Acabou de ter um bebê ou simplesmente não esta em seus planos ter um filho neste momento e não gosta de tomar anticoncepcional ou não quer usar outros métodos contraceptivos? O método mais seguro e indicado como prevenção imediata é a camisinha, porém você sabia que é possível homens e mulheres apresentarem alergia a preservativo?

É um tipo de alergia muito rara e poucos homens e mulheres apresentam os sintomas, mas os que sofrem com esse problema dificilmente conseguirão utilizar o preservativo no ato sexual sem maiores desconfortos durante e principalmente posterior à relação sexual. A alergia a preservativo não esta relacionada em si a camisinha e sim ao material utilizado para sua fabricação, o látex. O látex é utilizado desde 1980 na produção das camisinhas e foi escolhido como melhor material para evitar a contaminação de doenças sexualmente transmissíveis além de prevenir uma gravidez indesejada. Por se tratar de um material resistente e que estica são poucas as chances de não proteger o casal a não ser que mal colocado ou utilizado indevidamente. A alergia a preservativo é dividida em dois tipos de reação alérgica, a dermatite de contato e a de reação imediata.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel resolve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

A alergia a preservativo tipo 4 que ocasiona a dermatite de contato é aquela que ao ter acesso ao látex provoca coceira, ardor, vermelhidão podendo surgir algumas feridas e dor na genitália feminina e masculina. O desconforto pode ser durante a relação sexual ou ser notado posteriormente ao uso, deixando a área bem avermelhada e dolorida. O segundo tipo de alergia é o de quadro considerado mais grave é a de tipo 1 que ao ter contato com o material que causa alergia pode-se provocar rinite asmática e em casos mais graves até um choque anafilático. A reação alérgica a preservativo pode acontecer em torno de 5 minutos após o contato com o látex e as feridas causadas pela alergia até 60 minutos após, um hospital ou pronto atendimento deve ser procurado imediatamente.

O látex é utilizado na produção de diversos produtos principalmente os usados na área medica como luvas e outros matérias cirúrgicos, na área esportiva e também como parte de trabalho em alguns setores de empresas, por isso é recomendado se atentar aos sinais e reações após o uso do material. A alergia a preservativo é só um dos itens que pode constar na sua reação ao látex, então vale ficar atento.

Como Confirmar a Alergia a Preservativo? Existe Outra Opção?

A melhor forma de tirar a prova se tem a alergia a preservativo ou ao látex é realizando um exame de alergia completo. No caso de reação do tipo 4 que ocasiona a vermelhidão e dor no local, um medico pode identificar a alergia mesmo através de exame clinico e solicitar posteriormente para confirmação um exame complementar simples onde é colocado o produto em questão em contato direto com a pele para visualizar a reação. Em outro exame mais completo é feito um teste no sangue onde é verificado a dosagem de lge no sangue, ou melhor, como estão seus anticorpos.

Confirmada sua alergia a preservativo o seu medico pode aconselhar o uso de preservativos produzidos a base de poliuretano, como é o caso da camisinha feminina. Algumas pessoas acreditam não se tratar de um material tão resistente e confiável, mas se utilizado da forma recomendada é tão eficaz quanto à camisinha feita de látex. A camisinha feminina é feita de poliuretano e possui 17 centímetros, deve ser introduzida dentro da vagina a fim de proteger contra doenças sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada. O único problema com essas camisinhas é que é mais difícil de ser encontrada, ainda sendo poucas farmácias e drogarias a oferecer o preservativo com esse material.

Aproveitando o espaço quero contar uma novidade para nossas leitoras mamães, que pretendem ter outro bebê futuramente ou tem algum casal amigo que esteja tentando engravidar. Em parceria com a empresa Famivita, desenvolvemos alguns produtos que ajudam na fertilidade de homens e mulheres, entre eles vitaminas da fertilidade que potencializa a ovulação FamiFerti e no caso dos homens melhora a qualidade dos espermatozoides, o ViriFerti, assim como o teste de ovulação, teste de gravidez e o gel lubrificante FamiGel. Você pode adquiri-los aqui em nossa loja virtual.

Veja Também: Como Não Engravidar – Manual Para Não Tentantes

Foto: Allen Ferraz Lins