A gravidez é sem dúvida um período mágico e esperado pela maioria das mulheres que sonham com a maternidade. A sensação de gerar uma vida em seu próprio ventre e carregar por 9 meses um bebê, que logo vai poder pegar nos braços e chamar de filho pelo resto da vida, é mesmo fascinante.

E para toda esta transformação acontecer, o corpo da mulher passa por inúmeras mudanças durante este período, e é comum provocar alguns desconfortos como desmaios, insônia, descontrole da pressão arterial, além das alterações hormonais que interferem diretamente com o humor e bem-estar.

Quando se Preocupar?

Se os sintomas forem passageiros e estiverem sob controle, não há motivos para preocupação. Todos estes desconfortos são esperados e está dentro da normalidade. Agora se qualquer malestar persistir, o ideal mesmo é procurar seu médico para uma avaliação.

Na dúvida, vale uma opinião de um especialista, e assim também você fica mais tranquila sabendo que está tudo correndo bem com o bebê.

Saiba quais destes sintomas são mais comuns e aprenda como lidar com eles no dia a dia para que possa garantir uma gestação mais tranquila e saudável possível, e assim poder curtir este momento tão especial sem nenhuma preocupação com sua saúde.

gravida deitada

O que Pode Provocar o Desmaio Durante a Gestação?

Alguns fatores podem provocar tonturas, vertigens e até desmaios durante a gestação. O calor excessivo pode provocar mal-estar e te levar a ter aquela sensação de fraqueza. Evite ficar exposta ao sol por muitas horas, procure sentar-se sempre que possível e beba muito líquido para ficar hidratada.

Permanecer em ambientes com pouca circulação de ar ou com aglomeração de pessoas pode também não ser favorável durante a gestação. Caso seja inevitável e não se sentir bem em uma situação como esta, procure sair para tomar um ar, sente-se e respire devagar e profundamente.

Lembre-se que o mal-estar se estiver controlado e for passageiro não exige maiores cuidados mas deve ter cautela para que não leve a desmaios ou cause outras complicações.

É comum também a gestante sentir vertigens, muitas vezes é por ter ficado por longo tempo sem se alimentar, a taxa de glicemia no sangue abaixa e provoca este mal-estar, que em alguns casos chegam a levar ao desmaio.

Não se esqueça de que agora você deve se alimentar por dois. O bebê está se desenvolvendo e todos os seus nutrientes estão sendo compartilhados. Leve a sério a recomendação de alimentar-se de 3 em 3 horas pelo menos, evitando este tipo de desconforto.

Além disso, levantar muito rápido da cama pode dar a sensação de desmaio (hipotensão postural), isso ocorre porque o sangue não tem tempo de chegar ao cérebro, provocando esta sensação de tontura. Não tenha pressa na hora de levantar-se, movimente-se naturalmente.

Queda de Pressão na Gestação

Entre todas as causas que podem levar ao desmaio, uma de fato pode ser mais preocupante se não for controlada, a queda da pressão arterial. No começo da gravidez a pressão tende a ficar mais baixa mesmo, por conta das alterações hormonais que relaxam os vasos sanguíneos e ainda pela necessidade de um fluxo maior de sangue na corrente sanguínea da mãe, para suprir agora a placenta e o bebê.

Riscos

A pressão baixa pode causar desmaios, que a priori não é grave, a questão que preocupa com relação ao desmaio é se ele levar à uma queda e assim a mamãe correr o risco de se machucar ou ainda prejudicar a gestação.

Fique atenta e cuide-se para evitar estes probleminhas, e ainda vale reforçar, se forem frequentes é sempre recomendado procurar seu médico para que ele possa medir sua pressão e garantir que está tudo bem com você e com o bebê.

Como Saber se a Pressão Arterial Está Baixa

Quando a pressão cai, a gestante pode sentir uma fraqueza, tontura, dores de cabeça, a vista fica embaçada e pode até ocorrer o desmaio. Diante da manifestação destes sintomas que é possível diagnosticar a hipotensão arterial, que deve ser confirmada com a medição da pressão arterial.

Geralmente este quadro não acarreta prejuízos para mãe e bebê, mas é importante avaliar a frequência e se for necessário, procure seu médico para avaliar se está sendo ocasionada apenas pelas alterações hormonais, comuns na gestação, ou se existem outras causas que precisa de algum tratamento específico.

No que se refere a pressão, ainda é mais complicado e perigoso enfrentar problemas de pressão alta durante a gestação do que baixa. A hipertensão pode provocar riscos graves para mãe e bebê e em alguns casos o parto precisa ser antecipado para preservar o bem-estar de ambos.

Como Evitar a Pressão Baixa na Gravidez

Existem alguns cuidados que toda gestante pode tomar para evitar a queda da pressão. Algumas dicas podem ajudar a manter sua pressão arterial controlada, minimizando os desconfortos comuns durante a gravidez:

  • Carregue sempre na bolsa um petisco salgado para o caso de ficar um período mais longo sem refeições (uma bolachinha salgada é uma boa opção).
  • Evite ambientes muito quentes, sem circulação de ar
  • Não mude de posição bruscamente. Levante-se com calma para evitar tontura
  • Cheque com seu médico se algum remédio que esteja tomando tenha como efeito colateral a queda de pressão.
  • Evite bebidas como o café, refrigerantes e com álcool.
  • Pratique exercícios leves, mas regularmente, ajudam muito a ter uma boa circulação sanguínea e o controle da pressão arterial.
  • Beba bastante água durante o dia. Além de hidratar evita a queda de pressão

Vale se cuidar direitinho para evitar a hipotensão arterial durante a gravidez. Mas não deixe de consultar o seu médico diante de qualquer sintoma que esteja te preocupando. Assim, mais tranquila, conseguirá lidar com qualquer mal-estar e se manterá forte e feliz para curtir a gravidez e esperar o baby que já já estará em seus braços.

Veja Também: Pré Eclâmpsia – O Que é e Como Evitar
Foto: pedroserapio