Esse é um dos males que fazem mamães e papais perderem o sono juntamente com o bebê. Um mal que faz com que os pequenos sintam muita dor e grande maioria dos bebês passam por isso. Eu fui a felizarda de passar por isso como um tratamento de choque, já que nunca havia ouvido falar em cólica de bebê e de repente me vejo em uma situação totalmente nova em que eu não sabia como lidar. E agora?

Com 15 dias, mal havia chegado em casa com Joana e já havia esse probleminha rondando, ela passava a maioria das noites em claro chorando e mesmo com a medicação que o médico já havia prescrito, a dor insistia e persistia nas madrugadas. Então fui aconselhada a levá-la ao especialista, pois me falaram de um tal de refluxo, o que é isso minha gente? Bebê de dias com problemas estomacais? Sim!!

Bebês em sua maioria tem refluxo. Agora no especialista, ele me diz que o aparelho digestivo dos recém-nascidos são imaturos e para fazer a digestão do leite oferecido, eles acumulam gases e esses por sua vez causam a dor e por isso a cólica de bebê acontece. Outro fator também é a movimentação que o intestino ainda amadurecendo faz.

Então o que fazer com as cólicas de bebê?

Em primeiro lugar temos que ter muita paciência amor e carinho para lidar com essa situação pois é difícil, cansativo, mas nem o bebê nem a mãe tem culpa dessa situação mais que corriqueira esteja acontecendo. Então prepare uma bolsa térmica morna e comece a aprender a fazer a shantala para aliviar as cólicas de bebê!

Comprei vários livros sobre o assunto cólicas de bebê e nos momentos que tinha uma oportunidade eu os lia com a esperança de que houvesse uma receita milagrosa em algum deles, mas infelizmente tudo que eu encontrei foram dicas e são as seguintes:

  • Se você amamenta, tome cuidado com a alimentação, evite alimentos que possam causar gases no bebe, evite feijão, favas, lentinhas grãos da família. Refrigerante, brócolis, couve flor, repolho também são prejudiciais nesse sentido de causar gases.
  • Não deixe que o bebê engula ar durante a amamentação, seja por meio das mamas ou mesmo de mamadeira.
  • Coloque-o sempre para arrotar, isso é fundamental!
  • Evite que seu bebê fique exposto ao frio! Minha mãe sempre me dizia que frio dá dor na barriga, mas porque então? Não se sabe ao certo, mas isso é fato! Eu com minha prole já constatei que isso é verdade.
  • Procure manter o ambiente tranquilo. Agitação pode trazer ainda mais desconforto ao bebê com cólicas, o fazendo chorar ainda mais.
  • E no caso de dor, procure aquecer a barriga do bebê, costuma ajudar a eliminar os gases com mais facilidade e assim eliminar as cólicas de bebê. Os papais tem a temperatura do corpo mais elevada que nós mulheres, e isso pode ajudar na hora da crise.

É completamente normal que esteja passando por isso, se você não passou e esta gravidinha, é bom colocar uma bolsa térmica como parte do enxoval! Hoje em dia há algumas facilidades quanto a esse assunto, ganhei de presente uma bolsa de sementes de linhaça que é só aquecer 30 segundos no micro-ondas e pronto!

Lembrando que medicamentos para cólicas de bebê só com orientação do pediatra, nunca se sabe se a criança pode ser alérgica a alguma droga especifica. Nem todos os choros do recém nascido pode ser por causa de cólicas. Há alguns casos em que a criança pode sentir mais fome e por isso pode chorar não de cólicas mas sim querendo mamar, por isso a livre demanda é importante e a mamãe deve ficar atenta a isso também. À todas as mamães que estão passando por essa fase tenham paciência e muita consciência que essa fase passa.

Veja também: Aleitamento Materno – Dificuldades Iniciais e Soluções

Foto: Glauber Prates