O órgão sexual feminino é formado por diversas terminações nervosas e por isso é extremamente sensível e delicado. Quando apresenta alguma dor ou sensibilidade é indicação de que algo pode não estar bem, por isso é necessário investigar quando ocorre dor na vagina. A dor na vagina pode ocorrer por muitas razões e sob uma variedade de circunstâncias principalmente durante o ato sexual, durante a menstruação e ao urinar.

Sexo

Embora a dor na vagina possa ocorrer sem atividade sexual, muitas vezes ocorre durante as relações sexuais, e os motivos são frequentemente relacionados ao sexo. A dor na vagina pode resultar em uma baixa libido (desejo sexual), secura vaginal ou na incapacidade de atingir o orgasmo devido ao desconforto durante o ato.

A dor na vagina pode ser crônica e pode durar anos em algumas mulheres. O grau de severidade varia entre as mulheres. Muitas vezes ocorre na ausência de sinais físicos ou anormalidades visíveis. Pode ser grave e pode interferir na atividade sexual e causar relações sexuais dolorosas (dispareunia). No entanto, há uma série de outras causas de dor na vagina durante ou após o sexo.

O que Causa Dor na Vagina?

Não está claro por que algumas mulheres desenvolvem essa condição, já que a dor pode estar relacionada a diversos fatores. Pode ou não ter ligação também com doenças sexualmente transmissíveis (DST).

Principais Causas

Algumas teorias sugerem que a dor na vagina pode estar relacionada a:

  • Um hímen que não foi completamente penetrado
  • Inflamação por doenças sexualmente transmissíveis
  • Infecção aguda como a vaginite
  • Secura vaginal
  • Infecções ou outros problemas com o sistema digestivo, especialmente os
    intestinos ou a bexiga
  • Fibromialgia, síndrome de dor generalizada crônica
  • Cistos nos ovários
  • Gravidez ectópica

Além de outros problemas como fibroides, endometriose, dano ou irritação dos nervos, reações alérgicas de sabonetes ou até mesmo de preservativos, espasmos musculares, histórico de abuso sexual e uso frequente de antibióticos. Fatores familiares ou genéticos também foram sugeridos para desempenhar um papel na dor na vagina. Infelizmente, a causa exata não foi determinada e a maioria das mulheres não tem fatores contribuintes conhecidos.

No caso de secura vaginal o problema pode ser relacionado com o uso de gel lubrificante a base de água. Se estiver tentando engravidar, opte pelos gels lubrificantes amigos da fertilidade, como o FamiGel. Além de resolver o problema de falta de lubrificação, ele faz o papel do muco fértil, proporcionando um ambiente satisfatório para os espermatozoides sobreviverem mais tempo, facilitando a chegada até o óvulo. Você pode adquiri-lo aqui em nossa loja virtual.

Dor na Vagina Durante a Gravidez

A dor na vagina pode ocorrer durante o terceiro trimestre da gravidez devido ao aumento da pressão sobre o colo do útero. As mulheres que experimentaram dor na vagina antes da gravidez podem continuar a experimentar esse sintoma durante a gravidez.

Sintomas Característicos da Dor na Vagina

A dor na vagina e nos órgãos genitais externos femininos (a vulva, que inclui os lábios, o clitóris e a entrada na vagina) é mais comum em resultado de infecção.

Dor na Relação Sexual

A dor na vagina durante a relação sexual é referida como dispareunia e os sintomas podem incluir:

  • Dor ardente ou latejantes na vulva, abertura vaginal
  • Dores lancinantes e ardentes na área interna da vagina
  • Coceira
  • A dor pode ser constante ou pode ir e vir
  • Dor durante o ato sexual

Algumas mulheres relatam dor localizada em um lado ou uma área da vagina, enquanto outras apresentam dor generalizada. Geralmente, não há sinais físicos ou alterações que acompanham a dor na vagina, mas às vezes há evidências de pele inflamada.

Existem Fatores de Risco para Dor na Vagina?

Como a causa é mal compreendida, é difícil prever quem corre o risco de dor na vagina. Pode afetar mulheres de todas as idades e raças. Pode começar assim que inicia a adolescência e pode ocorrer antes e depois da menopausa. Pode ocorrer durante o período menstrual ou independente dele.

Diagnóstico da Dor na Vagina

O diagnóstico é feito com base nos sintomas característicos. O médico pode realizar um exame pélvico para descobrir se anormalidades, infecções ou outros problemas com a pelve ou a vagina podem causar dor.

