Todos sabem da necessidade de cuidados minuciosos com o bebê, principalmente quando esta relacionado a sua higiene. Banho, troca de fraldas, cuidado com as unhas, umbigo e como limpar o ouvido de bebês da forma adequada, você sabe?

O procedimento correto para limpar o ouvido de bebês deve ser feito de forma cuidadosa para não causar danos. O uso de cotonetes mesmo que os recomendados para bebês com a ponta diferenciada do convencional, não devem ser utilizadas neste primeiro período já que invés de limpar empurra ainda mais a cera expelida pelo próprio organismo e ainda podem atingir o tímpano. Opte pela limpeza com o auxilio da ponta da toalha, de uma fralda de pano macia ou gaze.

Após o banho, deite o bebê de lado de forma que a orelha fique para cima. Molhe a ponta da fralda ou gaze com agua morna e esprema para tirar o excesso de água. Passe delicadamente  por toda a região da orelha para retirar as sujeiras e cera de ouvido produzida, posteriormente seque com a outra ponta da toalha seca para tirar qualquer resíduo de água que tenha ficado.

Proteger as orelhas da entrada de água principalmente na hora do banho é fundamental para manter o bebê longe de infecções e dores de ouvido. Caso ocorra durante o procedimento do banho, vire a cabeça do bebê de um lado e do outro afim que toda a água acumulada escorra e seque de forma cuidadosa com uma toalha macia. Lembrando que jamais deve ser introduzido nenhum objeto para secar a parte interna do ouvido, pois pode ocasionar uma lesão no tímpano.

O que é a Cera de Ouvido e Quando se Preocupar?

A cera de ouvido ou cerume como é conhecido, ao contrário do que muitos imaginam não é simplesmente sujeira, mas sim uma substância natural produzida pelo corpo que mantem a saúde do ouvido.  A cera é a secreção das glândulas ceruminosas localizadas na região interna do ouvido, que tem por função manter hidratada e evitar a entrada de qualquer partícula prejudicial à saúde do ouvido, como poeira e outros tipos de sujeira.

A cera de ouvido tem por função também auxiliar na expulsão de restos de substâncias e demais detritos que possam ter entrado no canal auditivo, portanto a existência dela não é um problema, mas sim o acumulo e o excesso, por isso deve-se manter a higiene correta da área, sendo limpa de forma adequada.

O processo normal da cera de ouvido é de se acumular, ressecar e sair naturalmente pelo canal auditivo, por isso é considerado auto-limpante. Mas nem sempre esse processo é realizado, ocasionando o acumulo interno que em grande maioria dos casos é ocasionado pelo uso inadequado do cotonete que invés de retirar as secreções externas, acaba empurrando ainda mais a cera para dentro. Esse acumulo dentro do canal auditivo pode gerar alguns transtornos como:

  • Infecção e dor de ouvido
  • Coceira
  • Diminuição na capacidade auditiva
  • Zumbidos internos

Quando notado esse excesso de cera de ouvido não se deve tentar retirar sozinho em casa e sim procurar um otorrinolaringologista que avaliará o caso e se necessário efetuará uma lavagem para retirada da cera acumulada ou efetuara o procedimento com o auxilio de uma pinça, ambos são procedimentos indolores e bem rápidos.

Por isso a melhor forma de evitar o acumulo de cera de ouvido é efetuar a limpeza na parte externa com a ajuda de uma fralda, toalha ou gaze umedecida ou ate mesmo com o cotonete lembrando que não deve ser aprofundado para evitar maiores transtornos. O bebê e a criança desidratada tendem a produzir ainda mais cera de ouvido, por isso ofereça sempre muito liquido, mantendo-a bem hidratados.

Veja também: Como dar Banho em Recém-Nascido

Fotos: Jessica Merz, Oleg Sidorenko