É com muito orgulho que apresento o primeiro texto de muitos da minha amiga e colaboradora Queli! Aproveitem as dicas que vão ser muito úteis certamente!

Desde a descoberta da gravidez, os pais (e principalmente a mãe!) cria tantas expectativas, medos e dúvidas que falta entrar em parafusos. Isso é muito normal, pois as novidades são muitas e os nove meses passam rápido demais, mas o que importa é que há tempo suficiente para aprender, reaprender e criar muito nesse período e depois do nascimento também!

São muitos os temas relevantes sobre gestação, mas hoje vou falar sobre um tema muito empolgante: o quarto do bebê! As grávidas sempre compram revistas e mais revistas de decoração, visitam sites e trocam informações em fóruns e sites de relacionamento, ou seja, há farto material sobre o assunto, principalmente quando se trata de quartos luxuosos e super decorados. Então resolvi dissertar sobre o quarto de bebê em sua simplicidade, em sua essência.

A primeira coisa em que se deve pensar é no tema, e isso geralmente se pensa depois que se descobre o sexo do bebê. Aqueles que desejam a surpresa na hora do nascimento devem considerar temas unissex, que sirvam tanto para meninas quanto para meninos. O tema, em geral, relaciona-se com o meio infantil, com desenhos ou personagens infantis. Mas nada impede que os pais escolham temas mais ousados como rock, motocicletas, viagens/países, enfim, vai do gosto do casal e o que importa é empolgar-se, envolver-se, emocionar-se com o tema escolhido.

Em todo o caso, seja qual for o tema escolhido, as cores é o que mais importa. Explico: o quarto do bebê será o cantinho mais importante da casa, deve ser bem iluminado, aconchegante, claro, fácil de limpar e arejado. Nesse caso, as cores escolhidas são muito importantes. Pensem: por que a maioria dos berço, cômodas e armários infantis são brancos? Tem uma razão lógica para isso: porque trazem paz, calma, harmonia e combinam com qualquer outra cor!

Claro que os móveis podem ser de outra cor! Nada impede. Mas que as cores claras devem predominar nos móveis e paredes isso é primordial!Caso opte por decorar o quarto do bebê com cores mais fortes e vibrantes, escolha um cor clara para ser predominante e uma cor escura para ser a secundária. Ou seja, você poderá usar azul marinho ou até preto, mas sempre combinando com cores claras como branco, creme, enfim, uma cor clara, para não deixar o quarto do bebê sobrecarregado.

Falando em cores, ouse, inove. Não precisa ficar só no rosa e lilás para as meninas e azul e verde para os meninos. A não ser que sejam cores da sua preferência, claro! Mas pense também em cores como vermelho, laranjado, marrom, violeta, verde musgo, grafite, azul marinho e outras cores fortes ou mesmo claras, mas não tão comuns, sempre usando estas cores fortes secundariamente, sendo as cores predominantes mais claras, como o branco, marfim, gelo ou creme.

Opte por móveis com rodinhas para facilitar a limpeza e quanto menos objetos de decoração menos coisas para acumular poeira não é mesmo? Usar papel de parede também é uma boa opção, pois facilita a limpeza, é fácil aplicar e você pode trocar facilmente quando enjoar da decoração.

Quanto à iluminação, uma boa dica é usar abajur ou mesmo (e eu prefiro!) usar interruptor com controle de intensidade de luz, chamados de dimmer. Sei que parece bobagem, mas é importante falar, o quarto do bebê deve ter um janela que permita a passagem de luz natural e o arejamento natural. Quanto aos brinquedos, eu só alerto para os famosos móbiles, pois são lindos e chamam mesmo a atenção dos bebês, mas se estiverem posicionados de maneira incorreta podem afetar (SIM!) os olhinhos dos pequenos. Então, se optar por pendurar um móbile no quarto do bebê, certifique-se que a posição em que a criança ficará no berço permita que ele veja o brinquedo na sua linha dos olhos e não precise virar os olhos para visualizar o móbile.

Outra coisa importante no quarto do bebê são as cortinas ou persianas, que devem ser de fácil limpeza e não acumulem poeira facilmente. Enfim, o quarto do bebê, seja da princesinha, seja do principezinho, deve ser sempre planejado com amor e primando pelo conforto, bem estar e praticidade, pois a vida, após a chegada do bebê, se torna bem agitada e o tempo fica um pouco escasso.

Veja também: Chá de Bebê – Como Organizar?

Fotos: freeflight046, Kevin Conor Keller