Para quem toma o anticoncepcional a fim de garantir que a gravidez não aconteça, é possível imaginar que uma falha qualquer na ingestão da medicação possa acarretar em uma gravidez algumas vezes indesejada. Isso é possível, claro, mas como engravidar tomando anticoncepcional corretamente ou com pequenos atrasos? Será possível que isso aconteça?

Vamos começar do ponto principal, como o anticoncepcional age no organismo. Os anticoncepcionais são pequenas doses hormonais que foram programadas para impedir a evolução natural do ciclo da mulher. Toda mulher com vida reprodutiva ativa, têm algumas mudanças hormonais ao decorrer dos dias.

Em principio a progesterona, dando prosseguimento ao GnRh, seguindo pelo FSH e então dando inicio ao estrogênio. Esse que por sua vez estimula e faz crescer os folículos que darão origem ao folículo dominante que será então, a ovulação em si. O anticoncepcional age impedindo esse ciclo. Se você tem um hormônio constante predominando a cena do ciclo ovulatório, terá uma constância hormonal e então anovulação como consequência.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Se a mulher tomar corretamente a pílula oral adequada para o seu organismo, tem 99,8% de proteção contra a gravidez. Então, se tem quase 100% de chances de proteção, como engravidar tomando anticoncepcional?

O problema está em dois pontos. O primeiro é a continuidade do tratamento com anticoncepcional. Se a mulher deixar de tomar por mais de 12 horas, pode deixar um buraco hormonal no seu organismo e acabar dando espaço para os demais hormônios entrarem em ação. Recomenda-se que a mulher tome o anticoncepcional esquecido imediatamente quando lembrar.

Este quadro se torna é mais perigoso quando se deixa de tomar no inicio da cartela de anticoncepcional pelo tempo de pausa que houve antes de retomar a cartela. A ovulação poderia ser estimulada após a pausa, pois, o organismo estaria mais suscetível pela falta anterior da medicação de 7 dias. No entanto, são episódios onde o anticoncepcional não é o adequado para o tipo de corpo dessa mulher, com baixa dosagem hormonal ou com o hormônio errado.

Quando logo após a ingestão do medicamento acontecer algum episódio de vômito (nos 30 minutos seguintes) recomenda-se que a mulher faça uma nova ingestão deste anticoncepcional. Em casos de diarréia são mais difíceis falhas da medicação, já que o organismo absorve quase que imediatamente a pílula anticoncepcional e no estômago e não no intestino, mas verifique junto ao seu médico o que fazer quando algo do gênero acontecer.

As grandes maiorias dos anticoncepcionais são à base de estrogênios ou estradiol. O que muda é se é puramente estradiol ou algum outro hormônio em conjunto como por exemplo o YAZ. Nele contém 3 mg de drospirenona e 0,02 mg de etinilestradiol como clatrato de etinilestradiol betaciclodextrina. Um monte de palavrão não é mesmo?

Por isso alguém que entenda bem seu organismo e desses hormônios deve indicar o ideal para você não correr risco de estar tomando uma dosagem muito baixa de anticoncepcional ou o tipo errado. Algumas vezes, o melhor para você é o anticoncepcional à base de progesterona. O tipo errado de contraceptivo pode sim resultar em gravidez, e na grande maioria dos casos não é este o intuito da mulher. Ela quer mesmo é ficar protegida contra uma gravidez indesejada.

Como Engravidar Tomando Anticoncepcional – Injetável

Os escapes frequentes podem ser indicativo de que a injeção não está funcionando como deveria. O anticoncepcional injetável é o que pode provocar mais problemas. Algumas mulheres não se dão com eles e terem escapes recorrentes. Assim como no anticoncepcional injetável, o escape pode ser indicativo de que alguma coisa está errada. Talvez não seja a droga ideal para o seu organismo.

Por isso se houver muitos escapes, pode acontecer uma janela fértil no ciclo e então, a mulher engravida. Estes fatos são mais comuns com uso de medicação injetável, assim como engravidar tomando anticoncepcional oral apenas esquecendo um dia ou dois.

Tomar o anticoncepcional injetável no dia errado também pode ocasionar uma facilidade maior para a ovulação. O prazo para retomar a contracepção muda de medicamento para medicamento, mas a grande maioria se inicia a primeira dose no 1º dia da menstruação e nos meses seguintes, no 8º dia do ciclo menstrual mesmo que não tenha mais sangue ou fluxo.

Algumas medicações acham seguro à ingestão até o 10º dia do ciclo, porém diminui em 50% a eficácia e então pode acontecer a gravidez. Atenção às injeções de 3 em 3 meses, essas são à base de progesterona e podem causar mais propensão a escapes e também gravidez. O segredo nestes casos é verificar se o seu organismo se dá melhor com a progesterona do que com os estrógenos e a indicação partir do seu médico ginecologista sempre observando o quadro da mulher.

Certa vez me perguntaram se tem como engravidar tomando anticoncepcional continuamente. Esse é um caso isolado, do mesmo tipo que a medicação que causa escapes, mas também não é um quadro com 100% de garantia. A contracepção acontece com eficácia se o seu organismo se adaptar adequadamente à medicação. Caso isso aconteça, tem igualmente 99,9% de proteção.

Devo lembrar que a ingestão de antibióticos pode cortar o efeito de qualquer dos contraceptivos hormonais e facilitar a ovulação. Por isso, se você precisou fazer algum tipo de medicação à base de antibióticos, o melhor mesmo é fazer uso de preservativo e evitar a todo custo coito interrompido, pois, esse pode sim resultar em gravidez mesmo que não haja ejaculação interna na mulher.

Como engravidar tomando anticoncepcional também pode ser uma duvida de quem está propensa a ceder ao chamado da natureza. Saiba que falhar pode acontecer, mas é mais garantido que a gravidez aconteça se deixar de tomar a medicação. Para tal, consulte seu medico para fazer da forma certa e sem sustos. Quem sabe também iniciar o uso do ácido fólico para evitar má formação dos óvulos e consequentemente do bebê.

Quero aproveitar o espaço e contar uma novidade para nossas leitoras mamães, que pretendem ter outro bebê futuramente ou tem algum casal amigo que esteja tentando engravidar. Em parceria com a empresa Famivita, desenvolvemos alguns produtos que ajudam na fertilidade de homens e mulheres, entre eles vitaminas da fertilidade que potencializa a ovulação FamiFerti e no caso dos homens melhora a qualidade dos espermatozoides, o ViriFerti, assim como o teste de ovulação, teste de gravidez e o gel lubrificante FamiGel. Você pode adquiri-los aqui em nossa loja virtual.

Veja também: Anticoncepcional Contínuo e Seus Benefícios

Foto: vicent.girbes, aldenchadwick