O sonho de muitas mulheres é engravidar, ostentar uma barriga linda, grande e saudável. O problema é quando a infertilidade está presente na vida do casal. Muitas vezes infertilidade esta, que é sem motivo ou causa aparente e lidar com esta situação, se torna um problema. A infertilidade é um fardo para a mulher que deseja desesperadamente ficar grávida.

No início tudo parece ser muito difícil, lidar com a infertilidade não é algo fácil que já nascemos sabendo. Aliás, como todas as dificuldades na vida, a infertilidade parece nunca ter solução. Porém não é bem assim! Mulheres e até homens afetados pela infertilidade devem ter consciência que ela é em sua grande maioria felizmente é uma fase transitória. A infertilidade pode ser causada por diversos fatores em particular, doenças inesperadas e especificas daquela pessoa. Também pode ser causada por motivos externos como o uso de alguma substancia que faça com que a infertilidade se acentue em determinado momento da vida reprodutiva. O importante para ultrapassar as dificuldades desta fase é estar ciente de que nem tudo está perdido.

Normalmente os médicos dão cerca de um ano para que o casal engravide naturalmente. Quando este prazo é excedido, então deve-se levar em consideração uma possível infertilidade de uma das partes ou de ambas. Para isso é importante iniciar a investigação propondo exames simples e também os mais específicos como o espermograma para o homem e a histerosalpingografia e tantos outros para a mulher. Antes mesmo do término do primeiro ano de tentativas, é aconselhável que o casal faça alguns exames mais simples como os hormonais e a ultrassonografia por exemplo. Estes exames darão um diagnostico precoce caso haja alguma coisa errada com a parte hormonal ou no útero como alteração morfológica (útero bicorno) ou problemas mais severos como endometriose ou ovários policísticos.

O fato é que a onda de emoções que acompanham estes exames e esta fase pode ser demais para alguns casais ou para algumas mulheres. Nem sempre estamos preparados para ouvir um diagnóstico de infertilidade, seja ela com causa aparente ou não. Os altos e baixos são idênticos com os sentimentos de uma tentante que deseja muito engravidar. Por isso é importante manter a calma por mais difícil que seja neste momento. O sentimento de desistência e de impotência pode ter uma influência muito grande quando algum diagnóstico de infertilidade aparece. Muitos casais se desesperam e pensam que nunca serão pais biológicos, mas acreditem, se desesperar é a pior coisa que pode acontecer.

A calma deve ser mantida para que todos os outros procedimentos sejam feitos e se preciso for, procurar um especialista em fertilidade. Existem ótimos profissionais que ajudam muito, tanto no físico como no psicológico, pois eles estão preparados para lidar com casais que querem muito ter um bebê e enfrentam problemas. Diferente dos ginecologistas tradicionais que simplesmente passam os exames e podem dar um diagnóstico o qual não estaria ao seu alcance o tratamento adequado.

Psicológico e Fertilidade Andam de Mãos Dadas!

O real problema com fertilidade se torna ainda mais grave quando o psicológico da mulher ou do casal começa a ser abalado pela cobrança a si mesmo ou ao companheiro. Lidar com essa questão de culpa é relativamente complicado, pois a culpa pode se tornar um vilão de qualquer casal que queira engravidar. O importante é saber que ninguém tem problemas com a fertilidade porque quer e tão pouco é intencional. Se a gravidez não chega a culpa não é de nenhum dos dois, mas sim uma força maior atrapalhando que este momento finalmente aconteça.

A união do casal neste momento é fundamental para enfrentar a situação. O apoio mútuo é importante para conseguir transpor barreiras sejam elas quais forem até chegar à gravidez. Também manter um limite para as tentativas é importante para saber quando o casal ou a mulher está ultrapassando limites. Essas regras devem ser conversadas e estabelecidas entre homem e mulher para que não exceda os recursos físicos, emocionais e financeiros.

Quando um casal quer muito ter um bebê parece que o mundo ao redor resolve engravidar. Como é um momento delicado, se reservar de eventos que envolvam crianças e bebês pode resguardar e muito a quem tem problemas com a fertilidade. Deem-se o direito de não participar da festa de primeiro ano do filho do amigo, explique a situação e ele entenderá certamente. Aliás, contar sobre as tentativas é um ponto chave! Quando a cobrança familiar ou de amigos por um bebê se torna muito grande, expor os problemas com a fertilidade deve ser estudado. Assim as cobranças serão bem menores pois, os parentes e amigos saberão que é um assunto delicado e evitarão convidar para alguns eventos que podem magoar o casal tentante.

Lembre-se sempre, problemas com fertilidade não quer dizer que você é estéril! Procurar um bom profissional que te entenda e que saiba lidar com a situação fará toda a diferença. Mantenha-se cúmplice do seu companheiro(a) e enfrentem qualquer obstáculo juntos, isso certamente diminuirá a dor da espera!

Veja também: 5 Truques Para Engravidar – Uma Mãozinha à Natureza

Foto: Corie Howell