Cordão Umbilical e Umbigo do Bebê – Sua Função Dentro do Útero

Sempre que nascia algum bebê aqui ao redor, chamavam minha mãe para ajudar a “curar” o umbigo e eu claro, como sempre amei bebês recém-nascidos ia atrás! Rs Via minha mãe curando com esparadrapo, gaze, faixas, moedas em caso de hérnia umbilical, mertiolate etc, acho que é coisa do tempo dos meus avós e a forma que curavam o umbigo antigamente. Então quando tive a primeira experiência com o umbigo de um filho foi assim, digamos diferente sabe porque? Porque eu não sabia como fazer! Era tão novo, curar umbigo agora era mais simples e mais complicado ao mesmo tempo.

Mas afinal para que serve mesmo o cordão umbilical? Apesar da era da internet e informação existem muitas pessoas não sabem que o cordão umbilical além de levar nutrientes para o bebê, também leva oxigênio! Sim por isso não tem problema quando o bebê nasce e ainda não respira de imediato, se estiver conectado ainda ao cordão, não tem perigo. Bom, a placenta é formada junto com o bebê na fecundação, quando acontece a nidação o zigoto se divide em duas partes e aí uma delas vira a placenta e a outra parte das células se tornam um bebê. Essa placenta fornece oxigênio, nutrientes e tudo o que o bebê precisa para crescer e tudo isso é passado para o bebê através do cordão umbilical. O umbigo do bebê é cortado no nascimento e 2 dedos acima do umbigo, com o tempo ele seca e cai dando origem ao umbigo propriamente dito.

Na maternidade e no nascimento é preciso tomar alguns cuidados para que o cordão umbilical não seja fonte de uma infecção ou hemorragia, por isso é preciso que se amarre ou pince o cordão antes de cortar, para que não haja nenhum risco para o bebê e para a mamãe. Os médicos usam a pinça, e logo após é colocado um clip apropriado no cotoco do cordão umbilical que ainda está ligado ao bebê. A criança não sente nada ao cortar, apesar de estar ligado ao corpo, não tem terminações nervosas então não precisa ter dó rs. A partir desse momento é preciso tratar de que ele seque e caia. Mas há casos como da Joana e da Melissa em que o cordão demorou além do esperado para cair. O normal é de 4 a 10 dias. O cordão da Joana levou 22 dias! Sim e ainda porque levei ao pediatra para ajudar. Da Melissa demorou cerca de 16 dias, mesmo já sabendo curar.

Para que o umbigo do bebê caia é preciso passar álcool 70% em todas as trocas de fralda, o álcool seca o cordão e ai ele vai soltando sozinho da pele. Deve-se deixar o cotonete e o álcool sempre á mão para facilitar. Limpe por toda a base do umbigo e também pela extensão. Há quem prefira fazer esse processo com gaze, mas acho que com o cotonete é igualmente eficaz. Aqueles cuidados que tinham até pouco tempo como moedas e etc não são mais necessários.

Caso o umbigo do bebê demore mais tempo para cair, é aconselhável levar ao pediatra para avaliação e orientação, mas normalmente eles passam nitrato de prata. É um bastão que “queima” o umbigo, então tem que ser usado com muito cuidado para não machucar o bebê. É seguro e fácil de usar, apenas tome a precaução de colocar algo por cima do cordão pois ele pode manchar as roupas. Outra dica é limpar muito bem por baixo do umbigo caso ele ainda tenha o clip da maternidade. A Melissa veio com ele do hospital e a parte de baixo não secava completamente mesmo passando o álcool e foi preciso usar o nitrato de prata. Não tenha medo, cuidar do umbigo do bebê é muito fácil e se ainda tiver duvidas, basta deixar aqui nos comentários que talvez eu possa ajudar!

Bjus e até a próxima!

Veja também: Cólicas em Bebê! O que Fazer?

Foto: Chris Pawluk