No pós-parto existem desconfortos e dores que fazem parte do período de recuperação. Dor de cabeça, fisgadas nas costas e incômodo ao manter relações sexuais são apenas alguns incômodos comuns após a cirurgia do parto.

Junto com a emoção que embala os corações das mamães e a alegria de finalmente levar o bebê para casa e curtir esse momento delicioso, vem a tona desconfortos que embora sejam comuns é importante identificar o que é natural no momento de uma pós-cesárea, por exemplo, e casos que merecem atenção médica.

Dor nas Costas Após o Parto

O desconforto lombar é absolutamente natural após a mãe dar a luz. Assim que inicia a gravidez o corpo da mulher sofre drásticas mudanças para adaptar o bebê no útero, a coluna está entre as regiões mais afetadas.

O aumento do tamanho do abdômen desloca diretamente a lombar durante a gestação, isso explica porque muitas mulheres se queixam de dores nas costas no pós-parto.

Essa condição pode ser amenizada com um bom preparo físico antes ou ao decorrer da gestação, pois a partir do nascimento a mãe necessitará suportar o peso do bebê, dar banho e levantá-lo do berço. Exercícios para correção da postura são também recomendados para essa nova etapa.

O peso adquirido na gravidez interfere bastante na saúde lombar da mãe, recomenda-se o ganho de nove a doze quilos no máximo. Quanto mais peso a gestante ganhou na gravidez, maiores são as chances de desenvolver problemas lombares no pós-parto.

Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!
Grávida 4 anos depois do 1°!
"Lutei quase 4 anos para engravidar de novo! Saiba o que mudou a minha história." (Alyne, grávida de 4 meses)
Saiba mais!

Dor de Cabeça no Pós-Parto: Quando Devo Me Preocupar?

Esse sintoma surge decorrente da anestesia, considerado entre os efeitos colaterais. Fortes dores de cabeça ou cefaleia ocorrem também em casos de pré-eclâmpsia, complicação relacionada à pressão arterial que pode surgir em determinadas situações após o parto. É importante ao sentir dor de cabeça de forma constante consultar imediatamente o médico para verificar a causa exata do problema.

É Natural Sentir Dor na Primeira Relação Sexual Após o Parto?

Geralmente após 30 ou 40 dias (conhecido como quarentena ou resguardo) a mulher pode retornar à atividade sexual com o seu parceiro. É comum nessa fase a penetração ser um pouco dolorosa, além de aumentar os riscos de infecções.

Independente de um parto normal ou cesárea é importante estar ciente que o organismo necessita de tempo para recuperar as condições normais. Caso a mulher se sinta confortável para manter relação antes dos 30 dias, deve consultar o seu médico e verificar a liberação.

Um parto normal, por exemplo, exige bastante da musculatura vaginal, portanto algumas mulheres podem sentir certo desconforto nesse caso, ao manter relação sexual, mas não é regra. A recomendação médica entre as mulheres que irão ter parto normal é a prática de exercícios que estimulam a musculatura da vagina.

A atividade contribui para que a mulher após o parto retorne normalmente às atividades sexuais e sinta o mesmo prazer que estava habituada. Veja com o seu médico ginecologista alguns exercícios que pode realizar para fortalecer a musculatura vaginal.

Corrimento Sanguíneo no Pós-Parto

É o momento em que o útero expele todo o material armazenado durante a acomodação do bebê. O local onde a placenta é armazenada leva cerca de dez dias para voltar às condições naturais.

Até que isso ocorra, é comum a mãe possuir sangramentos mais intensos no primeiro e segundo dia após o parto. O líquido se assemelha ao fluxo menstrual.

A quantidade de sangue diminui ao passar dos dias e restará apenas um corrimento de cor marrom. Quando a secreção apresentar cor branca após cerca de dez dias é sinal de que o local onde a placenta estava localizada recuperou-se.

Amamentar nos Primeiros Dias Pode Ser Doloroso

A ansiedade para esse momento tão especial para a mãe e o bebê faz com que os desconfortos sejam vistos em segundo plano, embora existam.

Mães de primeira viagem, principalmente, além da dor por conta da sensibilidade dos mamilos, possuem dificuldade para posicionar o bebê da forma adequada até que ele pegue firme o seio e consiga se alimentar adequadamente.

A amamentação mesmo que instintiva, pode apresentar algumas dificuldades como pouco leite, empedramento ou até mesmo por problemas de saúde. As dificuldades são bastante comuns nessa fase, o importante é respeitar a individualidade, pois casa situação é uma.

Gases e Inchaço no Pós-Parto: Por Quê Ocorre?

A barriga e todo o corpo sofrem pelo inchaço após a gestação, inclusive os pés. Isso é decorrente da dificuldade para circulação sanguínea por conta do tamanho da barriga, fazendo com que algumas regiões fiquem bastante inchadas, como as extremidades do corpo.

Mulheres que realizam a cesárea podem se queixar ainda mais do inchaço, pois a cirurgia requer maior tempo de repouso e a abertura do ventre durante o nascimento possibilita a entrada de ar e a formação de gases.

Sentir As Contrações do Útero Após o Nascimento

O útero continua a se mover após o parto, pois necessita retornar ao ser tamanho natural. Algumas mulheres conseguem sentir as contrações, mas não costumam ser intensas.

O processo de recuperação do útero para a sua forma normal é estimulada principalmente através da amamentação. Quando o bebê suga o peito da mãe é liberado um hormônio chamado de ocitocina, que auxilia o útero na volta de sua forma natural.

Dicas para Ter Uma Boa Recuperação no Pós-Parto

Alguns cuidados e recomendações podem ser seguidos para evitar ou pelo menos minimizar os desconfortos tão comuns e recorrentes no pós-parto.

  • Evite infecções: em casos de sangramentos troque frequentemente os absorventes. Mantenha a incisão (local onde recebeu pontos) bem higienizada;
  • Siga as dicas de cuidados com os curativos sugeridos pela maternidade;
  • Exercícios de contração vaginal estimulam a cura;
  • Dieta saudável: coma fibras, legumes e frutas, além de beber muita água e líquidos;
  • Descanse bastante principalmente na primeira semana;
  • Peça para alguém te ajudar nas atividades domésticas e reserve o seu tempo somente para amamentar e cuidar do bebê.

Veja Também: Por Que Acontece a Hemorragia Pós-Parto

Foto:isaiasbartolomeu