A presença do corrimento branco no decorrer da vida feminina é considerada um fator comum e um tanto quanto natural. Já que a genitália feminina é muito sensível e também faz conexão com praticamente todo funcionamento e saúde do corpo. Porém, é necessário ficar atento a outros sinais que podem indicar que algum problema esteja ocorrendo.

Corrimentos com coloração esverdeada ou de cor amarela, e com forte odor ou simplesmente com o cheiro diferente do normal, podem indicar a presença de alguma bactéria ou infecção e merecem atenção e cuidados médicos.

O que é Corrimento Branco?

O corrimento branco que possui o nome cientifico de leucorreia, é considerado um fator natural do corpo feminino. É através da sua textura que pode ser pastoso, transparente, líquido, gelatinoso ou elástico, além do cheiro e da intensidade da cor que será indicativo da causa.

Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! Conheça minha história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida após 4 anos!
"Após 4 anos encontrei a solução e engravidei! No vídeo conto a história e meu segredo." (Alyne, grávida de 4 meses)
Assistir agora!
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo
Dra. Andrea: Engravidar com FamiGel
"Secura vaginal complica a vida de quem quer engravidar. FamiGel solve esse problema" (Dra. Andrea Gomes - Ginecologista e Obstetra)
Saiba mais no vídeo

Nem sempre sua presença vem acompanhada de alguma infecção ou doença e sua presença pode ser somente um demonstrativo que seu sistema reprodutor está em perfeito funcionamento, assim como o PH vaginal está bem equilibrado. Aliás, a presença do corrimento branco, sem cheiro se trata da secreção vaginal fisiológica, que é totalmente natural, saudável e não tem ligação com infecções.

Menina com Corrimento Branco

Se tratando de um fator natural do corpo feminino, é muito comum mães ficarem preocupadas e procurarem um médico com a ocorrência do corrimento branco em meninas, em alguns casos, ainda muito novas. Mas na verdade, o corrimento branco pode acontecer como indicativo que a puberdade está próxima.

Nesses casos, a presença do corrimento branco pode começar a aparecer até 1 ano antes da primeira menstruação, a menarca. Então, no caso da presença desse corrimento, sem forte odor ou sintomas como coceiras, fiquei tranquila que é só sinal que o corpo da sua mocinha está se transformando e se preparando para a próxima fase.

Principais Causas do Corrimento Branco

Como já citamos, o corrimento branco se refere a um processo natural do corpo feminino, mas também pode indicar a presença de infecções, quando acompanhado de sintomas incômodos como coceira, ardência, forte odor e inchaço local. Vamos listar quais as outras principais causas da presença desse corrimento, além do natural do corpo feminino.

  • Vaginose bacteriana;
  • Candidíase Vaginal;

Vaginose Bacteriana

A vaginose bacteriana é uma das principais causas do corrimento branco no decorrer da vida feminina. Com aspecto pastoso, parecido com um leite coalhado, pode ter coloração acinzentada, branca ou amarelada. Sua presença pode provocar forte coceira, ardência, e um forte cheiro, muito desagradável que lembra o odor de peixe podre.

Sua causa é o descontrole da flora vaginal, o que permite a proliferação da bactéria Gardnerella Vaginallis, que provoca todos esses sintomas incômodos. Seu tratamento é basicamente fácil, porém, deve ser feito de forma rigorosa para ser curado de forma eficaz. O uso de antibiótico é indispensável e pode ser utilizado em forma de creme ou pomada ou em comprimidos para uso oral.

O tratamento deve ser realizado por 7 dias ou seguir outras orientações do seu médico. O tratamento não pode ser interrompido mesmo com o desaparecimento dos sintomas e durante os dias de tratamento, evitar relações sexuais ou utilizar preservativo.

A melhor forma de evitar o corrimento branco da vaginose bacteriana, é evitar o uso de duchas vaginais, sempre utilizar preservativo, evitar o uso de sabonetes íntimos, gels lubrificantes com sabores e fragrâncias e perfumes na área genital. A visita regular ao ginecologista além dos exames de rotina também auxilia a manter a saúde intima sempre em dia.

Candidíase Vaginal

Muito conhecida pelas mulheres devido ao seu forte odor bem característico e muito temida pelos sintomas tão incômodos, a candidíase vaginal também é uma das principais causas da presença de corrimento branco. Considerada pelos ginecologistas como uma infecção comum, por se tratar de um fungo existente na flora vaginal, mas que tem sua proliferação descontrolada por alguns fatores.

Como se trata de um descontrole, pessoas com imunidade mais baixa podem sofrer com a candidíase vaginal com maior frequência, como é o caso de gestantes ou mulheres em tratamentos com medicamentos que fazem sua imunidade baixar. Mas também ocorrem com grande frequência em mulheres com maus hábitos na higiene intima, que facilitam o crescimento e proliferação desses fungos.
A candidíase não é considerada uma doença sexualmente transmissível, mas pode ser passada para seu parceiro durante o ato sexual. Por isso, quando constatada, o tratamento deve ser realizado para ambos, garantindo a eficácia do tratamento.

