Afirmo: não tem coisa mais gostosa do que ser mãe! Mas apesar de sonhar com a maternidade, não sabia que haveria tantos obstáculos e porque não dizer problemas referentes à esta condição. Ser mãe além de ser mágico tem alguns momentos dramáticos. Não que sejam o fim do mundo, a ponto de tirar de você ou de qualquer outra mulher a vontade de ter um bebê, mas essas coisas de mãe podem deixar qualquer mulher de cabelos em pé! São pelo menos 100 coisas que mudam na vida de uma recém-mãe ou durante a vida e que não são enumeradas, para quem pretende entrar nesta jornada. Por isso, vou falar dos inconvenientes para uma mulher que se torna mãe e também o que modifica nessa vida nova e cheia de emoções.

Pré Maternidade

São 11 na verdade, você pode viciar em tanto amor!

1- Para mim, a pressão pela gravidez foi um dos primeiros problemas que surgiram nessa jornada como mãe. Pior, a pressão partia de mim mesmo! Eu nunca imaginaria que querer tanto ser mãe poderia trazer alguns problemas como ansiedade descontrolada e até uma pontinha de depressão por querer tanto uma coisa que estava fora do meu alcance. Aflição de que quer muito engravidar e não conseguir por mais que faça por onde, pode ser angustiante e causar fortes emoções ainda antes mesmo de engravidar. Ser mãe é gestar ainda antes mesmo do positivo vir! A gente já ama tanto esse bebê sem mesmo saber que ele está a caminho.

A Gravidez

2- Depois do sonhado positivo, eu achei que as preocupações acabariam! Mas sabe como são essas coisas de mãe… Quando eu engravidei pela primeira vez, nunca ninguém me disse que eu sentiria dores durante a gestação. E não são dores terríveis de se contorcer, mas são bem incômodas. Dores no pé da barriga, cólicas, pressão que caia, náuseas, enjoos, seios doloridos e até a perda de peso, me preocupava e incomodava! Bicho de 7 cabeças para uma mamãe novata.

3- Durante a gravidez também percebi que nem tudo são flores, pois as noites se tornavam cada vez mais difíceis. Descansar? O que é isso? Eu dormia praticamente sentada! Com a gravidez avançando, não tinha posição legal para dormir. De barriga para direita o bebê chutava, com a barriga pra direita não era legal, de barriga pra cima faltava o ar… Que coisa, eu queria dormir e não podia! E olha que muita gente me dizia, dorme minha filha! Você vai sentir falta quando o bebê nascer, mas cadê que eu conseguia?

4- Gases, vômitos, sono e também tontura… Essa parte todo mundo fala, mas sempre bom reforçar que essas são coisas de mãe que mais incomodam nesta fase… As primeiras 16 semanas podem ser as piores da vida de uma pessoa. Imagina sentir-se mal todos os dias sem exceção.

5-  A vontade de comer é muito maior do que poder e também do que o corpo aguenta. Lá pela 20ª semana que é quando o apetite volta com tudo, nem da para sentar e comer um prato de arroz com feijão e seus acompanhamentos sem ficar com sensação de empanzinamento. O ganho de peso também tem q ser controlado e isso pode se tornar um pesadelo para algumas mulheres, pois nem todas conseguem ganhar apenas 1 quilo por mês de gravidez. A preocupação começa quando passa dos 12 quilos recomendados e aí a bronca do médico que acompanha a gravidez pode vir com tudo!

Pós Parto

6– Ninguém nunca me disse que a gente se sente um lixo após o parto. Apesar de plena e feliz, uma parturiente recém-mamãe tem em seus primeiros dias após o parto um “Q” de exaustão e também de “desespero”. Acostumar na nova rotina, com a nova vida é uma tarefa bastante exaustiva e de certa forma delicada e complicada. Ainda mais com tantos palpites de faça isso, ou faça aquilo, dê isso ou aquilo para o bebê. Uma mãe novata sofre bastante.

7- Seios doloridos e “ardentes”. Pensa que amamentar é para qualquer um? Quando não passamos ainda pela experiência, achamos que basta colocarmos o bebê ao seio e ele fará o resto não é? Nã nã nã… Na verdade tem um jeito especial para que o bebê pegue o peito, a forma da pega correta, a posição para amamentar, o peito cheio demais, vazio demais, só colostro, choro sem fim do recém-nascido e desespero de uma mãe que quer muito amamentar mas não consegue por algum motivo. Engraçado que a gente se sente quente, até parece que transpiramos além do normal. A sensação que eu tinha era que mesmo depois de tomar banho, estava suja como em um dia muito quente de verão.

O mais recorrente é a pega do bico, muitas vezes incorreta e sem orientação 24 horas por dia como na maternidade. Amamentar arde, dói, coça e as vezes até sangra! Por isso te digo com todas as letras, PREPARE SEUS SEIOS para amamentar! Isso quer dizer: Tome sol da manha nas mamas ainda na gravidez, faça preparação como base a fricção com uma esponja macia durante o banho e esqueça as pomadas.

8- Além disso, também podemos dizer que o mundo ao redor pode não facilitar tanto assim com visitas e visitas intermináveis e muitos parentes e amigos desde o primeiro dia do bebê em casa. Não é que receber visita seja ruim, longe disso mas coisas de mãe como os primeiros dias em casa, são pouco valorizados.

9- Chororô é a palavra do pós-parto minha gente! Sabe que os sentimentos ficam todos muito aflorados, tudo parece muito triste. Apesar do momento feliz, temos a tendência de chorar e chorar, se achar incapaz de cuidar do bebê e triste. Mas tudo isso causado pelos hormônios. É importante dizer que esse sentimento deve ser em um breve período, se estender por mais de 30 dias, é melhor procurar um médico porque você pode estar sofrendo com a depressão pós parto. Baby blues, prazer meu nome é mãe!

10- O nascimento é um momento incrível! Não esperava que essas coisas de mãe fossem tão intensas. Eu tinha uma ideia pelo que ouvia das mamães que me rodeavam e até mesmo pela minha própria mãe que me dizia: você só vai saber como é quando você tiver seus filhos. Além do nascimento a responsabilidade enorme que vem com as crianças de cuidar, proteger, suprir todas as necessidades e EDUCAR da melhor forma possível, se torna a prioridade da vida!

Adeus passeios longos sem hora para voltar, adeus noites românticas sem preocupações de que alguém vai bater à porta no meio da noite. Adeus tranquilidade durante a noite, qual mãe nunca levantou mais de 2x na noite para ver se está tudo bem com seu filho ainda que ele tenha mais de 10 anos de idade? Adeus banhos demorados e sessões de cremes e perfumes por todo o corpo. Quando muito terá 5 minutos de banho e ainda com a preocupação de que o bebê vai acordar. Dê um até mais para os saltos, pois, ainda na gravidez você terá que abandoná-los.

11- Esse décimo primeiro é um bônus. Se prepare para emoções fortes! Ser mãe vai te dar emoções que você nunca experimentou nem experimentará em qualquer outra área da sua vida! Ser mãe vicia, essas coisas de mãe provoca êxtase e um alerta maior: o cheiro do seu filho vai viciar você de uma forma que não terá mais volta! A maternidade é tão boa que não da para comparar, mas que dá um medinho dá!

Se depois de ler tudo isso você ainda quiser ser mãe, então minha filha, se joga! Todas os contras são compensados pelos prós que essa vida traz! Concorda ou discorda de alguma coisa? Deixe nos comentários e participe!

Veja também: Ser Mãe Pela Primeira Vez – Problemas Que Podemos Encontrar no Caminho

Foto: (davide), ankledeep / JJ