Pode ser utilizado um cotonete de algodão para tocar gentilmente os órgãos genitais para identificar áreas de dor. Também poderá fazer perguntas sobre como e quando a dor na vagina ocorre.

Testes de Diagnóstico

Alguns testes de diagnóstico podem ser realizados, incluindo:

  • Colonoscopia ou sigmoidoscopia para examinar seções do cólon;
  • Enema de bário, que envolve a inserção de uma solução dentro do reto e a obtenção de raios-X para procurar problemas;
  • Tomografia computadorizada;
  • Ressonância magnética;
  • Ultrassom dos órgãos pélvicos;
  • Cistoscopia, que usa uma pequena câmera para olhar a uretra e a bexiga.

Tratamento Para a Dor na Vagina

A dor na vagina pode ser gerenciada por tratamentos médicos e autocuidado (remédios caseiros). Nem todos os tratamentos serão eficazes para todas as mulheres, e uma mulher pode ter que tentar diferentes tratamentos para encontrar a opção mais efetiva para ela.

Se for somente desconforto durante a relação sexual, gels lubrificantes também podem solucionar a solução, mesmo que momentaneamente.

Medicamentos

Alguns dos medicamentos que foram úteis incluem:

  • Cremes tópicos
  • Anestésicos tópicos ou locais
  • Anticonvulsivantes (medicamentos anti- convulsões às vezes são úteis no tratamento
    da dor crônica)
  • Antibióticos (no caso de infecções)

Terapias Alternativas

Outras terapias médicas para mulheres com dor na vagina grave incluem:

  • Injeções de bloqueios nervosos, nos quais os medicamentos são injetados para reduzir
    a sensibilidade dos nervos nas áreas afetadas
  • Exercícios do assoalho pélvico têm sido úteis para algumas mulheres.
  • A remoção cirúrgica do tecido afetado pode ser benéfica em mulheres com dor na
    vagina devido à síndrome da Vestibulite Vulvar (um tipo particular de dor na vagina
    localizada na área do anel himenal.

Remédios Caseiros Para Dor na Vagina

Remédios caseiros e medidas de autocuidado para a dor na vagina podem trazer alívio para muitas mulheres. Algumas medidas para aliviar a dor da dor na vagina incluem:

  • Enxaguar a área com água fria, particularmente após urinar e a atividade sexual
  • Banhos de assento mornos
  • Usar sacos de gelo tópicos envolvidos em uma toalha
  • O uso de bolsa de água quente, ao contrário, pode ajudar algumas mulheres
  • Usar sabonete íntimo sem perfume
  • Usar papel higiênico branco e sem perfume
  • Usar calcinha de algodão
  • Não usar roupas apertadas na área

Além de cuidados como: Evitar piscinas ou banheiras de hidromassagem de água com cloro, usar lubrificante solúvel em água durante a relação sexual, evitar atividades como o ciclismo, que pressionam a área vulvar, manter a área vulvar seca e limpa, evitar alimentos que podem tornar a urina mais irritante para a pele da área genital. Esses alimentos incluem feijão, café, nozes e chocolate.

Os anti-histamínicos de venda livre podem ajudar a reduzir a coceira, especialmente no período noturno.

Complicações da Dor na Vagina

A dor na vagina pode ser debilitante e interferir nas atividades diárias e nas relações sexuais. Isso pode fazer com que as mulheres sintam uma perda de controle sobre seus corpos, causando profundo desconforto emocional e físico.

Se nenhuma causa física da dor na vagina for diagnosticada, um terapeuta sexual ou conselheiro de casal pode ajudar a identificar uma causa emocional que está por trás da dor. As sessões de aconselhamento podem ajudar a diagnosticar e tratar o problema através da comunicação, relaxamento e falar abertamente sobre sexo. O mais importante é não tentar diagnosticar a dor na vagina sozinha. É importante consultar o médico para descartar causas físicas e procurar um terapeuta se precisar resolver problemas emocionais.

Uma dica para nossas leitoras que estão tentando engravidar, você sabia que a Patricia Amorim em parceria com a empresa Famivita, desenvolveram uma linha de produtos para ajudar os casais tentantes a engravidar mais rápido? Entre eles, vitaminas importantes para a fertilidade feminina e da masculina como o FamiFerti e ViriFerti, além de testes de ovulação, gel lubrificante amigo da fertilidade que faz o papel do muco e tudo o que você precisa para dar uma forcinha extra para o positivo chegar logo. Você encontra todos os produtos e a opção do kit tentante aqui em nossa loja virtual.

Veja Também: Desconfortos na Relação Sexual – Como Contornar

Fotos: TipsTimesAdmin