Conhecidas como doenças respiratórias todas as doenças relacionadas ao sistema respiratório humano, como pulmões, traqueias, nariz, boca, garganta, faringe e laringe. O sistema respiratório é um dos aparelhos mais sensíveis do corpo humano e doenças respiratórias aparecem nas 10 principais causas de morte no mundo, pois através da respiração estamos em contato direto com todo tipo de micro-organismos, alguns causadores de diversas doenças graves outras não tão preocupantes assim como uma simples gripe ou resfriado.

Algumas doenças respiratórias ou mais conhecidas como alergia respiratória, como rinite, asma, bronquite alérgica são mais comuns do que imaginamos e são causadas por agentes aeroalérgenos, como poeira, fumaça de cigarro, cheiro de perfumes, produtos de limpeza, pelos de animais, polens de plantas e etc.

Alergias Respiratórias – Sintomas

  • Coceira excessiva nos olhos, nariz, garganta e algumas vezes na pele
  • Olhos lacrimejados
  • Congestão nasal
  • Cefaleia (dores fortes de cabeça)

Alguns sintomas como espirros, corrimento nasal e tosse podem ser facilmente confundidos com outras doenças como a gripe que apresenta os mesmo sintomas e um simples resfriado. A única diferença entre eles é o período em que eles ficam presentes. Sintomas de doenças respiratórias como alergias, por exemplo, tendem a permanecer mais tempo que um simples resfriado.

Como Prevenir Doenças Respiratórias

  • Evitar tapetes e cortinas nos quartos ou utilizar produtos com acaricida para limpeza
  • Colchões e travesseiros devem ser encapados com protetores antiácaros e serem trocados frequentemente
  • Não fumar dentro da residência

A casa deve ser regularmente ventilada e arejada, para não facilitar a proliferação de mofo e ácaros no ambiente e é aconselhado o uso de aspirador de pó e para limpeza dos móveis utilização de pano úmido, para que a poeira não se levante no ar causando uma crise alérgica. Alergias Respiratórias não tem cura, porem existe controle e prevenção para o contato dos alergenos causadores, e a melhor forma é se manter distante deles.

Principais doenças Respiratórias

DPOC – (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica) Doença crônica irreversível que afeta os pulmões, bem comum em pacientes que já tiveram tuberculose e na grande maioria homens. Sua principal causa é o tabagismo, fatores genéticos ou a superexposição de componentes químicos em longo prazo.

Bronquite Crônica: Inflamação nos brônquios que na grande maioria tem início após anos de contato com tabaco, poluição excessiva e outros fatores irritantes, sendo encontrados mais casos em pacientes mulheres.

Enfisema Pulmonar: Doença crônica que tem a destruição gradativa dos tecidos pulmonares. Sua principal causa é o uso prolongado de tabaco ou produtos químicos tóxicos.

 

Asma:

Conhecida também como bronquite asmática ou asma brônquica, é uma inflamação das vias aéreas, que leva a diminuição do fluxo de ar. Sua causa é por fatores genéticos e se manifesta por meio de crises de fortíssima falta de ar.

Câncer de pulmão: Tumor maligno que se tem tratamento quando diagnosticado com maior antecedência, seu prognóstico esta relacionado a fase de diagnóstico. Sua maior causa é o tabagismo e ao contato com certos produtos químicos como: cromo, cloreto de vinila, radônio, níquel, arsênico, entre outros encontrados em ambientes ocupacionais. Podemos relacionar também essa doença a pessoas dietéticas, com histórico de DPOC, com problemas genéticos ou que tenha casos na família.

Como toda doença respiratória pode causar prejuízo na vida comum do paciente, é recomendada a fisioterapia pulmonar principalmente em pacientes com DPOC. Quanto mais precoce o início, menor os efeitos deletérios da obstrução brônquica, pois aumentará e proporcionará uma melhora na ventilação pulmonar beneficiando a vida do paciente e sua qualidade de vida. Lembrando que, a fisioterapia e toda ajuda pós-reabilitação devera contar com apoio psicológico, que será essencial para a vida do paciente.

Veja também: Refluxo em Recém Nascido – Como Diagnosticar e Tratar

Foto: Brandon Baunach