A doença renal podem ser um grande problema para as nossas vidas. Por fazerem parte de um sistema extremamente importante para o bom funcionamento do nosso corpo, os rins acabam sendo também um dos órgãos mais fracos e que mais exigem tratamentos feitos com remédios fortes ou até mesmo cirurgias.

O quadro muda totalmente de figura quando falamos sobre uma doença renal na gravidez. Por se tratar de uma mulher gerando outra vida, as consequências que esse problema pode trazer são muitas, além de também existirem complicações quanto ao tratamento, já que alguns tipos de medicamentos são contraindicados para grávidas.

Mas apesar de ser um quadro complicado, é possível tratar e fazer com que a doença renal na gravidez não seja todo esse transtorno que parece. Mas para isso acontecer, algumas medidas precisam ser tomadas.

O que é Doença Renal?

A doença renal atinge tanto homens quanto mulheres e acontece quando os rins começam a perder a capacidade de equilibrar e remover líquidos no organismo. A doença renal na gravidez pode aparecer de forma aguda ou até mesmo crônica. Essa doença pode apresentar vários sintomas como:

Sintomas de Problema Renal

  • Inchaço nas pernas
  • Fraqueza constante
  • Dor lombar constante
  • Dificuldade na hora de urinar
  • Vômitos frequentes
  • Náuseas frequentes
  • Pedras nos rins

É fácil de imaginar porque podem existir problemas com mulheres que possuem doença renal e acabam engravidando, ou que desenvolvam essa doença depois de engravidarem. Todos esses sintomas podem ser muito prejudiciais não só para o corpo da mulher, mas também para o desenvolvimento do bebê.

Mas é importante avisar desde já que mulheres que sofrem com doença renal crônica podem planejar uma gravidez, mas diversos cuidados precisam ser tomados. Vamos falar sobre isso mais pra frente.

Mulheres com Problemas Renais podem Engravidar?

Essa é uma das perguntas mais feita sobre o assunto por um motivo óbvio. Muitas mulheres têm o desejo de engravidar, mas ainda sofrem com esse tipo de problema. Então como lidar com essa situação?

Primeiramente é preciso dizer que, uma vez que todas as funções reprodutoras da mulher estão funcionando, é perfeitamente possível de engravidar. O problema é que mulheres que possuem problemas renais podem acabar tendo esses problemas agravados com a gravidez, o que pode também acabar afetando a gravidez.

Primeiramente porque a doença renal faz com que ocorram diversas alterações hormonais, assim como a gravidez, o que pode acabar sendo muito prejudicial para a mulher, já que a gravidez sozinha já é um choque muito grande.

O mais recomendável é, portanto, tratar primeiramente da doença renal para engravidar depois e não precisar lidar com esse problema. Mas existem os casos de doença renal crônica em que, mesmo com o tratamento, ainda há sintomas e perigos. E além disso, também existem os casos em que a doença renal aparece depois que a mulher já está grávida.

Os Efeitos da Gravidez na Função Renal

Os aumentos nos hormônios como a progesterona, por exemplo, podem fazer com que a função renal fique prejudicada. Isso significa que a doença tem muito mais chances de piorar, principalmente pelo fato de diversos medicamentos serem contraindicados no caso de gravidez.

No geral, podemos dizer que a gravidez é algo que faz mal para a doença renal e tende que ela piore, mas mesmo assim, isso é algo que pode ser contornado como você já leu por aqui antes.

Tratamento Para Doença Renal na Gravidez

O tratamento para doença renal na gravidez precisa ser feito com cuidado e sempre levando em consideração o bebê que a mulher está carregando. Mas mesmo com a gravidez, alguns tratamentos convencionais da doença renal podem ser feitos, claro que sempre com mais cuidado.

A hemodiálise, por exemplo, que é necessária muitas vezes, não pode ser substituída por outra coisa e, por essa razão, é necessário que ela continue para que não piore a saúde da mulher.

O tratamento de hipertensão também precisa continuar, mas precisará sofrer modificações nos medicamentos que são contraindicados na gravidez. Apesar de serem medidas que exigem muito da mulher, são coisas necessárias para que a gravidez ocorra com sucesso.

Outra parte importante do tratamento é o monitoramento do feto durante todo o tempo, para verificar se há alguma alteração ou se ele está sofrendo de alguma forma com os procedimentos.

Consequências da Doença Renal na Gravidez

Sofrer com uma doença renal na gravidez pode ser muito prejudicial para uma mulher, pois é algo que pode ir se agravando conforme a gravidez avança. Por isso é necessário saber em qual fase a doença está para também saber como lidar com ela durante a gravidez.

As fases da doença renal são divididas de 1 a 5, sendo a 1 a menos nociva e a 5 a mais. Nesse último estágio é que uma hemodiálise pode ser necessária.

Apesar de todas essas dificuldades, uma mulher com doença renal pode sim planejar uma gravidez. Porém, é de extrema importância que haja um bom acompanhamento médico durante todos os passos, para que ele possa recomendar tudo o que for necessário e aconselhar a mulher no que ela precisar, principalmente no que diz respeito ao avanço da doença renal na gravidez.

Sofrer com uma doença renal na gravidez pode não ser a melhor forma de passar a sua gestação, mas se isso ocorrer, a melhor coisa a se fazer é manter a calma e seguir rigorosamente o tratamento correto.

Dessa forma, você consegue evitar que as consequências dessa doença não sejam as piores e que, por mais que existam momentos difíceis, sua gravidez seja saudável, tranquila e principalmente segura para o seu bebê, que é o mais importante de tudo.

Não é necessário se desesperar, pois apesar de existirem momentos ruins, ter uma doença renal na gravidez não é o fim do mundo e é algo que pode muito bem ser controlado.

Veja Também: Paralisia de Bell: Causas, Sintomas e Tratamento
Foto: GGOMANG