Para quem acabou de conhecer o Trocando Fraldas não sabe o quanto era maluca, louca mesmo quando levava uma vida de tentante. Fui uma tentante ansiosa e cheia de dúvidas e algumas vezes irresponsável com meus atos insanos. Engraçado de como a vida de tentante nos aprisiona de tal forma que nem conseguimos fazer, pensar ou respirar em outro ambiente que tentar ter um bebê seja um dos assuntos mais comentados! Eu torcia para alguma amiga falar comigo sobre gravidez, assim poderia despejar as minhas angustias e sentir que eu não estava sozinha nessa jornada de tentante.

Confesso que os porquês rondavam a minha cabeça, tanto quando a de quem ainda está na vida de tentante. A batalha e a espera para quem quer engravidar pode se tornar uma verdadeira tortura para algumas mulheres. Porém no final de tudo aprendi a transformar essa frustração em força para continuar os treinos e as inúmeras tentativas!

Alguma mágica ou milagre? Não queridas amigas, eu apenas aprendi que sofrer com antecedência só faz a caminhada e a vida de tentante pior. Já havia sofrido demais, além de que muitas meninas conseguem suportar. Por inúmeras vezes desistia de engravidar novamente. Houve épocas em que nem poderia ouvir falar no assunto e aqui para vocês eu abro meu coração: Chorava quando uma mulher próxima a mim dizia que estava esperando um bebê. Perguntava a Deus se aquilo era um castigo. O que eu fazia de errado que não conseguia engravidar?

A dor de saber que outras pessoas conseguiam engravidar e você ainda estava a espera da sua vez pode ser um absurdo, mas para quem está na vida de tentante sabe que ela existe e é perfeitamente compreensível. Quem não se pegou com uma pontinha de inveja da mais nova gestante? Eu confesso, foram inúmeras as vezes em que aconteceu comigo. Embora ficasse feliz por essa amiga que acabou de pegar o seu positivo, mas sou humana! A gente se sente magoada, ferida mesmo… Mas sabe, essa sensação passa, confie em mim.

Vida de tentante não é fácil

Embora fizesse tudo certinho, deixasse os exames em dia, o positivo parecia não chegar nunca. O tempo passava cruel e rapidamente levando um pouco das minhas esperanças da vida de tentante com ele. A frustração e dor chegaram a ser tamanhas que nem para o computador eu olhava mais, pois era nele que estava a maior parte dos meus controles de fertilidade.
vida de tentante a dor da espera 1

Mas superei tudo isso e não foi fácil, mas acho que aguentar os negativos me fortaleceu de tal forma que não me afetavam tanto como inicialmente. Antes de me calejar com negativos seguidos eu sangrava. A ferida era profunda demais mas cicatrizou. Por maior que fosse a dor de ainda não ter chegado a minha hora. Meu momento de gerar um bebê não chegava mas a dor sempre passava, de uma forma ou outra mas passava. A dor se transformava em esperança para um novo recomeço.

A espera me consumia a cada ciclo negativo e esperar se tornou uma rotina para mim. Saber que havia mais mulheres nessa situação me ajudava a contornar um pouco da ansiedade que eu tinha, porém os testes sempre estavam presentes na minha vida. Em meio a tantas frustrações me reconfortava em queridas amigas que me davam apoio.A coisa foi indo, indo, indo e ficou natural, a angustia já não era tão grande e ai um belo dia como se fosse um passe de mágica o positivo chegou! Chegou cheio de dores, cólicas e incertezas. Era a minha vez, eu estava esperando um bebê! Tenho certeza de que muitas meninas se sentiram como eu me sentia antes, vontade louca de estar no lugar da outra. Em respeito a minhas amigas tentantes me segurei muito para minha gravidez não parecer uma afronta a elas, afinal era assim que eu me sentia quando ainda estava na vida de tentante e outra aparecia com seu teste positivo.

Mas a vida de tentante não eram só sentimentos negativos! Apesar da dor da espera foi muito bom conhecer pessoas e fazer amizades que perduram até hoje. Foi através do sofrimento que descobri verdadeiras amigas que me acolheram como membro da família e sem tudo o que eu passei não existiria esse espaço que serve para ajudar tantas meninas que têm as mesmas duvidas que tinha. Lidar com a dor da espera nem sempre é fácil, mas tente transformar a frustração de um negativo em um impulso para que novos ciclos aconteçam com mais esperança. Nem sempre é fácil, mas eu compreendo perfeitamente. Não há mágica nem truque para passar essa fase de tentante ilesa, mas existe a fé e essa nunca deve sair de cena. Fico feliz em poder ajudar as amigas tentantes e saibam que não estão sozinhas. Contem sempre comigo!

Veja também: Peripércias de uma master tentante  e Ansiedade de Tentante – O Que Fazer Com Ela no Momento de Ser Mãe?

Foto: Mitya Ku via