O medo que ocorra complicações no parto acontece com todas as mulheres durante a gravidez, principalmente no início quando se acaba de descobrir a gestação.  O medo do desconhecido e do que pode ocorrer durante o parto, em relação à saúde não só da mamãe como do bebê é muitas das vezes motivo para tirar o sono da futura mamãe. Mas tudo pode ser tranquilizado através de uma boa conversa durante a consulta de pré-natal com o ginecologista de sua confiança, aproveite para tirar todas suas dúvidas.

Mesmo que a mulher tome todo cuidado recomendado pelo obstetra durante o período da gravidez , podem ocorrer divergências não esperadas durante o parto, mas no geral se a futura mamãe cuidar bem de sua saúde e fizer o possível para ter uma gestação saudável e tranquila, as chances de algo dar errado no seu parto serão minimas. Existem algumas complicações que podem ocorrer durante o parto que nem sempre são previstas, outras já por complicações na fase final da gestação já deixam os médicos responsáveis preparados para uma possível emergência, muitas das vezes é obrigado ate a fazer o parto de uma forma que não sonhava tudo pela saúde e vida da mãe do filho.

  • Parto prematuro: Uma das complicações que mais ocorrem é a de prematuridade, pois podem ocorrer por diversos motivos e complicações, também de forma natural quando a bolsa se rompe naturalmente. É considerado parto prematuro quando a gestante da à luz de 36 semanas, ocorrendo rompimento da bolsa (membrana cheia de liquido que envolve o bebê dentro da barriga). Antigamente se fazia o parto as pressas logo após o rompimento da bolsa, para que fosse evitado o contagio de infecções e acreditando que o bebê morreria. Hoje em dia, só é realizado o parto caso constatado que os pulmões do bebê já estão suficientemente maduros para nascer, caso contrario será indicado o recebimento intravenoso de líquidos e repouso absoluto da mamãe para poder aguardar o amadurecimento do pulmão do seu bebê.

  • Parto pós-maturidade:  O parto pós maturidade ou pós-termo como dizem é quando passa de 42 semanas, e ocasiona que a placenta perca sua funcionalidade na gravidez colocando o bebê em risco. Como é difícil determinar a semana exata da gestação, é difícil também determinar quando já esta “passando da hora”. Sendo assim a mulher deve ser examinada com precisão e o bebê examinado os batimentos cardíacos e movimentos, junto também da quantidade de liquido amniótico que tende a diminuir consideravelmente nas gestações pós-maturidade.

  • Hemorragia Uterina: Após o parto é natural ter um sangramento grande que ira durar alguns dias, mas pode ocorrer durante o parto uma sangramento maior que o normal, pois os vasos sanguíneos da mulher estão abertos devido ao desligamento da placenta. Quando o útero não contrai o suficiente para controlar o suficiente, a mulher pode ter uma hemorragia uterina grave e devera ser controlada imediatamente.

  • Pré-eclâmpsia:  A pré-eclâmpsia ocorre quando a pressão arterial da gestante eleva acima de 140/90 mmhg após as 20 semanas de gestação, fazendo que o obstetra responsável fique em alerta, pois a pré-eclâmpsia pode causar danos fatais tanto para a mamãe como para o bebê. A pré-eclâmpsia para ser diagnosticada deve ter além da elevação da pressão arterial, ter uma alteração superior na quantidade de proteína encontrada na urina e a gestante ter um ganho rápido de peso acima do recomendado. Segundo o ministério da Saúde, a hipertensão na gravidez é a principal responsável pelas mortes e complicações no parto e tem sua causa desconhecida ainda pela medicina.

Existem outros fatores que podem trazer complicações no parto como a embolia amniótica  que pode ocasionar paradas cardiorrespiratórias na mãe, ela ocorre quando o excremento do feto entra na corrente sanguínea da mãe causando uma alergia que pode ser fatal tanto para a mamãe quando para o bebê. No caso de desconforto anormal, dores de cabeça fortes e qualquer outro sintoma anormal durante a gravidez, procure seu medico.

Veja também: Diabetes Gestacional – Como diagnosticar e tratar

Foto:  SantaRosa OLD SKOOL