O tratamento da candidíase vaginal é realizado a base de pomadas antifúngicas, comprimidos antifúngicos para uso oral ou vaginal, além do comprimido ser indicado para ser ingerido pelo parceiro sexual. O tratamento tem duração de em média 15 dias e durante esse período as relações sexuais devem ser evitadas ou usar o preservativo. São cuidados essências que irão garantir a eficácia do tratamento.

Caso a mulher tenha um histórico de candidíase recorrente, o ginecologista poderá indicar um tratamento mais prolongado. Nestes casos, é necessário a ingestão ou uso vaginal de 1 comprimido antifúngico por semana por 6 meses. O tratamento por meio vaginal oferece uma eficácia maior, com desaparecimento dos sintomas mais rápidos. Mas isso não significa que o tratamento deve ser suspenso. Caso o tratamento não seja realizado da forma indicada pelo ginecologista, a candidíase vaginal retorna.

A melhor forma de evitar o corrimento branco da candidíase vaginal é manter uma dieta balanceada, manter uma boa higiene intima, de preferência utilizar calcinhas de algodão, evitar ficar muito tempo com biquíni molhado e utilizar preservativo em todas as relações sexuais. Como já citamos, alguns tratamentos médicos e uso de medicamentos podem baixar a imunidade da mulher, aumentando as possibilidades do aparecimento da candidíase. Neste caso, converse com seu ginecologista como se prevenir.

Corrimento Branco Pode Ser Gravidez?

Essa é uma dúvida muito comum entre as tentantes, se o corrimento branco pode ser indicação de gravidez. E a resposta é SIM, em partes. Em partes, porque na verdade as mulheres confundem muito corrimento branco com muco, que é o que pode ser indicativo de gravidez.

A presença desse muco, confundido com corrimento branco pode significar que seu organismo está funcionando como deveria e você ovulou. Se ele continua por um período e ocorrer em abundancia, em alguns casos até com a sensação de “escorrer” ou molhar a roupa até constatar o atraso menstrual, pode ser gravidez. Esse aumento na produção do muco, ocorre devido ao aumento na produção da progesterona.

Então caso está notando a presença desse muco com aparência de uma pomada em grande quantidade, não sente sintomas incômodos como coceira, ardência e já está com atraso menstrual, você tem fortes chances de fazer um teste de gravidez e dar positivo!

Higiene Intima Feminina – O que Fazer e o Que não Fazer?

Após lermos sobre todas as questões que provocam o aparecimento do corrimento branco, concluímos sobre a necessidade indispensável de uma higiene intima impecável. Mas, algumas mulheres acabam exagerando na higienização e acabam causando um efeito contrário, invés de ajudar, acabam prejudicando a saúde intima. Por isso, vamos listar o que é indicado e saudável para higiene da vagina e o que não é recomendado fazer.

A área vaginal possui sua própria proteção natural e com ela, existem milhares de bactérias consideradas benéficas que formam e controlam a flora vaginal, equilibrando o PH da área. Obviamente, a higiene adequada se faz necessária para manter os fungos e bactérias malfeitores bem longe da região, mas é necessário saber o que usar e como realizar essa higiene.

A higiene intima é rotineira assim como escovar os dentes, mas não é tão simples assim! Atualmente nos mercados existem uma infinita linha de produtos para higiene intima, entre sabonetes, perfumes, lenços umedecidos. Mas a pergunta é: até onde isso é saudável para a saúde vaginal?

  • Sabonete íntimo – Encontramos muitos sabonetes líquidos para a área intima. Solicite ao seu ginecologista qual o mais indicado. Evite o uso de sabonetes íntimos com fragrância e de preferência aos hipoalergênico. Seu uso é bom, mas não é um item indispensável. A higiene pode ser realizada com sabonetes em barra convencionais, desde que da forma adequada.
  • Exagero na higiene – Muitas mulheres acreditam que uma boa higiene intima, é aquela realizada várias vezes por dia e que é necessário “lavar por dentro” e até fazer duchinha para ficar completo. Mas especialistas afirmam, que esse excesso na higiene provoca a retirada da proteção natural da vagina, aumentando as possibilidades do surgimento de bactérias e infecções.
  • Lenço Umedecido – O uso de lenços umedecidos na higienização pode ser realizada em casos isolados, como durante um passeio, em uma viagem. O seu uso diário, pode descontrolar a acidez local e retirar a proteção vaginal.
  • Lavagem com Vinagre – Não é recomendado o uso de vinagre para lavagem intima, exceto sob recomendação medica.

A higiene intima adequada, deve ser feita em torno de 2 vezes ao dia, mais do que isso não é necessário. A limpeza deve ser feita somente com agua e sabão e ser utilizado de preferência calcinhas de algodão que permitem a melhor respiração da área.

Foto: Canon EOS 5D Mark II