Não espere até que seu filho comece a engatinhar para pensar em proteger a sua casa à prova de bebês. A chance de ele começar a se mover quase da noite para o dia te pegará despreparada, portanto é preciso pensar nos cuidados na casa após a chegada do bebê.

O truque para se adequar a segurança do bebê, não é supor que seu filho vê tudo da mesma maneira que você. Ele está lidando em um nível de piso totalmente diferente.

Para realmente fazer um balanço dos perigos existentes, e realizar os cuidados na casa após a chegada do bebê, então, você tem que fazer um passeio rastejante. Após esse passeio, na visão do bebê é possível descobrir os riscos domésticos mais comuns e removê-los do caminho do seu filho. Veja alguns deles:

Principais Riscos na Casa Para o Bebê

Banheira – Nunca deixe o bebê sozinho na banheira, nem por um minuto. Ele pode se afogar em apenas 3 centímetros de água. Para evitar queimaduras, use um termômetro para água, ou verifique a temperatura com o antebraço. Se preferir use redinha dentro da banheira para ajudar a evitar que o seu filho escorregue.

Armários – Os bebês podem fazer estragos e se colocar em perigo, explorando armários, especialmente os da cozinha e do banheiro. Coloque todos os produtos potencialmente tóxicos e objetos pontiagudos em armários trancados. Melhor ainda, compre travas de segurança para crianças para todos os armários da sua casa, independentemente do que elas contenham.

Berços – Um dos itens que precisa de maior atenção quanto aos cuidados na casa após a chegada do bebê. Assim que o bebê começar a se levantar, é importante mover o colchão do berço para sua posição mais baixa e retirar todos os objetos (incluindo móbiles, brinquedos de berço, almofadas de protetores) que ele possa subir para sair do berço.

Cortinas e persianas – Estes representam um perigo de estrangulamento, uma vez que os bebês podem ficar enroscados nelas. Amarre-as fora do alcance do bebê.

Gavetas – Mantenha-as fechadas para que o bebê não possa alcançá-las e puxá-las para fora sobre si.

Cabos elétricos – Os bebês podem mastigar cabos e fios ou puxá-los, derrubando lâmpadas ou outros objetos pesados em suas cabeças. Retire todos os cabos fora do alcance do seu filho.

Tomadas elétricas – Dentre os cuidados na casa após a chegada do bebê, esse é um dos mais importantes. Os bebês podem levar um choque, enfiando os dedos (que podem estar molhados pela saliva) ou objetos em tomadas elétricas. A menos que elas estejam atrás de móveis pesados ou altos e inacessíveis ao pequeno, feche-os com plugues de segurança ou com tampas de segurança que se fecham quando a tomada não estiver em uso.

Pavimentação – Certifique-se de que os tapetes estejam presos por um revestimento antiderrapante e repare as peças soltas como o carpete para evitar tropeções.

Mobília – Prateleiras de parede instáveis, armários, estantes de livros ou mesas podem tombar em bebês que tentam subir sobre eles. Portanto, dentre os cuidados na casa após a chegada do bebê deve-se consertar a mobília instável ou prender peças suspeitas na parede.

Como Prevenir Acidentes?

Algumas medidas nos cuidados na casa após a chegada do bebê devem ser tomadas na prevenção de acidentes:

Latas de lixo – As latas contendo lixo, especialmente aquelas na cozinha, fascinam os bebês, mas estão cheias de riscos potenciais, desde tampas de latas afiadas até ossos de galinha e sacos de plástico. Mantenha o lixo dentro de um armário fechado ou em um balcão alto, ou use um balde que tenha um mecanismo de travamento seguro.

Plantas de casa – Algumas são venenosas; se forem colocados no chão ou em uma mesa baixa, eles podem tombar sobre um bebê curioso que puxa as folhas. Mantenha-os fora de alcance, por exemplo, suspendendo-os do teto em cabides de plantas.

Enfeites e Bugigangas – Objetos pequenos trazem riscos de asfixia; as pesadas podem ser puxadas e cair em um bebê. Coloque-as fora de seu alcance em uma estante alta.

