Decisão difícil né? Tradição antiga da igreja católica, “a entrega” de um filho a padrinhos escolhidos para a realização do batismo ocorre desde os tempos antigos. Porém o dilema de como escolher os padrinhos de batismo é e sempre será bem difícil e de grande responsabilidade. Talvez a decisão mais difícil que você irá tomar em relação ao seu filho.

batismo catolicoNormalmente a decisão é tomada em comum acordo do casal, onde são apontados os familiares mais próximos, amigos e pessoas com maior afinidade e que acreditam que o bom relacionamento e convivência permanecerão para sempre, além de claro visando à atenção e cuidados que serão dadas a criança. Ser padrinho de uma criança não deve ser só um status e sim uma responsabilidade de cuidar, amar, estar presente e serem como “segundos pais”. Independente de questões religiosas, a escolha de padrinhos é uma escolha muito seria e deve ser encarado com seriedade pelos pais e também pelos padrinhos quando dizem que aceitam apadrinhar aquela criança. Não é simplesmente participar do ritual de batismo, molhar a cabeça da criança, receber um certificado de batismo, tirar foto e tchau tchau. A responsabilidade de padrinhos vai muito além disso, é dar sequencia a vida da criança até a fase adulta, instruir, aconselhar e dar bons exemplos assim como seus pais.

Infelizmente nem sempre a escolha é acertada e como o futuro só a Deus pertence, muitos pais com o tempo podem vir a se arrepender de suas escolhas erradas. Por isso é bom parar para pensar, refletir em todas as situações e ver se realmente essa ligação é sólida o suficiente para entregar uma responsabilidade dessa a pessoa indicada e se com o tempo essa “afinidade” não terminará. Um bom exemplo é na escolha de um casal de namorados, onde o homem é amigo do casal e a mulher virou amiga em resultado deste relacionamento. E se esse namoro terminar?? A mulher irá continuar firme com sua responsabilidade de madrinha? Ou a afinidade e relacionamento terminarão junto de sua relação com o padrinho?? Por isso colocar na balança todas as questões inclusive a situação imaginando o futuro é sempre o melhor caminho!

O que é ser Madrinha?

batizado bebeSer madrinha é ser confiado um cargo de responsabilidade onde seu papel é tão importante quanto dos pais. É estar presente, participar do dia a dia da criança, assim como datas especiais e marcantes para o crescimento do afilhado. E quando isso não ocorre e a madrinha é ausente, a frustração é certa!! Inevitavelmente bate o arrependimento da escolha e ai, como conversar com a pessoa e informar de sua insatisfação? Amor é um sentimento que deve ser dado sem cobranças, sem exigências e dado espontaneamente. A boa madrinha conhece os gostos de seu afilhado, o que gosta de comer, de brincar e o que acha divertido. Para conhecer melhor seu afilhado, nada melhor que criar momentos particulares para estar e vivenciar situações com o pequeno seja um simples almoço ou um passeio ao parque. Momentos estes que são simples aos olhos de qualquer pessoa, mas pode fazer uma grande diferença no relacionamento além de registrar momentos inesquecíveis na memória da criança.

Ser estabelecido uma forma de educação da criança e a madrinha não só respeitar como manter o método utilizado faz toda a diferença no relacionamento de todos. Ser madrinha não significa que você deve mimar e fazer todos os gostos da criança, claro que agradar com presentes especiais e passeios divertidos é sempre aguardado ansiosamente pelos pequenos, mas não se deve estragar a criança e fazer tudo ao contrário do que os pais recomendam em casa. Ser uma boa madrinha é trabalhar em parceria com a mãe em relação a tudo da criança!! Ver a emoção nos olhos da madrinha e do padrinho ao presenciar os primeiros passos, com as primeiras palavras e com cada nova conquista, faz com que os pais tenham total certeza da escolha correta que fizeram e que não poderia ter confiado pessoa melhor a esta função. Ser padrinhos é amar o afilhado como se fosse seu filho e se dedicar de corpo e alma por essa vida que foi colocado em suas mãos.

Veja também: Chá de Apresentação – Modernizando o Primeiro Encontro

Foto: Acervo Pessoal TF