Quando era mamãe novata eu confesso, me perdia muito! A primeira vez foi de certa forma muito atrapalhada, então hoje como mamãe bem experiente vou dar algumas dicas para mãe de primeira viagem. Mulheres que assim como eu, se sente perdida com esse novo mundo de descobertas que é a primeira gravidez, primeiro filho etc. O que realmente comprar? O que levar para a maternidade? O que de essencial precisa para o enxoval da mamãe e do bebê? Dicas para mãe de primeira viagem que ajudar a economizar na hora de montar o enxoval e ganhar tempo.

Dica 1: Faça uma lista do que você realmente precisa, inclusive as roupas.
A lista é importante para dois aspectos. Com ela você vai focar no que realmente precisa comprar e não sai por ai gastando à torto e direita com coisas lindas e maravilhosas que as lojas têm. A lista facilita tanto na hora de comprar, como saber o que você já tem para não comprar repetido. Para um bebê recém-nascido, algumas coisas são totalmente dispensáveis, já outras nem tanto. Por exemplo:

1 bolsa grande e 1 pequena: a grande irá usar na maternidade e em viagens, vale pesar os prós e contras de comprar o conjunto de 3 peças ou separadamente.

Almofada de amamentação: um item muito importante para mãe de primeira viagem. Essa almofada traz conforto para a mulher que está amamentando e posteriormente para elevar o bebê. Neste item vale à pena investir, pois será usado muito tempo.

Outro bom exemplo são as peças de roupas. Algumas coisas saíram de moda ou não se usam tanto, mas algumas peças são muito úteis e opções baratas para substituir as mais caras. Os cueiros por exemplo. Eles são úteis e muito versáteis. Podem substituir com tranquilidade as fraldas de pano e também os panos de boca. Servem muito bem para colocar em cima do trocador, para evitar que o bebê entre em contato com o plástico gelado na hora de trocar as fraldas. Outra peça que saiu de uso, mas ainda sim é muito útil é o aspirador nasal! É um item barato e que faz muita falta na hora do resfriado do bebê. Este vale muito à pena ter na lista.

O Que é Dispensável e o Que Realmente é Necessário?

Um item que é perfeitamente dispensável na lista de enxoval são os talcos, perfumes e óleos perfumados. Nunca se sabe se o bebê vai ser alérgico. Aliás, é recomendável que a mamãe evite usar perfumes em excesso na criança. O recomendado é sempre ter sabonetes sem cheiro, neutros à base de glicerina. Outros itens mais caros como as babás eletrônicas não são tão essenciais, a não ser que tenha uma casa grande e que o bebê não fique junto aos pais, ou que fique sozinho no quarto sem babá. Não podemos esquecer dos cabides para guardar as roupinhas. Aliás, as roupas são dúvida frequentes entre as mamães. O que realmente é necessário para os primeiros meses de vida do bebê?

Dê preferência aos macacões com fechamento frontal e também evite laços e fitas na gola, essas podem apertar e quem sabe sufocar o bebê. A mesma dica vale para colchetes, babados e tules demais nas roupas. São desconfortáveis e podem machucar o bebê. Quanto aos sapatos, são itens desejados pelas mamães, porém não muito úteis. Então tenha sim, mas evite lotar o armário porque não são muito usados e perdem muito rápido. Substitua os gastos com sapatos por fraldas! Essas sim serão muito utilizadas e farão parte do dia a dia do bebê e da mãe de primeira viagem.

Itens de higiene como kit com garrafa térmica e potes de porcelana são dispensáveis, mas você pode ter como decoração no quarto. Tenha bastante algodão bolinha e também aqueles chatinhos de tirar maquiagem para limpar o bumbum do bebê e também lenços umedecidos desses fofinhos para quando for sair. Tenha também cotonetes, 1 frasco de álcool 70% e gaze.

Dica 2: Compre os móveis com antecedência.
Essa é uma dica para mãe de primeira viagem que pode fazer toda a diferença! Sabia que as lojas de móveis de bebês demoram horrores para entregar as peças? Sim! Não são raros os casos em que entregam o berço, guarda roupas e cômoda às vésperas do nascimento. Por isso, não deixe para última hora. O quanto antes fizer a encomenda melhor. Caso for comprar em lojas de varejo, certifique-se do prazo de entrega para não ficar no sufoco.

  • 1 berço
  • 1 cômoda
  • 1 guarda roupas

Evite comprar por impulso. Pesquise bastante antes de comprar. A diferença de preço e de qualidade dos móveis de uma loja para outra pode ser assustadora! Por mais que tenha gostado, espere mais um pouco e pense antes de desembolsar uma quantia considerável.

Dica 3: Visite as maternidades em que pretende dar a luz.
Independente se quer parto normal, natural ou cesariana, o melhor é visitar as maternidades candidatas para saber a estrutura que têm e se te agrada. Faça isso por volta dos 5 meses de gestação, assim terá tempo para analisar outras possibilidades.

Dica 4: Faça um plano de parto com seu médico.
Uma dica para mãe de primeira viagem que é preciosa: converse com seu médico e faça um plano do que quer e não quer durante o parto. Isso garantirá que tudo sairá da forma com que você sempre sonhou, ou pelo menos chegará bem perto disso. Caso haja algum contratempo não se chateie. Pense que o essencial é que seu bebê nasça com saúde.

Dica 5: Recomende que agendem as visitas ao recém nascido.
Esse é um dos itens muito importantes! Avisar aos parentes e amigos que receberá visitas sim, mas peça que avisem antes de comparecer. Tudo com muito jeitinho para não magoar claro, mas é importante que a mamãe saiba quem virá e quanta pessoa irá receber naquele dia. Assim evitará stress e cansaço por parte da mãe e do bebê.

Veja também: O Que Levar Para a Maternidade? Fazendo a Mala

Foto: gleicebueno.com portfolio, Kelly Hunter