Comida dos animais de estimação – Tire os potinhos de comida do cachorro e gato do chão e coloque fora do alcance do seu filho que engatinha quando eles não estiverem em uso. E quando seu animal de estimação estiver comendo, leve o bebê para outra área da casa, para que ele não se junte ao seu amigo para o jantar. Além disso, encontre um lugar para a “caixinha” do gato que seja inacessível para o seu filho, e posicione os aquários fora do alcance e sobre uma estrutura robusta que um alpinista curioso não tombe.

Pequenos eletrodomésticos – Dentre os cuidados na casa após a chegada do bebê é recomendável nunca posicionar a cadeira de alimentação ao alcance de utensílios de cozinha ou de seus cabos. No banheiro, desligue e guarde o secador de cabelo, a máquina de barbear, babyliss e prancha. Mesmo quando desligados, os eletrodomésticos podem dar choque se ainda estiverem ligados na tomada.

Mesas com quinas – Os bebês podem bater nos cantos pontiagudos das mesas de centro, mesas de canto e armários. Cubra essas bordas com protetores ou proteções acolchoadas para proteger a cabeça do seu pequeno curioso.

Escadas – Evite que o bebê desça pelas escadas fechando-as com portões de segurança na parte superior e inferior da escada.

Fogão – Se for possível, cozinhe apenas nos queimadores traseiros, pois as panelas colocadas nos queimadores dianteiros – e seu conteúdo escaldante – podem tombar sobre uma criança desavisada. Outros cuidados na casa após a chegada do bebê são, a compra de tampas de botões ou a remoção dos mesmos do fogão quando não estiverem em uso, além de adicionar um protetor de fogão para evitar que os líquidos espirrem.

Toalhas de mesa – Os bebês gostam de puxar as toalhas de mesa, puxando pratos de vidro, copos e facas afiadas. Use jogo americano em vez disso.

Banheiros – Os bebês ficam intrigados com os banheiros, uma olhada curiosa no vaso sanitário poderá fazer com que eles caiam de cabeça. Mantenha a porta do banheiro fechada ou compre uma trava que impeça o seu filho de abrir a tampa quando a sua curiosidade tomar conta.

Janelas – Os bebês podem subir nos móveis e cair pelas janelas abertas (mesmo com telas no lugar). Depois de observar a mamãe ou o papai, eles podem até mesmo abrir as janelas. Instale os protetores de janela ou fixe as janelas para que não possam ser abertas mais de 10 centímetros. Mova todos os móveis de “escalada” em potencial para longe das janelas.

Cuidados na casa após a chegada do bebê não são suficientes, no entanto, é preciso praticar a vigilância constante para manter o bebê seguro. Nunca deixe seu bebê sozinho nem por um minuto, a menos que ele esteja em seu berço ou cercadinho.

Fique alerta na cozinha e no banheiro, que são locais privilegiados para acidentes. É possível considerar a instalação de uma trava na parte externa da porta do banheiro – que contém muitos itens perigosos e tentadores, como cosméticos, spray de cabelo, esmalte de unhas e remédios – para que ele possa ser mantido trancado quando não estiver em uso.

Para que os cuidados na casa após a chegada do bebê sejam mais eficientes, redobre a atenção durante momentos estressantes do dia, como a hora do jantar, quando os acidentes são mais comuns.

Telefones de Emergência

Mantenha números de emergência, incluindo o do centro de intoxicações local, colocados perto do telefone em um local visível. Uma vez que você comece a prestar maior atenção a todos os perigos em casa, notará coisas que provavelmente nunca havia pensado que oferecesse perigo antes.

Depois de ter feito sua casa segura e se conscientizado dos riscos para o seu filho, é importante apenas relaxar e deixar o pequeno explorar. Somente ao receber a liberdade para investigar o que está ao seu redor, o bebê pode realmente aprender e crescer.

Veja Também: Andador Para Bebês Faz Mal?
Fotos: Your Best Digs