ciclo menstrual irregular, a presença do muco é evidente. Quanto mais com textura elástica ele estiver, mais próximo da ovulação você estará. A umidade vaginal também é uma característica bem clara do período fértil, então facilita a identificação de quando caprichar nos treinos (para as tentantes) ou para ter relações sexuais protegidas, para quem deseja evitar.

É natural muitas mulheres passarem sua vida toda com o ciclo menstrual irregular, mas é importante destacar, que é possível descobrir a causa e tratar em alguns casos, afim de regular o ciclo menstrual.

Como Regular o Ciclo Menstrual

Hoje em dia encontramos uma extensa lista de produtos recomendados para regular o ciclo menstrual, desde os farmacológicos como os métodos naturais. Porém, o ideal é conversar com seu ginecologista para análise do seu quadro e iniciar um tratamento com acompanhamento médico.

É necessário a realização de exames complementares para investigação da causa, como exames hormonais e ultrassons transvaginais. Sendo problemas hormonais, seu ginecologista poderá recomendar o tratamento adequado e a situação ser resolvida em alguns meses.

Mas se seus exames não deram nenhuma alteração, nenhuma desordem hormonal e nenhuma causa aparente está desregulando seu ciclo. Algumas dicas naturais, como o chá de vitex podem ajudar a resolver.

Principais Causas do Ciclo Menstrual Irregular

A principal causa do descontrole do ciclo menstrual é o hormonal, mas existem outras causas que podem ser responsáveis. A que está no topo da lista é o uso de alguns medicamentos, entre eles métodos contraceptivos orais como pílulas anticoncepcionais ou pílulas do dia seguinte.

Esses métodos são muito eficazes, se utilizado de forma adequada. O uso de pílula anticoncepcional inclusive pode ser utilizado como método de regularização do ciclo, mas deve ser tomado de forma correta, todos os dias e de preferência no mesmo horário diariamente pelo período indicado pelo ginecologista.

Se utilizado de forma incorreta, pode causar o efeito inverso, descontrolando completamente o ciclo menstrual, causando descontroles hormonais e escapes de sangue. Vale alertar também, que após parar de utilizar a pílula anticoncepcional depois de um certo período, é natural o descontrole do ciclo, até o organismo normalizar seus níveis hormonais.

Ausência de Menstruação

A falta de menstruação em mulheres em idade fértil também conhecido como amenorreia, nem sempre é sinal de gravidez. A ausência de menstruaçao pode ser recorrente a diversos fatores, entre eles alterações hormonais.

Outras causas bem comuns da ausência menstrual são as trocas de pílulas anticoncepcionais, uso incorreto da pílula do dia seguinte ou até mesmo situações de stress na vida da mulher, onde o ciclo menstrual é totalmente afetado. Excesso de atividade física também está na lista de ocorrências a afetar o ciclo menstrual, assim como quadros de anorexia.

Vale lembrar que, atrasos menstruais podem ocorrer, mas a ausência total de menstruação não é normal e deve ser investigado a causa pelo ginecologista. Se você já está em idade próxima a menopausa, a ausência de menstruação por mais de 3 meses pode indicar que esteja na pré-menopausa, converse com seu médico para exames mais detalhados.

Principais Causas da Ausência Menstrual

Alguns medicamentos: Alguns medicamentos utilizados em diversos tratamentos podem atingir o funcionamento do ciclo menstrual. Medicamentos como corticoide, imunossupressores, medicamentos utilizados na quimioterapia, remédios para hipertensão e alguns antidepressivos. Se caso estiver fazendo o uso de alguns desses medicamentos e ocorrendo ausência menstrual, converse com seu médico.

Alterações na Tireoide: Alterações na tireoide podem causar ausência menstrual ou até mesmo descontrole do ciclo. Através de exames de sangue específicos é possível identificar se é hipotireoidismo ou hipertireoidismo e fazer o tratamento adequado.

Doenças no Sistema Reprodutor: Alguns problemas no sistema reprodutor feminino podem ser a causa da ausência menstrual, como endometriose, síndrome dos ovários policísticos e miomas. Seguindo o tratamento adequado para cada problema é possível regular o ciclo menstrual.

Quadros de Ansiedade / Stress: Muitas mulheres devido a suas vidas intensas, sofrem com crises de ansiedade e stress, o que podem desencadear a ausência menstrual. Através do controle do stress e até mesmo a pratica de exercícios físicos melhorar a mente é possível de regularizar a situação.

Dores e Incômodos Durante o Ciclo Menstrual

O corpo humano é muito sensível e reage de muitas formas as mudanças e fases. Essas mudanças e reações são ainda mais intensas no corpo feminino, devido as alterações hormonais e tudo que ocorre durante o ciclo menstrual.

Por isso é muito comum escutarmos sobre as dores e incômodos sentidos por todas as mulheres no decorrer do ciclo. Algumas conseguem driblar naturalmente esses incômodos, mas outras, podem sofrer tanto com essas ocorrências mensais que suas vidas profissionais ou sociais serem afetadas.

É muito comum escutarmos sobre a famosa TPM (Tensão Pré-Menstrual), principalmente devido suas intensas alterações de humor ou desejo de comer doce. Mas a TPM é destacada pela grande quantidade de incômodos no corpo, como cólicas, sensibilidades nos seios, inchaços abdominais e fortes dores de cabeça.

Como Controlar os Incômodos do Ciclo Menstrual?

Esses desconfortos podem ser controlados ou amenizados através do uso de medicamentos apropriados para esse período. Porém, em caso de incômodos e dores recorrentes e que veem atrapalhar a vida da mulher, é necessário conversar com seu ginecologista.

Dores fortes durante o ciclo menstrual pode ser indicação de endometriose e é necessário o tratamento adequado para solucionar o problema ou ao menos fazer o tratamento adequado para amenizar. Em alguns casos, pode ser necessária cirurgia para solucionar os incômodos.

No geral, os incômodos do ciclo menstrual podem ser controlados com analgésicos, um chá morno e repouso.

Foto: Wikimedia Commons