Ter um filho recém-nascido significa que muitas preocupações irão surgir. Não importa se é o seu primeiro bebê ou se você já teve outros, preocupações de todos os tipos tomam conta dos pais nesse período, principalmente relacionado ao sono do bebê. Dúvidas de como enrolar o bebê parar dormir melhor está na lista das principais.

Um exemplo disso é quando o bebê começa a apresentar problemas para dormir e isso começa a fugir do controle da mãe e do pai. Para aprender como enrolar o bebê para dormir melhor precisamos primeiramente entender o que está acontecendo, o que está gerando esse problema, como funciona o sono de um bebê e a importância disso para ele.

Como Funciona o Sono do Bebê?

Antes de mais nada, é importante sabermos como funciona o sono de um bebê e como isso vai se modificando ao longo de um curto período de tempo. Saber quais são os padrões e como eles se modificam faz com que os pais consigam compreender muitas vezes os problemas para dormir que o bebê tem apresentado, ou até mesmo cheguem a conclusão de que não são problemas tão graves assim.

É de conhecimento geral que os bebês não costumam seguir os horários que estamos acostumados para dormir e por isso acabam acordando em horários “inapropriados” muitas vezes. Acontece que eles não estão acostumados com o dia e a noite e pode demorar meses até que eles consigam entender esse ciclo de 24 horas, associando isso ao sono.

Além dos horários de sono não estarem regulados, há também as diferentes necessidades que um bebê possui. No início da vida, nós costumamos dormir mais do que na fase adulta e também passamos muito menos tempo no estágio de sono profundo, o que explica por que muitas vezes os bebês são facilmente acordados.

Causas da Dificuldade para Dormir em Bebês

Há uma série de fatores que podem explicar o porquê de um bebê estar com dificuldades para dormir. Antes de saber como enrolar o bebê para dormir melhor, é também importante entender quais são as dificuldades que ele possui e como isso o afeta nesse momento da vida. Alguns dos principais motivos são:

Vamos falar sobre cada um desses pontos separadamente para explicar melhor por que eles podem se tornar um problema para o sono do bebê.

Falta de Rotina

Além dos padrões de sono de um bebê serem diferentes dos nossos, ele também não tem noção de horários do dia. O sono de um bebê precisa ser controlado pelos pais para que ele tenha uma rotina e consiga desenvolver um padrão que vá, aos poucos se adaptando ao que estamos acostumados.

A falta de rotina pode fazer com que o bebê durma e acorda em qualquer horário ou que durma menos do que o necessário para ele. Estabelecer uma rotina é um dos maiores desafios dos pais nesse período e, aprender como enrolar o bebê para dormir melhor pode ser um fator importante nesse momento.

Dentição

Quando os dentes de um bebê estão crescendo é comum que os incômodos e as dores o façam ficar mais sensível, reclamando e chorando com mais facilidade. Mas apesar disso, o crescimento dos dentes raramente faz com que o sono seja afetado, ainda que em crianças muito sensíveis isso realmente acabe acontecendo.

O que pode acontecer é, como as crianças choram muito nesse período, os pais acabam a deixando mais tempo no colo ou com certas distrações para dormir, que acabam dificultando o momento de dormir sozinha.

Crescimento

Parecido com o que acontece com os dentes, o crescimento de um bebê também pode deixar a criança mais com mais dores e incômodos e, consequentemente, com mais dores. A diferença é que o crescimento acontece muitas vezes em surtos, um crescimento grande em um período curto, o que exige muito de diversas partes do corpo, inclusive do cérebro.

E exatamente por isso é mais comum que, com esses surtos de crescimento, os bebês tenham mais dificuldades para dormir. A boa notícia é que esses surtos passam e, se o bebê tem um sono regulado, ele provavelmente voltará a sua rotina.

Ansiedade da Separação

A ansiedade da separação é um fenômeno comum e que acontece com todos os bebês. É a época em que ele percebe que ele e o resto das coisas no mundo são coisas separadas. Que ele é uma unidade, que possui sentimentos e necessidades.

O início dessa percepção acaba trazendo certa angústia ao bebê, principalmente ao se separar da mãe. Apesar de parecer algo ruim, é uma fase muito normal e que exige paciência dos pais para conseguir fazer com que a criança durma sem a mãe ou o pai e que ela consiga voltar a ter sonos tranquilos mesmo assim.

Enrolando Com Cueiro de Bebê

Agora que entendemos como funciona o sono de um bebê e quais são as principais dificuldades que eles podem ter, podemos falar sobre como enrolar com um cueiro de bebê para dormir melhor.

Essa técnica envolve um pano popularmente conhecido como cueiro, que é um pano leve feito para enrolar os bebês. Isso funciona para que eles durmam melhor pois alivia o estresse e faz com que os bebês se sintam mais tranquilos e seguros.

Enrolar os bebês dessa forma como “charutinho” ou “casulinho” como é apelidada exige certos cuidados. O maior deles é estar atenta à posição do bebê. Só se deve o deixar enrolado para dormir quando ele está de barriga para cima. Não é recomendável deixar na posição de lado nem de bruços, pois isso aumenta o risco de morte súbita de um bebê.

Enrolar o bebê para dormir pode ser uma ótima técnica para fazer com que ele se acalme, independentemente do tipo de problema que ele está tendo para pegar no sono. É importante entendermos que muitas vezes esses problemas são apenas fases comuns e que exigem paciência e carinho dos pais para lidar com isso até que o bebê se acostume.

Ao mesmo tempo, existe a responsabilidade de lidar com uma rotina e fazer o filho ou filha se acostumar com os horários de sono.

Veja Também: O Que é Bruxismo Infantil?
Foto: pxhere