Vivemos falando em sintomas de gravidez certo? Mas a gestação em si vai muito além dos sintomas iniciais. A gravidez é um mundo à parte para a mulher. Quando dentro deste mundo, diversos sintomas podem aparecer e até mesmo os que a mulher nunca imaginou sentir, e nesses sintomas é claro, que a dor estará presente.

Dores Comuns da Gravidez

A grande maioria as nossas mães, amigas e outras pessoas podem citar, mas cada mulher sente a gestação de uma forma e isso também se aplica à dor na gravidez. É possível que você venha a ter dores que outra não teve, como as famosas dores nas costas! Essas dores são típicas da gravidez e pega qualquer mulher de jeito após a 20ª semana. Isso devido ao peso da barriga e também da coluna que se projeta para frente com a finalidade de acomodar o bebê. Essas dores nas costas podem ser sentidos muito mais intensamente por uma mulher mais magra do que em outras um pouco mais cheinhas.

As dores podem ser intensas na região lombar e também irradiar para frente ou para baixo. Não é incomum ver uma gestante reclamando de dor na gravidez. Esse momento é mágico, porém traz muitos incômodos com toda a certeza. Essas dores podem inclusive atrapalhar na vida sexual do casal, por isso alguns truques para auxiliar no prazer durante esse momento podem ajudar a apimentar esse momento. Recomendamos o uso de gels lubrificantes amigos da fertilidade como o FamiGel para melhorar a lubrificação vaginal, aumentar o prazer e ainda ajudar a controlar o pH vaginal, já que é feito a base de água e faz o papel fiel do muco cervical. Você pode adquiri-lo aqui em nossa loja virtual.

Quais Dores Podem Surgir Também?

Além da dor nas costas, também existe o agravante do nervo ciático. Pessoas que já têm tendência à este problema, passam a ser mais prejudicadas quando grávidas. O ciático é um nervo que passa desde a coluna até o calcanhar. Nele pode-se concentrar o peso da gravidez e em alguns casos acaba inflamando causando fortes dores.

Dor no Nervo Ciático

Por isso, é importante averiguar se essa dor na gravidez é causada pelo nervo ciático. Devemos lembrar que mulheres grávidas não podem tomar qualquer medicação sem prescrição médica. Medicamentos neste momento da vida devem ser rigorosamente controlados para não prejudicar o bebê.

Na grande maioria dos casos, as dores causadas pelo nervo ciático são apenas tratadas para os sintomas. As causas devem ser observadas, porém o melhor remédio, o anti-inflamatório, não pode ser consumido neste momento. A mulher pode optar por métodos como acupuntura ou fisioterapia por exemplo. Isso ajudará a amenizar as dores.

Vídeo Explicativo

Outra dor na gravidez que é recorrente são as fisgadas e fincadas na virilha e região intima. Essas são ainda mais comuns que as dores da região ciática. A dor algumas vezes é tão intensa, que impede que a mulher tenha uma vida normal. O desconforto pelas dores é tamanho que impede que ela durma confortavelmente.

São bastante comuns no período final da gravidez, isso pelo peso do bebê e pelo útero já estar bastante distendidos. As pontadas são normais, porém devem ser analisadas pelo médico para verificar a possibilidade de ter dilatação. Afinal, um dos sintomas para o parto são essas pontadas parecendo ferroadas dentro da vagina. São preocupantes, mas na grande maioria dos casos são inofensivas.

Dor Pélvica

Realmente a dor pélvica é a mais marcante do meio para o final da gravidez, mas uma das que também podem chamar a atenção, são as das musculaturas do abdômen. Repuxões ao espirrar, caminhar e ate ao virar podem assustar. Porém não há problemas maiores se não as dores e incômodos.

Essa dor tem maior chance de aparecer quando a barriga está em processo de crescimento, isso antes da 25ª semana de gravidez. Os músculos recebem uma dose extra de hormônios para que fiquem frouxos e tenham maior elasticidade. Caso as dores se tornem quase insuportáveis, é hora de conversar com seu médico para investigar a presença de infecção urinária. Esse problema também traz para a gestante dor na gravidez.

Dores de Estômago

Outro incomodo e dor na gravidez que são comuns são as dores de estômago. Comer pode se tornar difícil lá pela 30ª semana. Mas a grávida pode ter dores de estômago bem antes disso. As dores podem ser bem intensas e por isso, alguns médicos liberam o uso de medicamentos para proteger o estômago mesmo quando há gravidez, Omeprazol ou Ranitidina.

Vale ressaltar que essa dor de estômago pode ser de longa data, mesmo antes da gravidez, mas também podem ser causadas pela presença de hormônios em excesso no corpo. Por isso, sempre melhor verificar junto ao médico. Se você sente essas dores saiba que é normal, porém sempre deve reportar ao médico. Ele saberá o que fazer e quais exames pedir se desconfiar que haja algo errado. Um pré-natal bem feito é garantia de saúde!

Aproveitando o espaço, gostaríamos de contar uma novidade para nossas leitoras! Em parceria com a empresa Famivita desenvolvemos uma linha de produtos especializados na fertilidade masculina e feminina, entre testes de ovulação e gravidez, as vitaminas da fertilidade masculina ViriFerti e a feminina FamiFerti, que potencializa a ovulação e fortalece óvulos, útero e endométrio, facilitando a concepção. Você pode adquiri-la aqui em nossa loja virtual.

Veja Também: Coisas de Mãe – 10 Acontecimentos Que Não me Contaram Antes de Engravidar

Foto: Daniel Riquelme