Dentre os milhares de cuidados que temos que ensinar as crianças e fazer que se tornem hábitos diários e de costume após cada refeição, a escovação dos dentes tem extrema importância para evitar a cárie dentária. Os cuidados devem ser iniciados mesmo quando bebês antes mesmo que os dentes de leite apareçam, fazendo que o bebê acostume com o hábito da higienização bucal.

A cárie é um dos problemas mais comuns do mundo e quando descoberto no início tem fácil tratamento e não oferece dor, ao contrário se deixar o problema se estender por muito tempo. As cáries dentárias são pequenos orifícios nos dentes causados pela ação de bactérias existentes na boca que agem na decomposição do dente. Os dentes são cobertos por uma camada de esmalte que tem por função proteger os dentes das ações externas e se por alguma razão é perdida essa proteção os dentes ficam expostos à ação dos germes. O ataque é feito em toda composição dentária iniciando-se com um pequeno furinho no dente e se não tratado a tempo pode chegar a destruir todo o dente, ocorrendo a perca do dente.

O que nem todas as pessoas sabem é que a cárie dentária é considerada uma doença e pior infecciosa e considerada transmissível, por isso todo o cuidado é pouco. O acúmulo de resíduos alimentares juntamente da saliva e das bactérias habitantes da boca formam placas nos dentes, mais comuns em ocorrer nos dentes molares traseiros e que se não retirados devidamente se tornarão tártaros, aonde ocorre à proliferação das bactérias responsáveis pelo surgimento da cárie. As placas encontradas no dente geram ácidos que dissolvem e danificam completamente o esmalte de proteção dos dentes. Esse acontecimento não costuma gerar dor ou sensibilidade aos dentes, exceto quando a cárie tenha já atingido os nervos internos ou o dente já esteja fraturado. Outro sintoma bem aparente da cárie dentária é o mau hálito e o inchaço na gengiva.

Cárie Dentária em Crianças

A cárie dentária em crianças ou cárie de mamadeira como é denominada nas crianças e bebês menores, é a cárie gerada em muitas das vezes pelo hábito do bebê ou criança dormir tomando mamadeira. A ingestão de líquidos açucarados neste momento faz que o açúcar se aloje nos dentes permitindo a invasão e proliferação de bactérias causadoras da cárie. Vale alertar que até mesmo o leite materno e as fórmulas que substituem possuem em sua composição açúcar.

A cárie em crianças pode gerar incômodos, dores e em alguns casos até a perda dos dentes que pode resultar além de toda a situação, constrangimento pela falta dos dentes ou danificação dos mesmos e afetar a autoestima conforme vão crescendo. Ao afetar a saúde dos dentes de leite, os dentes permanentes também podem ser afetados em alguns casos ocorrendo um mau posicionamento dos permanentes que nascerão totalmente tortos. Por isso quando descoberto, um dentista deve ser procurado para avaliação da situação e tratamento adequado o quanto antes.

A melhor forma de evitar a cárie em crianças é ensinar a ter bons hábitos de higiene e excluir de sua rotina tudo que possa atrapalhar esse hábito. Na hora de dormir, crie uma nova rotina descartando a ida da mamadeira ou do “tete” para a cama ou berço. Se gostar de tomar o leite que faça antes de deitar, escove os dentes devidamente e só depois vá dormir. Se o costume para dormir é a mamadeira, invés de líquidos açucarados ou o próprio leite puro introduza água que não oferece nenhum risco aos dentes. Para as crianças que tem o costume de passar o dia com a mamadeira e tomar todos os líquidos nela, também deve ser evitado.

Faça a higiene bucal a cada termino das refeições, mesmo que seja somente o consumo de um suco, chá ou refrigerante. No caso dos bebês faça a limpeza com a ajuda de uma fralda de pano umedecida ou gaze, ou com a ajuda de escovas dentais para bebê. Para as crianças maiores a higiene deve ser realizada com a escova de dentes com cerdas macias, pasta de dente apropriada e se o dentista achar necessário a complementação com flúor infantil. A saúde dos dentes dos nossos filhos dependem somente de nós e dos ensinamentos que damos a elas. Um bebê acostumado a fazer sua higiene bucal crescerá acostumado com essa rotina sem maiores transtornos e desgastes e levará esses hábitos ao longo de sua vida.

Veja também: Dentes de Leite – Quando Crescem e Quando Caem?

Foto: Alejandro Lopez, Adam Baker